POISON BOOKS - Profundezas (Tricia Rayburn)


Autor: Tricia Rayburn
Tradutor: Fal Azevedo
Editora: Verus
Série: Sim, livro 3 (série Sereia)
Temas: Jovem-Adulto, Sereias, Comportamento
SINOPSE: Um ano depois dos acontecimentos que mataram sua irmã e transformaram Vanessa em sereia, ela tenta desesperadamente manter sua família unida e retomar a vida 'normal'. Mas, não importa quantas vezes mergulhe ou quanta água salgada beba, Vanessa se sente cada vez mais fraca. Ela não tem ideia de como viver na condição de sereia e não quer mais ter que lidar com sua recém-descoberta identidade. É tudo assustador demais. De volta a Winter Harbor para passar o verão, as lembranças do ex-namorado, Simon, estão em toda parte. Vanessa o ama e faria tudo para que o relacionamento desse certo. Mas como pode pedir que ele a aceite de volta, se ela é uma criatura que só trará mais problemas a ele? E como Simon poderá amá-la quando descobrir a terrível verdade - que, para permanecer viva, Vanessa precisa satisfazer seus desejos de sereia, não importando quem saia machucado?


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Começou depois da primeira hora de viagem.”

RESENHA<<<
Mais um final de série...eeeeee. Levantando a mão e sendo feliz...rs
Para conhecer os livros anteriores, clique:

Ando com medo de chegar aos finais de séries, cada vez mais tenho certeza do meu pensamento ‘os autores não bolam a série livro a livro, é como se eles escrevessem no sentimento e com isso temos livros ou momentos sem pé nem cabeça, onde a gente percebe que foi enrolado e/ou o autor fugiu da sua linha de raciocínio do início e quando vamos analisar friamente, quase percebemos que a maioria das séries poderiam se resumir em um único livro.’

Eu gostei mais desse livro do que do anterior, mas nada se compara ao primeiro, aos poucos percebi que a ideia brilhante da autora foi se perdendo e acabou transformando uma boa história em algo chato e cansativo, aliás, repetitivo foi a palavra-chave aqui. A autora seguiu a mesma ideia nos três livros, mudaram os personagens, mas a linha de raciocínio era a mesma. E isso nos faz prever o que acontecerá na história e não é bom.

Os personagens Vanessa e Caleb voltaram as boas, eles estavam de muito mimimi no livro anterior, mas até esse ‘voltar as boas’ tem complicações, acho que para pessoas que viram suas vidas mudarem de cabeça para baixo com relação às sereias, imaginei que eles iriam abrir mais o olho sabe? É como cair nos mesmos erros e isso aconteceu aqui, repetições que vi nos livros um e dois.

A história demora para acontecer e nesse meio tempo não tivemos nada de inovador ou sensacional, talvez comente sobre uma família que tenta voltar à vida normal depois de perder um filho e descobrir coisas místicas, aliás, levanto uma observação, pois em poucos livros os adolescentes contam aos pais sobre esse mundo sobrenatural que os cercam e aqui a autora fez isso. Não diria que foi sensacional, mas como quase nunca ninguém faz, vale mencionar.

Temos alguns momentos de volta ao passado na história e fechamos algumas pontinhas soltas, mas nada significativo. O final em si foi bonitinho, a autora tentou contornar uma situação que até o livro dois parecia impossível, mas ela também não avançou muito na história então não sabemos que foi possível ou não a ideia que ela quis dar. Acho que ela vai agradar a maioria, mas nada que a gente se desespere ou diga ‘AiMeuDeusQueFinalSensacional’.

Fecho a resenha analisando que dos 3 livros, poderíamos ter um único bom, excluindo muitas coisas chatas e repetitivas que foram constantes nos livros da série e de repente rumando para algo mais intrigante. Acho que intrigante, diferente e até mesmo um pouco de suspense foi o que ficou faltando depois.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<

Share:

0 comentários