POISON BOOKS - Até Que Eu Morra (Amy Plum)

Em 11 agosto 2014

Autor: Amy Plum
Tradutor: Martha Argel & Humberto Moura Neto
Editora: Farol Literário
Série: Sim, livro 2 (série Revenants)
Temas: Jovem-Adulto, Sobrenatural, Fantasia Urbana
SINOPSE: Kate e Vincent estão finalmente juntos em Paris, a cidade das luzes e do amor. Mas esse amor carrega uma questão que não pode ser ignorada: como eles poderão permanecer juntos se Vincent não resistir a se sacrificar para salvar outros mortais? A promessa de levar uma vida normal com Kate significa deixar que pessoas inocentes morram?Quando um novo e inesperado inimigo se revela, Kate descobre que há muito mais coisas em risco... e que até mesmo a imortalidade de Vincent pode estar ameaçada.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Saltei, encolhendo os pés por baixo de mim, quando o bastão de dois metros de comprimento golpeou o chão de pedra no ponto onde eu tinha estado meio segundo antes.”

RESENHA<<<
Segundo livro da trilogia ‘Revenants’ para conhecer os venenos do anterior, clique:

Estava empolgada para ler essa continuação, mas como todo livro que a gente curte muito, sempre começo a leitura do segundo com pé atrás, porque a chance de se decepcionar é sempre grande, mas aqui tive boas surpresas, as coisas que senti falta no anterior apareceram por aqui e isso sempre é bom, não sei vocês, mas fico chateada quando os autores só nos enchem de perguntas em suas séries, mas nunca as respostas.

Uma dúvida e um tantinho de curiosidade que eu tinha ao ler a série era sobre a história dos próprios Revenants, quem eles são, da onde surgem, para onde vão e coisas desse tipo. E a autora se focou em algumas dessas questões, na verdade, a protagonista Kate em sua busca para entender Vincent e o relacionamento deles começou a ir atrás de mais informações e essa busca foi muito frutífera para nós leitores, pois assim sabemos por onde a autora quis basear sua ideia.

Não tivemos tantas cenas de ação, lutas, perseguição quanto no livro anterior, fiquei meio dividida, achei que antes teve demais e aqui quase não tivemos essas momentos mais ‘tensos’, dentro do contexto da história, realmente não há necessidade e poderia ficar forçado, mas talvez ela pudesse equilibrar as coisas, um pouco menos lá e mais aqui.

Gostei de como os outros personagens foram envolvidos na história, os novos, as dúvidas e as revelações foram importantes e de certa forma chocantes, aliás, que final tenso foi esse. Me desesperei pelo próximo porque né... sou #TeamVincent =P. E a autora colocou umas coisas que não imaginei ao ler a série, afinal sempre tudo acontece com a mocinha e quando acontece com o rapaz a gente fica meio sem ação.

Acredito que o final vai ter mais ação e será mais empolgante que este livro, na média digo que ele foi um balanço, as coisas que não tinha explicação antes apareceram aqui e o que teve demais lá teve bem menos nesse, por isso a grande expectativa para o próximo livro (e final da série).

Há um conto (#2.5) chamado Die For Her e já vi a autora comentando um outro conto (seria algo #3.5), não sei se a editora irá trazer, mas o primeiro conta fala do Jules, o outro ainda não tem muita informação.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<