POISON SERIES - Friends With Better Lives (FWBL)

Em 24 junho 2014
Última terça-feira do mês e é dia de seriado aqui no blog, não sei se a sua lista de séries anda grande [a minha já entrou em um limbo que é capaz de eu não conseguir saber mais o que ando assistindo], mas como tivemos algumas séries finalizando e outras que em breve chegarão ao final, porque não ver algo novo? Ou pelo menos tentar?

Para saber mais:
Seis amigos na faixa dos 30 anos que sempre acham que a vida dos outros é melhor que a própria. Kate (Zoe Lister-Jones) encontra dificuldades em admitir que sua última amiga solteira, Jules (Brooklyn Decker) acaba de ficar noiva do belo australiano Lowell (Rick Donald), enquanto Bobby (Kevin Connolly), Andi (Majandra Delfino) e Will (James Van Der Beek) apenas esperam pelo momento em que ela surtar.

Personagens Principais:
James Van Dar Beek >>> Will Stokes
Brooklyn Decker >>> Jules Talley
Zoe Lister-Jones >>> Kate McLean
Rick Donald >>> Lowell Peddit
Majandra Delfino >>> Andi Lutz
Kevin Connolly >>> Bobby Lutz

Trailler da Série:



RESENHA<<<
Não sou muito fã de comédias americanas, e o grande problema é que as piadas que eles morrem de rir, eu não consigo achar engraçada, muitas vezes fico me perguntando como aquele seriado faz sucesso, pois os ganchos e maquinações são bem fraquinhas...

Mas a sinopse dessa comédia me conquistou afinal falar de relacionamentos sempre dá pano para manga, tem uma vibe tipo ‘Friends’, pois consiste em um grupo de amigos, porém os mesmos são bem diferentes e todos querem melhorar seus relacionamentos, principalmente os amorosos. E as piadas e farpas trocadas por ele é uma coisa que só bons amigos falam entre si.

São 6 personagens – 3 homens e 3 mulheres, no qual temos um casal onde a mulher está grávida e temos vários momentos sobre o ‘não tão belo momento’, onde ela muda de opinião na velocidade da luz, sente desejos e vontades estranhas. O casal mostra o lado bonito da gravidez, mas também o que ninguém conta que em muitos momentos a mulher vai estar péssima e não se sentir tão bela assim.

O segundo casal, onde a mulher já era amiga, mas conheceu o cara recentemente é outro ponto engraçado, ele é todo ‘paz e amor’, ela meio louquinha e vira e mexe os amigos implicam com esse novo romance e com o namorado, quem nunca?

Mas meus personagens favoritos são os dois solteiros. Ela é bem sucedida, mas sempre coloca problemas em todos os homens com quem sai e suas piadas e comentários são os melhores, mas prepare-se para piadas sarcásticas e humor ácido, ela não polpa ninguém, às vezes nem ela mesma. E o último é um recém-separado e mesmo ele sendo legal ele nunca sabe onde está errado. Então quando os dois solteiros entram em cena, são os momentos de risadas e questões sobre relacionamentos sendo levantadas.

A série é curta (30 minutos), o que ultimamente tem sido meu tipo de série. Então não fica enchendo linguiça sobre um determinado tema e quando o assunto não é tão engraçado ela não fica com aquele sentimento de ‘quando isso vai terminar?’.

Acho que o diferencial da série é o fato de mostrar uma configuração de amigos como nos dias de hoje, afinal temos de tudo na nossa roda – casados, solteiros convictos, solteiros sempre a procura de alguém, recém-separados e os que não querem saber disso – e como isso se mescla com a amizade.

PS: A série corre o risco de ser cancelada =/, uma pena...

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<
_