POISON BOOKS - Eu Te Sinto (Irene Cao)

Em 19 junho 2014

Autor: Irene Cao
Tradutor: Aline Leal
Editora: Suma de Letras
Série: Sim, livro 2 (trilogia Dei Sensi)
Temas: Adulto, Hot, Relacionamento, Sexo
SINOPSE: É inútil resistir à paixão quando ela te escolhe. O inesperado reencontro de Elena e Leonardo em Roma os levará ao verdadeiro amor? Elena virou a página. Os dias de paixão e loucura com Leonardo a tornaram uma mulher mais forte, a conduziram ao lado sombrio do prazer, mas agora são apenas uma lembrança que de vez em quando atravessa seu pensamento. Hoje Elena sabe o que quer e escolheu Filippo: é por ele que deixou Veneza e se mudou para Roma. A vida deles juntos é uma perfeita harmonia, tanto na cama como fora dela. Mas apagar de vez o passado, se o destino faz de tudo para impedir isso, é impossível. Porque a história com Leonardo parece ainda não ter acabado: basta um encontro casual para reacender o fogo que, na verdade, nunca tinha apagado.É noite de seu aniversário de 30 anos, e Elena não poderia imaginar que o restaurante onde Filippo a levou para comemorar seria... o de Leonardo! Aquele olhar que toca o coração e, em seguida, um único beijo, roubado na cozinha do local, são um emocionante novo começo. Em Eu te sinto, a continuação de Eu te vejo, não há mais regras, agora as cartas estão na mesa: não é mais necessário esconder o amor e o sexo, não é mais uma mera busca do prazer em estado puro, mas um reencontro de almas que se pertencem. Até quando o segredo mais inconfessável de Leonardo vem à luz e Elena deverá decidir se está disposta a pagar o preço.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Roça de leve minha testa com um beijo suave, enquanto percorre lentamente a curva do meu quadril com os dedos, perdendo-se debaixo da camisa.”

RESENHA<<<
Segundo livro da trilogia ‘Eu Te Vejo’, para conhecer os venenos do livro anterior, clique aqui.

Então, confesso que fiquei bem revoltada com esse livro. Uma coisa que nunca curti é traição. Eu sei que muita gente pode vir com mil teorias do motivo do que isso acontece, mas eu sempre vi isso como algo do tipo ‘quero viver uma aventura ou um plus que nossa relação não tem, mas não sou homem/mulher suficiente para acabar com tudo e preciso/quero ter uma garantia, ou seja, para quem voltar depois das minhas andanças...’

Ok, posso ver as coisas de modo exagerado, mas quando você conversa com as pessoas que agem assim, 85% delas vão falar que gostam muito da outra e não quer perder o que tem...sei, sei.

Então, nesse livro, apesar da Elena estar ‘feliz’ com Phil, ela não deixou de ver Leo, na verdade não o esqueceu e o livro se passa com muitos momentos roubados entre eles. Eu gostei bastante do Phil, acho que é um personagem legal e que tem muita coisa que ele aturou para ficar com a Elena que acredito que a maioria dos homens não aturaria, acho que ele pode parecer um personagem meio ‘apagado’ porque a gente tem o Leo todo misterioso e exótico que sabe cozinhar e isso dá uma coisa mais interessante, mas não curti como as coisas foram conduzidas no livro.

Uma coisa que achei muito louca é que em vários momentos Leo ligava para Elena (no meio do expediente) e ela largava tudo para sair com ele. Gente, em que mundo isso acontece? De você largar seu trabalho para viver uma aventura amorosa? Ok, uma vez ou outra pode acontecer, mas na maioria dos encontros, ela estava trabalhando. Achei isso bem forçado por parte da autora.

O clima entre Leo e Elena continuou o mesmo do livro anterior, essa relação amor-e-ódio e algo mega intenso e em alguns momentos sem noção. Nesse ponto a gente não vê grandes mudanças em relação ao anterior, porém, no final, Leo faz uma revelação interessante e que mudará muitas coisas para o próximo (e último) livro da série.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<