POISON BOOKS - A Mulher Silenciosa (A. S. A. Harrison)

Em 23 junho 2014

Autor: A. S. A. Harrison
Tradutor: Alexandre Raposo
Editora: Intrínseca
Série: Não
Temas: Adulto, Suspense, Investigação, Relacionamento
SINOPSE: Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Todd é um empreiteiro bem-sucedido que pode bancar alguns luxos, como o enorme apartamento com uma vista deslumbrante para o lago, um Porsche (dele) e um Audi (dela) na garagem, e o estilo de vida de Jodi. Psicoterapeuta, ela atende em casa apenas dois clientes por dia, e tem tempo de sobra para as sessões de pilates, as aulas de arranjos florais, os passeios com Freud, o golden retriever do casal, e o preparo das refeições gourmet de que tanto gosta. Jodi ainda fica ansiosa ao ouvir a chave do marido abrindo a porta. Todd diz que nunca encontrará uma mulher igual a ela. Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa - para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável. Contado alternadamente nas perspectivas dele e dela, 'A mulher silenciosa' é um livro sobre um casamento à beira do fim, um casal na direção da catástrofe, concessões que não podem ser feitas e promessas que não serão cumpridas. Um thriller psicológico sofisticado, que seduz o leitor desde a primeira página.



>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“É início de setembro.”

RESENHA<<<
Não gosto de comparações entre livros, nem quando são do mesmo autor e nem quando o tema é parecido, mas é diferente de sugerir, ou seja, se você ler Harry Potter e curte, a tendência é que você possa curtir certos livros que envolvem magia/bruxaria e a ideia que a autora criou.

Este livro foi muito comparado à ‘Garota Exemplar’ que não curtir, por isso quando ele chegou quase cogitei a hipótese de não ler, afinal para quê ler algo de uma linha que não curti? Mas vi umas resenhas comedidas e fugindo das comparações, resolvi arriscar. Tal vez a única comparação que faço é por se tratar de instituição casamento e seus altos e baixos.

Traição é uma meleca, dizem que vingança é um prato que se come frio e pode apostar que quem consegue esperar os sentimentos baixarem irá tramar algo muito pior do que quem faz tudo no impulso, por isso cuidado...rs. Os personagens da trama não buscam vingança, mas as coisas meio que saem do controle, digamos assim.

Cada capítulo é narrado por um deles, mas a história vai evoluindo linearmente, o que um personagem faz, se outro viu ou alguém contou, não é detalhado no capítulo seguinte, tem comentários, mas não ficamos vendo as cenas pelos olhos de cada um. Isso ajudou a não deixar a história repetitiva. Mas aviso que o conteúdo da história é mais denso do que estamos acostumados, e isso reflete no fato da leitura não ser tão dinâmica/ágil quanto nos gêneros de Jovem-Adulto e Novo–Adulto, e há também alguma analise interessante dos personagens já que um deles é formado em psicologia, não apenas o personagem é analisado, mas como há o dia-a-dia de consultas, às vezes percebi por meio dos personagens aleatórios, divagações do casamento, das pessoas em si. Leia com atenção as entrelinhas!

“Os outros não estão aqui para satisfazer as
nossas necessidades ou expectativas,
e nem sempre nos tratarão bem.
Não aceitar isso é ver surgir
sentimentos de raiva e rancor.
A paz de espírito vem quando aceitamos
as pessoas como elas são, enfatizando seu lado positivo.”

Falando dos personagens, a situação dos dois sempre foi de mal a pior, a mulher era acomodada e mesmo sabendo das coisas aceitava, o cara tinha umas teorias loucas, sabia que a mulher sabia de suas traições, mas também nunca mudou. Até que tudo muda. Culpo os dois pelo desfecho da história, aliás, o desfecho em si é resolvido, o que mesmo terminando o livro ficamos sem saber é o como aquilo ocorreu, já que as explicações ficam em cima do muro mesmo com as investigações.

As nuances e questões levantadas do livro são mais interessantes do que a história em si, na verdade o que leva ao grande mistério é algo que aconteceu devido ao casamento falido, a mudança de um estilo de vida (para pior nos dois casos) e a uma questão que sempre levantei  - o de se acomodar e achar que as outras pessoas precisam resolver a sua vida ou que você deva gravitar em torno de alguém. Isso é mostrado quando um dos personagens perde o chão e não sabe o que fazer.

Não enquadraria o livro em nenhuma categoria, apesar de acontecer um determinado item que poderia coloca-lo em suspense/policial, não vi esse como o foco do livro e sim, as questões sobre a vida de duas pessoas que se acomodam até que de repente a situação acaba saindo do controle e aí sim podendo acontecer vinganças e outras coisas.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<