POISON QUICKS - Codex dos Caçadores de Sombras (Cassandra Clare)

Vocês sabem o quanto sou fã de mundo que a autora Cassandra Clare criou,  por isso é uma injustiça falar do Codex dos Caçadores de Sombras e não dizer o quanto o livro é legal ou colocar em letras maiúsculas – VOCÊ PRECISA TER NA SUA ESTANTE. Claro que os fãs dos livros já os têm, mas para quem ainda está pensando, dessa vez vou encher de fotos, pois só assim para justificar tudo, é preciso ver, sentir em mãos para entender.

O livro faz um grande resumo de tudo que já lemos em Peças Infernais e Instrumentos Mortais, mas de forma detalhada – marcas, seres do submundo, lutas, História, os demônios, está tudo ali, explicadinho de uma forma muito bacana. Um algo a mais para quem já leu alguma coisa da série, talvez para quem não tenha lido pode ter alguns pequenos spoilers, por isso aconselho a só ler depois de pelo menos ler os três primeiros livros de Instrumentos Mortais.

Várias imagens bacanas, retratando algumas passagens, bem como Clary, Jace e Simon deixando anotações engraçadas e loucas nas páginas contribuem para matarmos saudade do mundo que Clare criou.

Olhem as fotos e babem...rs, ele já está lindo na estante junto com os irmãos... ahhh essas capas brilhantes...rs



 Olhem as fotos e babem...rs, ele já está lindo na estante junto com os irmãos... ahhh essas capas brilhantes...rs


PS: O livro está ligado às duas sagas – Instrumentos Mortais e Peças Infernais e elas são compostas pelos seguintes livros:
Instrumentos Mortais
*Cidade do Fogo Celestial – previsão de ser lançado no meio do ano

Peças Infernais


Para saber mais:
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record

SINOPSE A Clave tem o prazer de anunciar a mais nova edição no mais antigo e famoso manual dos Nephilim: o Shadowhunters’ Codex. Desde o século XIII, o códex vem sendo o mais jovem amigo de todo Caçador de Sombras. Quando você está cercado por demônios, é muito fácil esquecer os pontos mais obscuros da linguagem demoníaca ou a maneira mais rápida de parar um ataque de demônios Raum. Com o códex, entretanto, você nunca vai precisar se preocupar.
Agora em sua vigésima sétima edição, o codex abrange tudo: a história e as leis do nosso mundo; como identificar, conviver com, ou se preciso, matar a maioria dos coloridos habitantes deste mundo; qual ponta da estela você deve usar para se marcar. Suas tentativas de matar um vampiro ou um feiticeiro não serão mais atrasadas por intermináveis perguntas de seus recrutas: O que é um Pyxis? Por que não usamos armas de fogo? Se não posso ver um símbolo de um feiticeiro, há alguma forma educada de perguntar a ele onde a marca está? Onde conseguimos toda nossa água benta? Apostilas de geografia, história, magia e zoologia, todas juntas em uma só, o codex está aí para ajudar novos Caçadores de Sombras a navegar no belo, às vezes brutal, mundo que habitamos.
E para ninguém dizer que a Clave está desatualizada, ou, como dizem os jovens Caçadores de Sombras, “careta”, essa nova versão do Codex estará disponível não só na versão com a ligação de pele de demônio fechada magicamente, mas, também, numa versão moderna, usando todas as mais novas e emocionante técnicas de impressão atuais, incluindo alguns novos recursos, como uma capa firme feita de tecido, um revestimento à prova de poeira e informações sobre título, autor, editora, e muito mais escritos na capa. Você vai gostar de saber que ela cabe perfeitamente na maioria das mochilas e, ao contrário das antigas edições, ela não desliga mais sistemas de segurança.
As antigas gravuras também foram substituídas: em vez delas, você vai encontrar pródigas ilustrações feitas por alguns dos mais brilhantes artistas. Criaturas, armas, pessoas e lugares foram cuidadosa e precisamente descritos por Rebecca Guay, Charles Vess, Jim Nelson, Theo Black, Elisabeth Alba e Cassandra Jean. Os capítulos são graciosamente introduzidos pelos desenhos de Michael Kaluta, e durante o resumo do clássico de 2.450 páginas, A História dos Nephilims, você vai encontrar uma seleção das melhores e mais adoráveis ilustrações do volume por John Dollar.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<

Share:

0 comentários