BOOKS || Nós, os Deuses (Bernard Werber)

Autor: Bernard Werber
Tradutor: Jorge Bastos
Editora: Bertrand
Série: Sim, livro 1 (trilogia O Ciclo dos Deuses)
Temas: Mitologia, Fantasia, Romance, Anjos
Em algum lugar muito, muito distante, no planalto de uma ilha conhecida pelo nome de Aeden, localiza-se a cidade de Olímpia. Ali funciona a Escola dos Deuses, uma inusitada instituição sob o comando dos doze deuses da mitologia grega, responsáveis por ensinar aos seus aprendizes uma arte que requer talento, criatividade, inteligência, sutileza e intuição: a arte de ser deus.
Após evoluírem em suas vidas como mortais e desempenharem satisfatoriamente a função de anjo da guarda, os 144 alunos-deuses receberam a missão de gerenciar multidões humanas. Para isso, cada um deles é encarregado de cuidar de uma população, ajudá-la a desenvolver instintos de sobrevivência, criar cidades, guerrear, inventar religiões.
Entre os escolhidos para essa nova turma de estudantes divinos estão figuras anônimas, como o protagonista Michael Pinson e seus amigos Edmond Wells e Raul Razorback, e personalidades ilustres, como Marilyn Monroe, Édith Piaf, Gustave Eiffel, Joseph Proudhon, Sarah Bernhardt, e muitos outros.
Mas eles logo descobrem que não à toa a profissão de deus é considerada a mais difícil das atividades. Todos precisam lidar com a influência de seus mestres – entre eles Afrodite, a deusa do Amor, que desperta em Michael uma paixão arrebatadora – e com a presença de um deicida desconhecido, que resolve eliminar um a um os próprios colegas.
Além disso, os segredos da Ilha de Aeden despertam muita curiosidade, e os alunos-deuses estão dispostos a arriscar o que for preciso para descobrir, principalmente, o que é a brilhante luz no alto da montanha e que parece vigiá-los. O que será que aquilo significa? Certamente nem todos sobreviverão para desvendar esse mistério.
Em Nós, os Deuses, Bernard Werber leva o leitor ainda mais longe na descoberta das espiritualidades e mitologias. No fim dessa extraordinária saga, em que se misturam aventura, suspense e humor, todos vão se perguntar: “E eu, se fosse Deus, o que faria?”
Nós, os Deuses é o produto de uma imaginação maravilhosa e um suspense fora do comum.
Conhecido mundialmente pela série best-seller O Império das Formigas, que vendeu mais de um milhão de cópias somente na França, Bernard Werber apresenta agora mais uma trilogia: O Ciclo dos Deuses.
>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“...Nada.”

RESENHA<<<
Mais uma vídeo-resenha rolando aqui no Mon Petit Poison e dessa vez falo sobre NÓS, OS DEUSES, no vídeo estou comentando tudo que curti e aviso à que publico ele se destina, afinal esse não é um livro que estamos acostumados a ler e isso realmente me fascinou.

“Assim que o Desconhecido, mesmo que adverso, é identificado, 
o Homem se sente mais seguro. 
Mas ‘não saber’ dispara seu processo de imaginação. 
Em cada um surge seu demônio interior, o ‘pior de si’.”


“Desistir é abandonar o jogo.
Quando se joga, deve-se tentar melhorar 
o andamento das coisas. 
Abandonando o jogo, perde-se tudo.”

“Por que o homem é encruzilhada? 
Porque, com o livre-arbítrio, 
ele pode tanto seguir adiante como... voltar atrás. 
Não é mais como 3, o animal, 
prisioneiro de emoções, medos e vontade. 
Querendo, graças à inteligência, 
ele os pode dominar, dirigir, canalizar, ordenar.”

“Tentam diminuir a infelicidade 
em vez de construir a felicidade.”

Share:

0 comentários