POISON BOOKS - Heaven (Alexandra Adornetto)


Autor: Alexandra Adornetto
Tradutor: Carolina Caires Coelho
Editora: Agir
Série: Sim, livro 3 (série Halo)
Temas: Jovem-Adulto, Anjos, Comportamento
SINOPSE Bethany, um anjo enviado à Terra, e seu namorado mortal, Xavier, foram para o inferno e voltaram. Mas agora seu amor será posto ao seu maior teste até agora, já que eles desafiam a lei Celeste e se casam. Eles não contam aos irmãos arcanjos de Beth, Gabriel e Ivy, mas os anjos saberão em breve, e a punição vem de uma forma aterradora: os Sete, que são desonestos anjos empenhados em manter Beth e Xavier distantes, destruindo Gabriel e Ivy, e escurecendo o poder angelical nos céus. A única maneira de Bethany e Xavier poderem fugir dos Sete é esconderem-se a céu aberto, e se misturar com os outros mortais da mesma idade. Gabriel e Ivy os põem na faculdade, onde eles não podem revelar seu relacionamento, e onde ainda há perigo em cada esquina. Será Bethany chamada de volta para o céu - para sempre - e capaz de deixar o amor de sua vida?


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Tudo começou a chacoalhar.”

RESENHA<<<
Chegando ao fim de mais uma série, quer conhecer os volumes anteriores?

O bom de chegar ao final de uma série é que você pode fazer um balanço da série completa, pois às vezes alguma coisa do livro anterior que você não entende ou não curte ou até ama faz sentido no próximo (ou não), você consegue ver a evolução do personagem e também do autor e o balanço geral que eu faço dessa série é: porque o livro dois existiu?

A gente teve tanta informação nesse e uma enrolação eterno no anterior e uma vibe devagar demais no primeiro livro, a autora precisa rever essa ideia geral para seus próximos livros, fiquei com a sensação de que nesses últimos livros algumas coisas foram jogadas e tivemos tanta informação que acabou ficando jogado/perdido.

Vemos uma evolução na história, a gente percebe cada vez a humanidade do anjo Beth e o amor que ela e Xavier sentem um pelo outro, aquele papo de amor por toda uma vida, nunca vou te esquecer e coisas desse tipo, na verdade esse livro a autora quis seguir esse tipo de sentimento, o de alma gêmea, e apesar de alguns clichês, ela conseguiu.

Porem as coisas que aconteceram nesse livro foram todas ‘a toque da caixa’, muitas mudanças de cenas e ideias, tudo ficou de uma forma corrida, alguns podem dizer que é ‘ação’ no livro, mas do jeito que foi apresentado ficou superficial, pois a ideia foi jogada, mas não trabalhada e isso não é bom em nenhum livro.

E na mesma ideia a gente tem o excesso de coisas que acontecem com o casal. No primeiro livro, tudo ocorre bem devagar, o dois vai ao submundo e fica enrolando, e neste terceiro a gente tem tanta coisa acontecendo, é desgraça atrás de desgraça. Teve uma hora que pensei; ‘ninguém pode ter tanta coisa ruim na vida de um vez só não gente...nem em livro.’ Mas aqui tinha horas tensas e cansativas.

A série é bem levinha, fala de coisas bonitinhas e muitas vezes a autora poderia ter explorado mais o que ela quis dizer, faltou trabalhar as ideias e moldá-las, de forma a dar mais conteúdo e uma encorpada na série, mas vi porque muita gente curtiu, ela é fácil de ler e a gente acaba se apegando ao Xavier, ele é o oposto do bad boy que sempre estamos lendo (e quem não curte um bad boy?).

Agora que a série toda saiu por aqui dá para conferir a evolução desse estranho amor entre o anjo Beth e o mortal Xavier.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<

Share:

0 comentários