POISON BOOKS - Almanova (Jodi Meadows)


Autor: Jodi Meadows
Tradutor: Ana Resende
Editora: Valentina
Série: Sim, livro 1 (série Incarnate)
Temas: Jovem-Adulto, Outros, Busca, Almas
SINOPSE ALMANOVA Ana é nova. Por milhares de anos, no Range, milhões de almas vêm reencarnando, num ciclo infinito, para preservar memórias e experiências de vidas passadas. Entretanto, quando Ana nasceu, outra alma simplesmente desapareceu... e ninguém sabe por quê. SEM-ALMA A própria mãe de Ana pensa que a filha é uma sem-alma, um aviso de que o pior está a caminho, por isso decidiu afastá-la da sociedade. Para fugir deste terrível isolamento e descobrir se ela mesma reencarnará, Ana viaja para a cidade de Heart, mas os cidadãos de lá temem sua presença. Então, quando dragões e sílfides resolvem atacar a cidade, a culpa deverá recair sobre... HEART Sam acredita que a alma nova de Ana é boa e valiosa. Ele, então, decide defendê-la, e um sentimento parece que vai explodir. Mas será que poderá amar alguém que viverá apenas uma vez? E será também que os inimigos – humanos ou nem tanto -- de Ana os deixarão viver essa paixão em paz? Ana precisa desvendar grandes segredos: O que provocou tal erro? Por que ela recebeu a alma de outra pessoa? Poderá essa busca abalar a paz em Heart e acabar por destruir a certeza da reencarnação para todos?


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Eu não renasci.”

RESENHA<<<
A miséria adora companhia e essa é uma das coisas que mais me marcou nesse livro, além do universo mega diferente e interessante que a autora criou, porém, a medida que fui lendo, a empolgação inicial foi diminuindo e quando cheguei ao final do livro e tive as respostas, achei que as explicações foram bem fracas em relação a grandiosidade do mundo criado.

O mundo criado pela autora foi diferente de quase tudo que já li e puxando assim, rapidamente de memória, acho que nada chegou perto do que tivemos em Almanova, um mundo parecido com o nosso, mas que é limitado, pois as almas (eu chamaria de essências) reencarnam em um ciclo aparentemente sem fim, até a chegada de Ana, ela é nova e com sua chegada alguém ‘morreu’.

Ana é a personagem contraditória e ela merece a primeira frase dessa resenha, a vida inteira ela foi humilhada, coisas foram ditas de forma negativa e ela sempre se sentiu inferior porque foi criada assim, essas revelações do mundo e de como a mente cria sempre uma história negativa e te coloca para baixo tão rapidamente foi muito bem explorada pela autora, a personagem não recebeu amor e não falo aqui do carnal, falo de afeto, de palavras gentis e encorajadoras, ela sempre criticada e toda sua vida ela não prestava.

A busca de Ana para descobrir quem ela é que muda tudo o que foi dito acima, ela começa a entender o conceito de ‘reencarnar’ e dessas almas que vão e apenas mudam de corpos, mas sempre se mantem sabendo das coisas e repetindo algumas outras. A autora realmente consegue explicar isso em suas páginas, talvez lendo apenas a resenha vocês fiquem com um pé atrás do conceito que ela quis criar e até possam não entender, mas garanto que durante a leitura não restará duvidas sobre os pontos aqui levantados.

Como exceção ela é amada e odiada e precisa aprender a fazer coisas como nós, o que os outros já sabem, claro que há bastante fantasia e também certa tensão amorosa, em alguns momentos isso às vezes fica um pouco repetitivo, mas por entender que a personagem foi criada diferente da maioria levei em consideração esse ‘arrastar’.

O que realmente deixou a desejar foi a explicação do por que ela é uma almanova, a coisa foi meio jogada e de uma forma sem sentido em relação ao contexto geral apresentado no livro, acho que preferia acreditar em algo como experiência mal sucedida ou algo assim do que foi dito pelos personagens, ao ler essa revelação não consegui fazer a ligação entre a trama complexa criada e uma explicação tão boba e simples para algo raro naquele mundo. Uma ótima ideia perdida em minha opinião.

Como disse, geralmente a expectativa do livro cresce ao passar as páginas, mas aqui eu comecei o livro com uma boa expectativa que aos poucos foi decaindo, culminando em uma leve decepção na revelação. Ainda não sei o que esperar do próximo, pois geralmente a revelação do que ela é normalmente só chegaria no final do segundo, ou provavelmente no livro três, mas torço para que a história empolgue novamente.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<

Share:

0 comentários