POISON SERIES - The Witches of East End

Não sei se vocês irão lembrar-se do post do final do ano passado (clique aqui para informações), onde listei mais de 20 séries que estavam começando. Não sei vocês, mas eu selecionei algumas para ver e seguir, mas adivinhe? Já, já vem um post com umas 10 novas séries que acabaram de estrear. É caro amigo que ama séries, não tá fácil pra ninguém essa coisa de acompanhar um seriado. Termina uma (ou entra em hiatos) e outras 1000 já surgem no seu lugar.

Para saber mais:
Baseado no best-seller de Melissa De La Cruz, a produção narra a vida de três feiticeiras imortais que são proibidas de usar magia devido ao envolvimento da família nos julgamentos de Salem. Joanna é a mãe e conta com o dom de ressuscitar os mortos, Ingrid (a filha mais velha) vê o futuro e Freya (a mais nova) é especialista em poções e feitiços.

Ingrid e Freya não sabem que fazem parte da próxima geração de bruxas e, quando a mais nova fica noiva de um forasteiro, coisas estranhas começam a acontecer.

Personagens Principais:
Julia Ormando >>> Joanna Beauchump
Mädchen Amick >>> Wendy Beauchump (irmã de Joanna)
Rachel Boston >>> Ingrid Beauchump (filha de Joanna)
Jenna Dewan-Tatum >>> Freya Beauchump (filha de Joanna)
Virginia Madsen >>> Penelope Gardiner
Eric Winter >>> Dash Gardiner (filho de Penelope)
Daniel Di Tomasso >>> Killian Gardiner (filhe de Penelope)


Trailler da Série:



Resenha<<<
Para quem acompanha meus tweets (@MPPoison) sabe que eu fico meio indignada com a atual situação dos filmes e séries, tudo parece ser baseado em livros, até curto alguns virarem filmes ou séries, mas parece que quase 80% tem pelo menos um ‘baseado’, ‘inspirado’ ou qualquer coisa assim no livro tal... Cadê as histórias originais?

A série desse mês também foi baseada em um livro, As Feiticeiras de East End, é uma série da Melissa de La Cruz eu li o livro em questão, apesar de não ter feito resenha no blog, uma coisa sem pé nem cabeça e uma misturada de mitologia de bruxa com outras mitologias esquecidas que no final do livro eu tive dois pensamentos:
1 – Não acompanho mais essa série pelos livros
2 – Mas ‘Q-meleca-foi-essa-q-a-autora-fez’?

Foi duro chegar ao fim, mas aí surgiu a série e pensei, já sei o que vai acontecer e não pode ser tão ruim assim e me surpreendi. Apesar de ainda achar sem pé nem cabeça, pelo menos as cenas dinâmicas e o mistérios das irmãs foram interessantes de ver na telinha. Resultado? Volto para acompanhar a segunda temporada na tv, mas não na leitura... vai entender.

Para quem adora fazer maratonas, pode comemorar...são apenas 10 episódios e a temporada já terminou, cadê você fazendo a pipoca e indo conferir?

Como dito na sinopse, fala de bruxas e um algo mais, mas esse algo mais só começa a ser revelado no final, no livro a gente sabe mais coisas quando chega no final, mas acho que era um bom gancho para a 2ª temporada, por isso terminou um pouco antes. Criou um mistério e uma expectativa do que vem por aí.

A série é adulta (graças a Deus, porque tô meio cansada de só ler coisas de adolescentes), então temos cenas de sexo, coisas calientes, bruxas, flashbacks, feitiços, brigas e traições, até porque a mãe e a tia das meninas estão no mundo tem algum tempo, quem não arranja um ou outro inimigo ao longo dos anos?

Uma coisa que curti na série foi a coisa mais dinâmica dela, não sei se é por serem apenas 10 episódios, ou se estendesse demais ia ficar repetitivo, mas a história sempre tem um momento de tensão em cada episódio, ela não deixa cair na monotonia. Tanto que algumas vezes assistia dois episódios de uma vez do que apenas um, e olha que acompanhar um às vezes é bem difícil para mim, então esse foi um ótimo ponto.
                                                                                                                 
>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<

Share:

0 comentários