POISON QUICKS - Resumão 2013

Em 04 janeiro 2014
O ano de 2013 teve muita coisa repetida, mas acho que antes de começar 2014 vale fazer um Top 5, ou sei lá, selecionar o que dentro de cada classificação aqui no blog vale um destaque – seja ele positivo ou não...para acessar as respectivas resenhas, basta clicar na imagem.

Então bora começar....

Apresento os destaques de 2013 aqui no MON PETIT POISON, não garanto que irei falar bem de todos, mas falarei deles...rs



Eu não curto abandonar os livros, mas quando os mesmos não me interessam ou suas histórias e personagens são mega chatos...fazer o quê? É hora de partir para outra coisa...

Em 2013 foram 6 abandonos, 1 de filme, 1 de série e 4 livros.
Dos livros vou destacar 

O primeiro foi um tiro no pé, gosto muito do autor e com a editora fazendo tanto alarde, imaginei ser algo muito, muito melhor do que foi apresentado. E o pior é que é uma série...


Já o segundo, também teve muito alarde da editora e esperei mais, a história não conseguiu me agradar e não sentia empatia com os personagens, logo tudo se tornou arrastado e cansativo. Uma dica > leia o prólogo (que é de graça) para você ter uma ideia se vai curtir ou não.


Aí você está sentindo que a vibe não é boa, mas quer dar uma chance até o final para ver o que pode acontecer, famoso ‘vai que...’, mas quando termina fiquei me perguntando porque não desisti ou como todo mundo pode tecer tantos elogios...

Foram 34 itens nessa categoria. Sendo 3 filmes, 1 série e 30 livros.
Destaco: 

Nunca li nada do King e por mais que saiba que séries e filmes não são a mesma coisa que os livros, apostei em Sob para tentar ver se me animava a ler o tijolo de mais de 800 páginas. Pode até ser que o livro seja maravilhoso, mas a série... nossa, chatinha e parada toda vida. Pelo estardalhaço que fizeram, queria ver muito mais.

A autora de Garota Exemplar vê muito CSI, o problema é que eu também vejo por isso em um thriller/suspense que logo no início você mata a charada é muito blergh para mim. Ela praticamente copiou muitas coisas dos programas de investigação (CSI, Criminal Minds e outros) e nem falo dos personagens... queria que os dois ardessem na fogueira é o mínimo...rs



Não dei muita sorte com os infantis, adoro ler coisas de crianças, mas infelizmente tendem a seguir a linha – ser infantil demais (deixar na faixa de 5/6 anos quando a criança tem uns 8/9 ou ela parece um mini adulto). O pior é que essa série foi baseada em outra que curti bastante – 39 Pistas, mas lá os personagens tinham um Q que nem chegou perto... Dek e Sera se dizem inteligentes demais, mas em muitas situações não vi nada disso.

Adoro os mundos que a autora cria, mas quando ela praticamente copia a mesma coisa em sua nova série, me deixou bem chateada. E o pior é que na anterior a gente tinha personagens super 10 (alô Rose), nessa nova série, ela escolheu o crème de la crème da chatice e nos apresentou, só personagem cheio de mimimi e chato... putz... Levar 6 livros com essa gente é dose, sem contar que ela não sabe finalizar a suas séries... =/


A grande maioria das leituras, não é ruim, mas poderiam ser melhores.
Geralmente em grandes séries a gente sempre sabe que metade dos livros terão essa classificação, a coisa fica repetitiva e não há mais aquela empolgação.

Foram 72 itens classificados assim. Tivemos 8 filmes, 1 seriado e 63 livros.
Destaques: 

Esperava muito mais do filme ‘Cidade dos Ossos’ do que foi apresentada, a ambientação até que estava legal e alguns detalhes interessantes, mas faltou o drama/emoção que a gente conhece dos livros – talvez isso se deva a escolha dos personagens? – por isso ele ficou no meio termo. Torço para que a continuação melhore e muito.

A ‘Lista’ foi um daqueles livros que é meio choque de realidade. Não é exatamente o tipo de livro que a gente lê a todo tempo, mas ele não poupa as verdades nuas e cruas, e para aqueles que vivem no mundo cor-de-rosa, às vezes é bom saber que você será sacudido pela vida e precisa estar preparado, ou não.


Sobre ‘O Pessegueiro’ - todos só falavam maravilhas, aí leio e descubro que é uma tentativa de colegial quando a galera tem uns 30 anos... Gente, gente com 30 anos ou mais de mimimi igual a adolescente não rola... e a autora errou a mão com a história, ela tinha algo bacana e ficou focada no dramas da personagem que não sabia cortar o cordão umbilical com a mãe...afffff.
  
Meio triste chegar a um final de série e ser tão nonsense como foi ‘Finale’, pior ainda quando a série veio relativamente bem. Torço para que a autora resolva escrever mais alguma coisa e conserte isso. Triste, triste...

Eróticos - Não poderia colocar apenas um livro nessa categoria, na grande parte os eróticos ficam no meio termo. Alguns mimimis, algumas cenas mais calientes, às vezes até algo diferente, mas por serem séries, as histórias ficam se repetindo em todos os livros, o famoso mais do mesmo.


A coisa começa a esquentar e a melhorar, alguns a gente torce para que ele melhore e fica com aquela sensação de livro bom e que todo mundo precisa ler...rs

Tivemos 44 itens na categoria. Sendo 3 séries, 2 filmes e 39 livros.
Destaco:

Falo das duas séries ao mesmo tempo porque elas são respectivamente francesa e inglesa, e é tão diferente de assistir seriados americanos que pretendendo em 2014 dar chances a nova séries fora dos EUA, exploram outros dramas e situações que não são comuns nos seriados americanos.


A Desconstrução foi algo que me surpreendeu positivamente, história intrigante, personagens legais e muito mistério sobre o que aconteceu com a Mara, além do final ser do tipo AiMeuDeus, nem preciso dizer que estou ansiosa pelo livro dois.

Não sou fã de romances, mas se tiver que indicar um para ler, indico o Projeto Rosie e foi meio unanime, todos que leram curtiram, uns mais outros menos, mas é um tipo de romance diferente e intrigante, sem aquele pensamento que as mulheres precisam de um marido para viver. E para completar o protagonista é masculino... vale a pena ler!

Livros que queimam a língua, são os melhores para mim. Eu comecei a ler e achei um pouco meia boca, mas a autora foi melhorando e transformando seus personagens e terminou em algum muito intrigante. Apesar de ser uma série longa, espero que todos os livros se mantenham nesse patamar.


Steampunk é um gênero difícil de aparecer, e Alma? Merece um destaque, a protagonista é uma figura e passear na era vitoriana é tudo de bom, ainda mais quando o steampunk mistura com vampiros e lobisomens, a autora acertou mão.

Série é sempre um problema, mas a vantagem é que começo essa sabendo que são 15 livros, eu sei que é muita coisa, mas quantas séries a gente não achou que seriam 6/7 livros e de repente aumenta mais 3 ou 4? Mas a série tem um diferencial, os livros tem final. Claro que há pequenos ganchos para os próximos, mas no primeiro a gente entende bastantes coisas. É para ler sem se preocupar em terminar, devagar e sempre.


O crème de la crème, eis que os melhores do ano. É tão difícil de ler/ver algo bom que quando a gente pega outros livros fica se perguntando por que todos não podem ser assim.

Foram apenas 9 itens. 1 filme, 1 série e 7 livros.
Quero destacar todos...rs, mas fico com:


Muita gente não curtiu o filme, mas eu tentei apreciar além do fantástico, a busca por Deus em todas as religiões, o acreditar, ter fé. O filme mostra um pouco de tudo isso. Acho que vale pensar em alguns momentos sobre até onde queremos ir.

Séries retratando coisas antigas sempre são bacanas, acho que é porque a galera não pode fugir muito do que está escrito. Uma das coisas mais legais da série é o slowmotion de quando Leonardo está tendo suas ideias, além de ver tudo àquilo de ‘verdade’. Estive no museu dele em Roma e ver as miniaturas de suas ideias foi muito legal. Além de todas as traições e maquinações da época. Ansiosa para saber como vai continuar.



Princesa foi o último livro de uma série perfeita. Os 3 livros foram perfeitos e o final foi AiMeuDeus, chorei todas as lagrimas que podia e que não podia e fiquei feliz com o rumo que a autora deu na história. Já quero filme, série e mimos. Leiam, leiam e leiam!

Darei um destaque nesse livro porque ele foi lançado esse ano e foi muito bom, fantasia de uma excelente qualidade e personagens interessantes, vilões e mocinhos se alternando e nosso coração indo junto. Já sei que vai ter filme, mas torço para que os próximos livros sejam tão bons quanto esse.


Esse foi o resumão de 2013, espero que 2014 a gente possa ter mais venenosos e letais... e torcer para que os antídotos e suaves sejam minorias. E também convido vocês para conhecer os outros venenos que rolou aqui no Poison.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<