POISON BOOKS - Círculo (Mats Strandberg & Sara Bergmark Elfgren)

Em 17 janeiro 2014

Autor: Mats Strandberg & Sara Bergmark Elfgren
Tradutor: Érico Assis
Editora: Intrínseca
Série: Sim, livro 1 (série Engelsfors)

Temas: Jovem-Adulto, Bruxas, Sobrenatural
SINOPSE - Minoo sempre foi a melhor da turma, mas não consegue fazer amigos. Vanessa é a garota mais sexy do colégio e namora um cara bem mais velho. Linnéa tem pai alcoólatra e é malfalada na escola. Rebecka parece ter uma vida de contos de fadas, mas esconde de todos que tem um distúrbio alimentar. Anna-Karin sofre bullying e deseja ser invisível. Ida, apesar de popular, é detestada tanto pelos professores quanto pelos alunos. 
Elas não são amigas nem têm quase nada em comum, exceto o fato de frequentarem o mesmo colégio na cidadezinha sueca de Engelsfors. Quando uma lua vermelho-sangue surge no céu, as seis são atraídas por uma força misteriosa até um parque de diversões abandonado, onde descobrem que são as Escolhidas, um grupo de bruxas ligadas por uma antiga profecia, e que uma força terrível foi libertada. Diante de uma série de suicídios suspeitos, elas precisam se unir e aprender a usar suas habilidades mágicas recém-adquiridas se quiserem sobreviver. Juntas, formam um círculo poderoso, capaz de impedir uma profecia que anuncia o fim do mundo. Separadas, são caçadas por um inimigo misterioso que as persegue dentro e fora da escola.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Ela está aguardando a resposta, mas Elias não sabe o que dizer.”


RESENHA<<<
Exclusão, bullying, mudar a vida e poderes sobrenaturais... o último tem realmente um Q de fantasia, mas os outros três itens são mais reais do que podemos imaginar e Círculo além de falar do sobrenatural – bruxas, na verdade – prepara o terreno contando quem são os protagonistas, a maioria sofre bullying na escola devido ao jeito de vestir ou aonde mora, uma cidadezinha do interior da Suécia.

Hei... o livro não se passa nos EUA, então bora comemorar e entender um pouco mais de outros países?

Falando da Suécia, eu tenho muitas dificuldades com nomes que têm milhares de consoantes, é como se na minha cabeça na hora que imagino o personagem mentalmente, ele não conseguisse se formar porque eu não consigo pronunciar seu nome (ou sobrenome) e até isso deslanchar a leitura meio que dá uma empacada. Nem preciso dizer que foi a mesma coisa para os lugares onde se passa a história.

O livro tem cinco partes, e a primeira e talvez a mais lenta e arrastada é falando sobre quem é quem, porque sofrem bullying, como se comportam e por aí vai. Vale avisar que cada capitulo tem milhares de visões, nem sempre todos os personagens aparecem no mesmo capítulo ou suas versões, mas sempre sabemos de mais de um deles.

A história é bem construída e envolta em muitos mistérios, mortes, coisas estranhas, problemas familiares, ficar sem rumo na vida, essas são muitas das coisas que iremos ler ao longo das páginas. A história é bem densa, às vezes um pouco enrolada/arrastada, mas o tema e o jeito que os autores construíram a história realmente nos faz querer ir além e saber o que está acontecendo e quem é o culpado.

O maior problema e o que talvez possa fazer as pessoas acharem o livro um tanto chato é a quantidade de mimimis entre as boas partes do livro. É como se no meio da boa história, os autores precisassem encher linguiça para o livro ficar grosso. Claro que sempre tem um mimimi, mas temos páginas e páginas de coisas bobas e sem sentido atrapalhando a boa história. Por isso, tentem dar uma chance quando chegarem ao meio dessas ilhas ‘ruins’.

A série é uma trilogia e os três livros já foram publicados lá fora, inclusive os direitos para o filme foram comprados. Não costumo ler muita coisa sobre bruxas, mas a ideia de Círculo é boa, vamos ver o que acontecerá no livro dois da série.

>>>Nas redes sociais há mais venenos <<<