POISON BOOKS - Dias de Sangue e Estrelas (Laini Taylor)

Autor: Laini Taylor
Tradutor: Viviane Diniz
Editora: Intrínseca  
Publicação: 2013
Páginas: 447
Capítulos: 84
Série: Sim, livro 2 (série Feita de Fumaça e Osso)
Temas: Jovem-Adulto, Fantasia, Anjos,
SINOPSE - Karou, uma estudante de artes plásticas e aprendiz de um monstro, por fim encontrou as respostas que sempre buscou. Agora ela sabe quem é - e o que é. Mas, com isso, também descobriu algo que, se fosse possível, ela faria de tudo para mudar: tempos atrás Karou se apaixonou pelo inimigo, que a traiu, e por sua culpa o mundo inteiro foi punido. Na deslumbrante sequência de Feita de fumaça e osso, ela terá que decidir até onde está disposta a ir para vingar seu povo. Dias de sangue e estrelas mostra Karou e Akiva em lados opostos de uma guerra ancestral. Enquanto os quimeras, com a ajuda da garota de cabelo azul, criam um exército de monstros em uma terra distante e desértica, Akiva trava outro tipo de batalha: uma batalha por redenção... por esperança. Mas restará alguma esperança no mundo destruído pelos dois?


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Praga, início de maio.”

RESENHA<<<
Continuação de Feita de Fumaça e Osso, clique aqui para ler o anterior.

O problema de amar e muito um livro é que a gente fica mais do que esperando o próximo, a gente o eleva tanto que quando nas primeiras páginas não chegam aos pés do que já lemos, a gente simplesmente perde o chão.

Sendo sincera, eu esperava mais, muito mais do que foi apresentado em ‘Dias de Sangue e Estrela’, amei tanto o anterior, o mundo mágico e bem diferente que a autora criou, não apenas por se passar em Praga, mas seus personagens e sair um pouco da mesmice que são a maioria dos sobrenaturais.

Mas a personagem Karou não pareceu a mesma de antes, acho que fizeram uma lavagem cerebral, só isso justifica como uma personagem bacana ficou tão mimimizenta. Não reagiu, não teve uma grande participação e só ficava se lamentando. Nada era bom o suficiente ou não era como antes, e lamentações e mais lamentações. Passei a temer as partes do livro em que ela estava presente, era quase depressivo.

As partes de Akiva apesar de não ter sido nada de outro mundo, foram um pouco melhores e mais abrangentes. Afinal, no livro anterior a gente praticamente só conhece o que a Karou conhece e uns poucos personagens que vivem com ela e falam um pouco desse seu mundo, mas nunca sabemos nada sobre os anjos, suas motivações e seu lado da história. Nas partes que o Akiva está presente a gente começa a ver esse lado e acabamos percebendo que tanto os anjos quantos os quimeras tem os mesmos problemas, desejos loucos de guerra e vingança e planos ousados. Seus lideres não são exatamente anjos.

O lado dramático tanto de Karou contando sobre como está a vida dela agra após todas as situações ocorridas anteriormente e saber de verdade quem ela é e também de Akiva explicando como as coisas evoluíram para os anjos, é quando começamos a entender melhor o mundo que a autora criou, mas esperava mais detalhes. Senti que ele ficou mal explorado e o que ela contou poderia ter mais informações, torço para isso no próximo exemplar.

Acho que o destaque desse livro ficou com a Zuzana, a melhor amiga da Karou. Poucos personagens trazem luz quando aparecem em cena e a Zuza é assim, toda vez que ela aparecia ficava encantada e me perguntava se um pouco dessa energia não poderia passar para Karou e deixa-la mais alegre/interessante. Ela é uma personagem louquinha que foi algo forte. Ainda bem que não esqueceram dela, senão teria sido muito monótono a leitura desse livro.

Infelizmente esse livro sofreu a temida ‘maldição do segundo livro’, a autora se perdeu um pouquinho do que ela começou a escrever no livro anterior e não teve um gancho tão forte para este. Mas torcendo para no final a série ficar interessante e retornar ao livro anterior.

Resenha próximo Livro > Sonhos com Deuses e Monstros

Share:

0 comentários