POISON BOOKS - Trono de Vidro (Sarah J. Maas)

Em 04 outubro 2013
Autor: Sarah J. Maas
Tradutor: Bruno Galiza, Lia Raposo, Rodrigo Santos, Mariana Kohnert
Editora: Galera Record
Publicação: 2013
Páginas: 388
Capítulos: 55
Série: Sim, livro 1 (série Trono de Vidro)
Temas: Jovem-Adulto, Aventura, Fantasia
SINOPSE Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier por seus crimes, Celaena Sardothien, 18 anos, é arrastada diante do príncipe. Príncipe Dorian lhe oferece a liberdade sob uma condição: ela deve atuar como seu campeão em um concurso para encontrar o novo assassino real. Seus adversários são ladrões e assassinos, guerreiros de todo o império, cada um patrocinado por um membro do conselho do rei. Se ela vencer seus adversários em uma série de etapas eliminatórias servirá no reino durante três anos e em seguida terá sua liberdade concedida.
Celaena acha suas sessões de treinamento com o capitão da guarda Westfall desafiadoras e exaustivas. Mas ela está entediada com a vida da corte. As coisas ficam um pouco mais interessantes quando o príncipe começa a mostrar interesse por ela... Mas é o rude capitão Westfall que parece entendê-la melhor.
Então um dos outros concorrentes aparece morto rapidamente seguido por outros... Pode Celaena descobrir quem é o assassino antes que ela se torne a nova vítima? A medida que a investigação da jovem assassina se desenrola a busca por respostas a leva descobrir um destino maior do que ela jamais poderia ter imaginado.


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Depois de um ano de escravidão nas Minas de Sal de Endovier, Celaena Sardothien estava acostumada a ser conduzida a todos os lugares em grilhões e com espadas apontadas para si.”

RESENHA<<<
Eu curti a capa e confesso que curti mais a história com as pessoas contando sobre ela do que o que li, mas a favor do livro digo que o autor se perdeu quando ele começou a explorar umas coisas nada a ver e deixou de lado o lado sanguinário da protagonista, aí a coisa começou a ir ladeira abaixo.

Trono fala de uma assassina que precisa provar que ainda é a melhor para ganhar a liberdade e assim trabalhar em seu futuro plano de vingança contra aqueles que a colocaram na prisão. Ótima premissa, personagem aparentemente forte, porém, o autor começou a focar em fofoquinhas da corte e umas magias misteriosas (ok, eu curto uma magia misteriosa, mas não queria que ele só falasse disso e esquecesse o lado fod@ da personagem).

Estamos em um reino distante e com isso a história se passa dentro de um castelo, tem aquela vibe que vai ser 'Jogos Vorazes', mas só tem a vibe, porque a autor fracassou nessa ideia, até porque, pensem comigo a assassina era a ‘mais mais’ do reino e cai em umas coisas bobas que vou te falar, tinha coisas que eu já sabia de antemão e ela caiu que nem patinho, quem é bonzão assim?

Confesso que durante metade do livro fiquei sem paciência e vi uma grande protagonista ser perdida e outras coisas que não vi tanta importância nesse livro (sim, será uma série) passar à frente da informação como um todo. E o pior que a autora fala, fala do passado dela, mas só comenta muito superficial e ao mesmo tempo investe com coisas que estão claramente ligadas a isso.

Eu fiquei com a sensação de que aquilo era muito mais do mesmo, aí quando fui pesquisar mais a fundo sobre a série descubro que ela se originou de uma fanfic (provavelmente Crepúsculo?) e o pior, tem um monte de contos (no mínimo 7).

Não sei o que vai ser do próximo, mas acredito que vai ser mais sobre magia do que sobre assassinatos, não que eles não vão acontecer, mas onde a premissa era falar da melhor e mais temida assassina do reino e a coisa descambou para mimimis em castelos e afins, o que pensar sobre o próximo?

“Bibliotecas estavam cheias de ideias. Talvez as mais perigosas e poderosas armas.” – pag 61

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<