POISON BOOKS - Dizem Por Aí (Ali Cronin)

Autor: Ali Cronin
Tradutor: Rita Sussekind
Editora: Seguinte
Publicação: 2013
Páginas: 279
Capítulos: 15
Série: Sim, livro 2 (série Garota Ama Garoto)
Temas: Jovem-Adulto, Relacionamento, Comportamento
SINOPSE Ashley sempre foi a mais descolada da turma. Aquela garota que sabe o quer - festas e mais festas - e que, diferente das amigas, nunca gastou seu tempo sonhando com príncipes encantados. Mas tudo muda quando, um dia qualquer, ela vai ao cinema com sua melhor amiga e conhece Dylan: um garoto lindo, um pouco quieto, de olhos verdes e cabelos incríveis que acaba grudando na cabeça dela.
Ashley só consegue pensar naqueles jeans justos, no ar meio desinteressado, nas pernas finas... O efeito é devastador. Mas cada vez que eles se encontram, Dylan tem uma reação diferente: quando estão sozinhos, se dão bem e conversam como amigos; quando se veem nas festas, o garoto a evita. Será que isso é só timidez? Ou na verdade ele tem vergonha de ficar ao lado de uma menina como ela? Será que, no fim das contas, ela é vista como uma garota fútil?
Com esse vaivém, e sem saber como agir, Ash fica cada vez mais insegura e confusa, começa a tomar decisões erradas - quem já não saiu com um pensando em esquecer o outro? - e depois, como nunca tinha acontecido antes, se sente totalmente arrependida. Gostar de alguém de verdade estava sendo mais difícil do que parecia...



>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“’Seis libras e cinquenta centavos’, disse o sujeito ranzinza que vestia uma camisa polo de poliéster e estava com problemas para estabelecer contato visual.”

RESENHA<<<
Segundo livro da série Garota Ama Garoto, para conhecer o anterior, clique:

Apesar da série falar sobre um grupo de amigos que vive as aventuras e desventuras do último ano, além de amores, paixões, famílias, escolhas e etc. a autora acaba focando um pouco cada personagem em seus livros, não que ela exclua os outros, mas no anterior tivemos a Sarah como protagonista, agora é a vez da Ashley mostrar sua cara.

Apesar de ser um pouco repetitiva (a autora acaba enrolando um pouco para contar as mesmas coisas), curto a forma como ela trata seus adolescentes, eles não parecem pessoas que vivem em bolhas, e sim pessoas, que tentam acertar e às vezes (muitas) erram, trocam os pés pelas mãos como todo mundo. Talvez seja porque a autora já escreveu para revistas famosas e ajude em uma série tão badalada e polemica.

Ash é daquelas que agem primeiro e perguntam o que era para fazer depois e isso pode ser bom ou ruim, a personagem tem ótimos momentos, mas intercala com momentos mega chatos que jurava que a autora estava querendo fazer terapia conosco. Sabe quando você quer alguém para ouvir os seus problemas? Mesmo que não possa resolver? Mas sabe que falar vai ajudar? Tem uma parte que é assim, um falatório irritante sobre a vida dela que poderia ter sido editado muita coisa.

Os outros personagens aparecem com suas próprias histórias, mas na grande maioria das vezes é ajudando Ash ou tentando colocar algum juízo na cabeça da menina. De certa forma, a leitura é rápida e pelo fato da protagonista não ser tão mimizenta como acontece em outros livros, nós acabamos simpatizando com ela mesmo quando ela faz burradas (e quem não faz?).

Confesso que estou bem curiosa para saber quando teremos os meninos como protagonistas (se é que eles serão protagonistas), porque eles parecem bem interessantes, então quero saber o que e como a autora vai contar sobre eles.

*Postagem Especial #SemanaEditoraSeguinte

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<

Share:

0 comentários