POISON BOOKS - Limiar (Jessica Warman)

Em 05 setembro 2013
Autor: Jessica Warman
Tradutor: Regiane Winarski
Editora: Galera Record
Publicação: 2013
Páginas: 389
Capítulos: 25
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Fantasmas, Relacionamento
SINOPSE Liz Valchar sempre teve tudo o que poderia desejar. Dinheiro, beleza, um namorado perfeito e, agora, uma festa de aniversário no iate particular, na companhia de seus cinco melhores amigos. Mas quando ela acorda no dia seguinte, percebe algo errado. Boiando na água, bem ali, entre o barco e o cais, está o corpo de uma adolescente. Ao observar melhor, Liz percebe horrorizada, que aquele é o seu corpo. E que ela está morta. A única companhia dela é Alex, um menino que morreu um ano antes em um acidente de carro. Juntos, tentarão solucionar o mistério da morte dela, reconstruindo seus últimos dias de vida.




>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Passa pouco das duas da manhã.”

RESENHA<<<
Eu fico com um pé atrás com livros onde os protagonistas são escrotos com as pessoas quando vivos e depois que morrem querem se redimir e rola um livro inteiro de ‘choraminguações’ dele porque não entende porque morreu, ou como assim ele morreu e tudo que você imaginam lendo esse tipo de personagem. Afinal geralmente são personagens que são os populares ou os que infernizam os outros na escola.

Em ‘Limiar’ a gente já sabe que a protagonista vai morrer e mesmo que você não saiba [agora já era], isso é dito logo no início, na verdade antes do final da página 5, ela já estará morta. E ela junto com outro carinha vão tentar entender porque eles morreram e revisitar um pouco suas vidas.

O livro lida com segredos e mentiras, como se manter sendo o que não é para manter as aparências e como pessoas que se dizem suas amigas estão loucas para te apunhalar pelas costas. Em defesa da protagonista digo que ela era escrota porque ela foi criada nesse meio, mas ok, nada justifica. Mas como diz o ditado, uma maçã podre estraga toda a caixa, enquanto uma boa não faz ao contrário.

Ao longo da descoberta de porque a menina morreu, a gente começa a ver que os segredos e mentiras permaneceram na vida da protagonista durante todos os momentos, pequenas coisas ou grandes, na verdade ela sempre esteve cercada por isso e sempre que tenta se livrar alguém a ajudava a continuar metida nisso. Só que ela é trouxa demais para sair da aparência que criou para si.

O carinha não aparece muito e não tem romance entre eles, na verdade o livro nem tem nada romântico, exceto quando ela visita seu namorado [ex, a essa altura], não é algo mega romântico, mas a gente vê um dos poucos momentos verdadeiros. E olha que anda difícil de ver isso no livro.

Como no final do livro a garotinha já estava morta, depois que a gente descobre tudo o final é meio bobo, porque né? O destino dela é ir para luz. Mas eu queria que a autora tivesse investido um pouco mais nas pessoas próximas da protagonista, meio que uma vingança do além... só para que pudesse rolar o ‘aqui se faz, aqui se paga’, mas nem foi.

Então além do enredo chato, as vingancinhas e a personagem sendo mega ruim enquanto viva, não tivemos nada que destacasse. Ainda bem que é livro único...

Postagem especial #SemanaGaleraRecord

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<