POISON BOOKS - Meu amor, Meu bem, Meu querido (Deb Caletti)

Autor: Deb Caletti
Tradutor: Maysa Monção
Editora: Novo Conceito
Publicação: 2013
Páginas: 234
Capítulos: 16
Série: Não
Temas: Relacionamento, Jovem-Adulto,
SINOPSE É verão no nordeste da cidade de Nine Mile Falls e Ruby McQueen, de 16 anos, comumente conhecida como A Garota Calada, está saindo com o maravilhoso, rico e louco por emoções Travis Becker. No entanto, Ruby está num beco sem saída e percebe que se arrisca cada vez mais quando está com Travis. Em um esforço para manter Ruby ocupada, sua mãe, Ann, a arrasta para o clube de leitura semanal que ela comanda. Quando descobrem que uma das criadoras do clube é a protagonista de uma trágica história de amor que estão lendo, Ann e Ruby planejam um encontro dos amantes de longa data. Contudo, para Ruby essa missão acaba sendo muito mais do que apenas uma viagem...


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“A primeira coisa que descobri sobre Travis Becker foi que ele estacionava a moto no jardim da frente de casa.”

RESENHA<<<
Infelizmente acho que não ando dando sorte nos romances ou ‘pseudo’ romances que escolho. Pois por mais que a sinopse pareça interessante ou tenha algo que me chama atenção, na hora da leitura parece que tudo aquilo caiu por terra ou parece outro livro. Às vezes me pergunto se devo escolher o livro apenas pela capa (sem levar a sinopse em consideração) ou ver pelo gênero apenas, talvez tenha a possibilidade de não curtir já passar batido.

A história de 'Meu amor, meu bem, meu querido' não tem nada de mais na sinopse, fala de um verão que teria modificado a vida da personagem principal, mas logo no início o enredo já pareceu mais do mesmo e o pior, a narrativa era chata e arrastada.

A autora quis colocar alguns itens secundários que nos levam do nada à lugar nenhum passando por aqueles momentos onde a gente se pergunta porque será que a autora resolveu sair dos trilhos e modificar o rumo das coisas, ou não aprofundou tanto o que deveria ter falado. E com isso a história me pareceu um tanto quanto apática. Não diria ruim, mas realmente não me fez ficar empolgada ou lembrar de momentos bacanas de algum verão.

O tal romance de verão até tem seus momentos de certa intensidade, mas de repente a coisa fica tão fria e sem graça que penso que realmente fosse um relacionamento, eu teria largado a pessoa de mão sem dar a menor satisfação. Confesso que senti essa vontade, de ir embora e não voltar, mas queria entender porque a autora resolveu tirar o foco da protagonista e estender à outros que teoricamente não tem nada a ver.

Os outros personagens até tem um certo glamour, mas acabou que do jeito que o enrendo e a narrativa foram apresentados a ideia geral não ficou boa e aquela sinopse que até prometia um algo a mais se perdeu e a expectativa foi baixando aos poucos.

O que ando percebendo é que os romances na maioria das vezes até possuem bons enredos, mas por algum motivo o autor acaba focando em outros itens e deixa de lado o principal, o que deveria dar mais atenção, aí o leitor fica chateado e perde o interesse.

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<

Share:

0 comentários