POISON MOVIES - Homem de Ferro 3

Em 09 maio 2013
Título no Brasil: Homem de Ferro 3
Título Original:  Iron Man 3
 País de Origem:  USA
Gênero: Aventuras, Quadrinhos
Ano de Lançamento:  2013
Duração: 130 mim
Estréia no Brasil: 26/04/2013
Estúdio/Distrib.:  Paramount Pictures
Direção:  Shane Black

SINOPSE: 
Em Homem de Ferro 3, o industrial, arrogante, porém brilhante, Tony Stark/Homem de Ferro luta contra um inimigo cujo alcance não tem limites.
Quando Stark vê seu mundo pessoal destruído pelas mãos de seu inimigo, ele embarca em uma angustiante jornada para encontrar os responsáveis. Uma jornada que a cada reviravolta seus brios serão testados. Pressionado, Stark terá que sobreviver lançando mão de seus próprios dispositivos, contando com sua engenhosidade e instintos para proteger aqueles que lhe são mais próximos.
Em sua luta para retornar, Stark descobre a resposta para a pergunta que o atormenta em segredo: o homem faz o traje ou é o traje que faz o homem?



>>> OUTROS LINKS <<<

RESENHA <<<
Nos filmes anda acontecendo a mesma coisa que eu estou vendo nos livros, geral falando como o filme é ‘MEGA-ULTRA-SUPER-BOM DEMAIS’, aí você, caro mortal, fica empolgado, vai ao cinema e quando chega lá fica se perguntando aonde está esse super tudo que todo mundo andou falando. Você se sente assim ultimamente? Eu também, então bem-vindo ao clube!

O filme da vez é o HOMEM DE FERRO 3, não sou fã de super-heróis, mas não tenho nenhum ódio mortal, então fui ver o filme do bilionário e sua nova aventura. Já deixo logo avisado que não acompanho a saga ferrenhamente, acho que vi o 1 e não vi o 2 e agora fui ver o 3.

Durante todo filme eu me perguntei onde estavam todos aqueles comentários sobre o filme ser bom demais, porque ele é bem mediano, tem momentos chatins demais, mas o que eu preciso tirar o chapéu, são para as tiradas de Tony Stark, porque se não fossem por elas, o filme seria muito sem graça. Com certeza, quem escreve o roteiro já percebeu a mesma coisa, pois eu acredito que mais em mais nos filmes essas tiradas estão aparecendo.

O filme não fala sobre salvar o mundo e tem mais a ver com o próprio Tony e seus problemas pessoais, na verdade o filme todo é meio que passado como se ele estivesse em um divã (para entender isso você precisa ficar até depois dos créditos, há uma cena extra que nos dá essa impressão. Mas é depois de TODOS os créditos).

Uma coisa que vou destacar é que a franquia se preocupou em colocar esse filme na ordem que estamos vendo os outros, ele fica todo perturbado com os acontecimentos de Nova Iorque (Os Vingadores) e há muitas perguntas sobre isso dos personagens, todo mundo quer saber mais do que aconteceu lá e ele fica meio paranoico.

A trama em si foi fraca, acho que já ando cansada de tudo só acontecer nos EUA (eita gente que tem problema de invasão), mas dessa vez é um grande teatro, onde o Mandarim parece querer enlouquecer o país e criar mais uma guerra para oferecer o de sempre – as armas e a cura.

Vá assistir, mas pode baixar e muito a expectativa, o filme é engraçadinho, mas não é nenhuma ultima coca-cola do deserto, e se foque nas tiradas de Tony, elas realmente salvam o filme!

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<