POISON BOOKS - Um Certo Verão (David Baldacci)

Em 24 maio 2013
Autor: David Baldacci
Tradutor: Fernanda Abreu
Editora: Arqueiro
Publicação: 2013
Páginas: 271
Capítulos: 68
Série: Não
Temas: Romance, Drama, Relacionamento
SINOPSE Diagnosticado com uma doença terminal, Jack passa seus últimos dias se despedindo da esposa Lizzie e de seus três filhos. Inesperadamente, uma nova tragédia se abate sobre a família: Lizzie sofre um acidente de carro e morre. Com isso, as crianças são obrigadas a morar com outros parentes. Quando tudo parecia perdido, Jack se cura e reencontra seus filhos. Num verão inesquecível, ele luta para reconstruir a família e reaprende a amar.


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Jack Armstrong sentou na cama hospitalar de segunda mão posta em um dos cantos de seu quarto improvisado.”

RESENHA<<<
Acho que por tudo que andei lendo e li na sinopse esperava um livro onde fosse me acabar de chorar enquanto leria as páginas, mas a bem da verdade é que foi um livrinho bem, digamos assim...ok.

Durante a leitura da história senti que poderia ser um diferencial, pois na ideia de romance o básico é: conta-se a história da mocinha ou mocinho, eles tem um romance, temos um momento de suspense e às vezes mostra como foi a superação do suspense, ou depois do suspense tem um final com relativa lição de moral. Aqui não, o tal suspense acontece logo no início e passamos o livro inteiro vendo a tal superação.

Não curti nenhum dos personagens, talvez dê um crédito para Jack, pois realmente foi um personagem tocante, mas a autora dizia que ele era do Exército, mas não consegui visualizar isso, apenas me pareceu que ele precisava ser algo, aí veio essa ideia, mas não foi bem explorada.

Os filhos também não contribuíram muito, quase poderia ter dito que era melhor ter apenas 1 filho, pois os outros dois, tadinhos, são apenas figuração, são fofos, tem uns momentos 'oin, que lindinhos', mas só... não evoluíram. e a filha mais velha, a que a autora fala mais e desenvolveu mais, estava mais para adolescente chata, estilo rebelde sem causa. principalmente por algumas situações que são mostradas, uma em especial quando revelada o motivo me deixou com cara de paisagem. sério que é assim que você vai explicar isso? Mais coisas fracas.

A ideia geral do livro é bacana, bonita e tinha tudo para ser algo para chegarmos ao final com lágrimas nos olhos e a certeza de que Deus escreve certo por linhas tortas, mas infelizmente não consegui sentir em nenhum momento algo verdadeiro ou real, faltou emoção, sentimento, a verdade por trás das palavras.

Talvez se fosse um filme até poderia ter ficado com lágrimas nos olhos nos primeiros minutos, mas depois o que se seguiu acabou com toda boa ideia que a autora tinha em mente. Infelizmente não conseguiu me tocar como imagino que deveria ter sido.

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<