POISON BOOKS - Entre o Agora e o Nunca (J. A. Redmerski)

Autor: J. A. Redmerski
Tradutor: Michele Vartuli
Editora: Suma de Letras
Publicação: 2013
Páginas: 359
Capítulos: 40
Série: Sim, livro 1 (série Entre o Agora e o Nunca)
Temas: Relacionamento, Novo Adulto, Road trip
SINOPSE Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino.
Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois.
Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos. Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, Entre O Agora e O Nunca é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Natalie está enrolando o mesmo cacho de cabelo há dez minutos, e isso está começando a me deixar louca.”

RESENHA<<<
Posso começar falando do final? O que foi aquilo? E não estou dizendo isso no bom sentindo não, foi péssimo, a autora veio tão bem e no final ela SE PERDEU, aí vai rolar uma continuação (não tem espaço para continuação, tenho muito medo de como será isso). Enfim, senti que ela precisava fechar a história, infelizmente ela não soube como fazer.

O livro tem algo interessante, o tal tema road trip que ainda não chegou com tudo por aqui, mas que lá fora tem alguns (muitos) livro falando disso, uns conhecidos são – Louco aos Poucos e Teorema de Katherine. A protagonista quer largar tudo e sumir e quando menos ela espera, ela encontra o amor... é clichê, né? Mas vale a leitura.

Apesar de os dois personagens terem problemas semelhantes, a autora não explorou isso logo de cara, e isso foi o positivo e diferencial do livro, ela optou por dois estranhos vir se conhecendo aos poucos, afinal quem nunca puxou uma conversa com alguém? Seja na fila do mercado, em algum show ou até mesmo em viagens? Com o advento do avião e seu preço mais baixo e tempo muito mais curto, parece besteira viajar de ônibus, mas realmente esse foi o diferencial, se fosse de avião, não teria metade da graça.

Eu gostei dos dois personagens, da evolução da história. Gente, a autora realmente sobre fazer algo maravilhoso, o início bem devagar e contando sobre dois estranhos e o porquê de cada um estar naquele ônibus, acho que isso se deve a história ter dois pontos de vista, eles alternam a narrativa, se fosse só a menina narrando ou o cara não teria a mesma graça.

A evolução dos sentimentos deles, e até mesmo os momentos meio loucos, porque às vezes você precisa se jogar, seja em uma proposta, em uma ideia ou com alguma pessoa, foi nisso que a autora apostou e ela fez certo. Por mais que todos nós pudéssemos pensar, ‘eu nunca faria algo assim’, dentro do contexto funciona, ela está fugindo, querendo pensar, ela quer mudanças.

O livro tinha tudo para ser espetacular, mas no final ela deslizou ladeira abaixo e isso fez com que o livro perdesse pontinhos (não, ele ainda não seria um letal, a não ser que tivesse ‘O’ final, mas poderia ter sido favoritado). Mas acho que rolou uma pressão da editora e ela acabou se perdendo.

Tinha lido mil maravilhas e pessoas se debulhando em lágrimas com ele, então esperava uma profundidade muito maior do que li. Não digo com isso que ele seja raso, mas não vi motivos para tanto chororô como foi anunciado. Infelizmente, fiquei com medo do que o próximo livro nos espera. Às vezes menos é mais, mas muitos autores e editoras ainda não entenderam isso e acabam transformando bons livros em coisas mais ou menos.

Quer se perder? Se achar? Ousar?
Vale a leitura...

Para ajudar na sua road trip, segue a lista das musicas que embalaram o casal nessa louca viagem para si mesmo:
Alice in Chains – Would
Aerosmith – Dream On
Bad Company – Feel Like Makin’Love
Bad Company – Ready for Love
Danny Jones – Raisins in My Toast
Kansas – Carry on Wayward Son
Kansas – Dust in the Wind
The Eagles – Hotel California
The Rolling Stones – Laugh, I Nearly Died
The Civil Wars – Barton Hollow
The Civil Wars – Poison & Wine

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<

Share:

0 comentários