POISON BOOKS - Nevermore (Kelly Creagh)

Em 26 abril 2013
Autor: Kelly Creagh
Tradutor: Marcelle Barros Soares
Editora: Pandorga
Publicação: 2013
Páginas: 445
Capítulos: 50
Série: Sim, livro 1 (série Nevermore)
Temas: Sobrenatural, Suspense, Jovem-Adulto
SINOPSE A líder de torcida Isobel Lanley fica horrorizada quando descobre que seu parceiro para o projeto de inglês é Varen Nethers e que o projeto deve ser entregue — tão injusto — no dia do jogo contra o rival do colégio. Frio e indiferente, cínico e com a língua afiada, Varen deixa claro que ele também preferia não ter que estudar com ela. Porém, quando Isobel descobre um texto estranho escrito no diário de Varen, acaba vendo com outros olhos esse enigmático garoto de olhar expressivo.

Logo Isobel começa a inventar desculpas para poder encontrar Varen. Afastando-se cada vez mais de seus amigos e do namorado possessivo, Isobel entra mais fundo no mundo de sonhos que Varen criou nas páginas de seu diário, um mundo onde as aterradoras histórias de Edgar Allan Poe ganham vida.
Enquanto seu mundo começa a desmoronar ao seu redor, Isobel descobre que os sonhos, assim como as palavras, têm mais poder do que ela imaginava, e que as realidades mais assustadoras são aquelas criadas pela mente. Agora ela precisa encontrar uma maneira de chegar a Varen antes que ele seja consumido pelas sombras de seus próprios pesadelos.
A vida dele depende disso.


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Ao final do quarto período, o efeito expresso do venti latte que Isobel tomou naquela manhã tinha desaparecido havia muito tempo.”

RESENHA<<<
Nem sei por que fiquei interessada por Nevermore, se olhar pela sinopse, todas as coisas clichês já estão descritas, menina líder de torcida, garoto esquisito, eles fazem um trabalho juntos e boom! Tudo começa, as brigas, o lado pária social e etc. Mas a favor do livro digo que além da capa intrigante, a autora conseguiu pegar todo esse clichê e transformar em algo totalmente diferente.

Ela conseguiu misturar tudo isso com Edgar Allan Poe e eu que sei bem pouco sobre o autor, no final do livro acabei indo atrás de mais informações sobre ele, de acordo com a autora, Poe só conseguiu escrever as maravilhas do ‘terror’ porque algo sobrenatural aconteceu com ele. E é com esse gancho de suspensezinho bizarro que ficamos presos ao livro do inicio ao fim.

A primeira parte do livro é toda clichê, então nem vou falar muito sobre isso. Quantos livros já lemos onde esses personagens habitam e sabemos como eles são? Aqui não é diferente, Isobel é chatinha e acha que o mundo gira ao redor dela e do seu namorado – o jogador de futebol estrela da escola, mas quando é obrigada a fazer o trabalho com Varen, as coisas perfeitas saem dos eixos.

O tal trabalho é sobre autores americanos e como se passa perto do dia das Bruxas, Poe vem naturalmente e a partir dela conhecer o mundo de Poe que coisas estranhas começam a acontecer. Sabe aquelas cenas em filme de suspense/terror onde meio que a gente já sabe o que vai acontecer, mas mesmo assim quando acontece a gente dá uns gritinhos?! É bem assim, de repente a história deixa de ser essa coisa clichê toda e parte para o suspense que a autora quis criar e ela não nos desaponta, passamos praticamente o livro todo tentando entender o que exatamente é isso que ela criou.

Geralmente os livros ficam interessantes no meio e chegam para o fim eles meio que dão uma murchada, principalmente quando é série, o gancho para o próximo livro geralmente é bem fraco, mas aqui o livro começou chatinho, melhorou e o livro termina em uma cena de ação – odeio quando livros terminam assim, então estou bem animada para o próximo ;)

Eu aconselho a leitura, o início realmente é devagar e parece que não vai engatar, mas quando começar a parte do suspense o livro engata e se transforma como vi acontecer com poucos. Geralmente ou o livro começa relativamente bem ou vai ser chato até o fim, então para quem curte sobrenatural com um toque de suspense, leitura mais do que certa!

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<