POISON MOVIES - Oz, Mágico e Poderoso

Em 21 março 2013

Título no Brasil: Oz, Mágico e Poderoso
Título Original:  Oz, the great and powerful
 País de Origem:  USA
Gênero: Ação, Fantasia, Aventura
Ano de Lançamento:  2013
Duração: 127 mim
Estréia no Brasil: 08/03/2013
Estúdio/Distrib.:  Disney
Direção:  Sam Raimi

SINOPSE:  Oscar Diggs (James Franco) trabalha como mágico em um circo itinerante, é bastante egoísta, mas é seu envolvimento com mulheres que o acaba levando para uma mágica aventura na Terra de Oz. Chegando lá, ele conhece a bruxa Theodora (Mila Kunis), que o apresentar para a irmã Evanora (Rachel Weisz). Acreditando que estaria fazendo um bem para a população local, ele decide enfrentar a bruxa Glinda (Michelle Williams), mas descobre que ela lembra um amor do passado e seu comportamento em nada se assemelha ao de alguém realmente malvado. Dividido entre saber quem é do bem e quem é do mau, Oscar se depara com um lugar rico em belezas, cheio de riquezas, estranhas criaturas e também mistérios. Vivendo este conflito, o ilusionista vai usar sua criatividade para salvar o tranquilo povo de Oz das garras de um poderoso inimigo. Para isso, contará com a inusitada ajuda de Finley, o macaco alado, e uma menina de porcelana.

 



>>> OUTROS LINKS <<<

RESENHA <<<
Não estava ansiosa para ir assistir ao filme no cinema, mas como era O Mágico de Oz, resolvi dar uma chance, afinal por mais que possa soar meio bobo, este filme foi o primeiro que vi quando coloquei TV a cabo em casa e me lembro de ler no resuminho que era colorido e quando começou o filme era PB e falei; ‘ué? Será que a tv está ruim?’

Alguns (muitos) anos depois, eis que tenho a chance de ver uma versão de como tudo foi antes de Dorothy chegar à esse mundo. Mas por já ter assistido Alice e não ter me empolgado muito, acabei deixando para lá, sabia que seria legalzinho, mas nada que me fizesse dizer AiMeuDeus.

O filme começa com a mesma ideia do ‘original’ tudo em PB até chegarmos à Oz e mostra como as bruxas se tornaram má e meio que entra o lance Disney – um momento de dificuldade, a solução dos problemas e o viveram felizes para sempre. E isso foi meio já esperado, então não me surpreendi. Vale à ida ao cinema, mas o filme não tem nada demais.

Os efeitos 3D fracos até dizer chega, por isso nada de ir assistir em 3D, só vale mesmo porque a abertura (os nomes do atores e tal) são muito legais em 3D, mas o resto do filme fiquei com a sensação de jogar o dinheiro fora, porque cadê efeito?

Em termos de história é o que já foi explicado acima, mas o visual, as imagens do filme são muito lindas, muito coloridas, realmente tem um efeito em nós. Sei que não sou crítica de cinema e não fico julgando essas coisas na hora de falar de um filme e sim da história contada, mas foi algo bonito de ver.

Aconselho a irem assistir, mas sem esperar muito. Dá para se divertir e ter bons momentos.

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<