POISON BOOKS - 21/12 (Dustin Thomason)

Autor: Dustin Thomason
Tradutor: Marcelo Barbão
Editora: Paralela
Publicação: 2012
Páginas: 271
Capítulos: 36
Série: Não
Temas: Adulto, Profecias, Outros
SINOPSE - Em Los Angeles, nem todo mundo acreditava que o mundo de fato acabaria em 21 de dezembro de 2012 - luzes vermelhas e verdes decoravam cada canto da cidade para as festas de fim de ano. Assim, no dia 11 de dezembro - como fazia todos os dias -, o dr. Gabriel Stanton acordou cedo, passeou pelo calçadão de Venice Beach e parou no Groundwork Café, antes de seguir para seu laboratório no Centro Príon de Controle de Doenças. Ao chegar lá, contudo, recebeu uma ligação. Urgente. Enquanto isso, Chel Manu, uma importante pesquisadora em linguística e epigrafia maia do Getty Museum, é interrompida em seu escritório por um comerciante do mercado negro de antiguidades que - desesperado - implora para que ela guarde por um tempo a sua aquisição mais recente. No fim do dia, Stanton, o maior especialista do mundo em doenças priônicas, estará às voltas com um paciente guatemalteco cujos sintomas confundem e aterrorizam. E Chel, a jovem estrela no campo dos estudos maias, terá diante de si um artefato ilegal que pode conter a resposta para um dos grandes enigmas da história; por que os reinos maias desapareceram da noite para o dia. Isso tudo num momento em que a nossa própria civilização pode ter o mesmo destino. Numa corrida contra o tempo - ao longo dos poucos dias que restam antes 21 de dezembro de 2012 - Stanton e Chel terão de unir forças para evitar que o pior aconteça.



>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“O apartamento do dr. Gabriel Stanton ficava no fim do calçadão em frente à Venice Beach, antes do passeio se transformar em grama exuberante em que os praticantes de tai chi se reunirão.”

RESENHA<<<
Peguei esse livro num ato de ousadia. Porque há muito tempo atrás eu li um outro livro onde esse autor também escrevia e te contar, minha experiência não foi das melhores, mas como todo mundo merece uma segunda chance, porque esse autor também não poderia ganhar?

2012 foi o ano marcado pelo tal fim do mundo, principalmente quando o ano começou a acabar, era um tal de reportagens especiais, falar do calendário maia e por aí vai. E o livro fala disso, juntando uma mistura cientifica com leitura de instruções erradas.

O livro fala de um pesquisador que lida com as doenças globais, tipo a ‘vaca louca’ e seus efeitos na humanidade. E como ele controla a sua equipe e como tudo é questão de segundos entre a vida e a morte. E quando surge uma pessoa com uma doença misteriosa que não a deixa dormir, seus instintos ficam alerta. Já o outro personagem é uma mulher, pesquisadora também, mas ela trabalha em um museu, sabe muito da cultura dos maias, pois ela é descente do povo e estudou o calendário maia como ninguém. Uma série de eventos a fazem ficar de posse de um objeto incrível, mas isso pode ser o começo do fim para ela. Alias, para ambos.

O enredo é interessante, a história é bem escrita, até os personagens são simpáticos e o autor consegue sair do lugar-comum sobre o fim do mundo. Ele tenta tornar o livro dele meio que um policial, afinal descobrir o que pode causar uma doença misteriosa, mas a verdade é que ele não emplaca. Não nos conquista emocionalmente a ponto de não largar o livro. A gente meio que vai levando.

A história se fecha e tem seus momentos de ação. O ponto positivo é que apesar de não morrer de amores, você acaba querendo saber o final e a escrita do autor consegue prender (diferente do livro anterior que tinha lido). O final não foi espetacular, alias, ele é bem dentro do que foi apresentado durante todo o livro.

A leitura vale para quem curte temas como predestinação, profecias, coisas médicas e afins.

Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<
FORMSPRING || TWITTER || FEED || FACEBOOK || YOUTUBE || TUMBLR || CONTATO 

Share:

0 comentários