POISON BOOKS - A Corrida de Escorpião (Maggie Stiefvater)

Autor: Maggie Stievater
Tradutor: Fal Azevedo
Editora: Verus
Publicação: 2012
Páginas: 378
Capítulos: 66
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Lendas
SINOPSE - A cada novembro, os cavalos d'água emergem do oceano e galopam na areia sob os penhascos de Thisby. E, a cada novembro, os homens capturam esses cavalos para uma corrida eletrizante e mortal. Alguns cavaleiros sobrevivem. Outros, não. Aos 19 anos, Sean Kendrick já foi quatro vezes campeão. Ele é um jovem de poucas palavras e, se tem medos, guarda-os bem escondidos, onde ninguém possa vê-los. Puck Connolly é uma novata nas Corridas de Escorpião. Ela nunca quis participar da competição, mas o destino não lhe deu muita escolha. Sean e Puck vão competir neste ano, e ambos têm mais a ganhar - ou a perder - do que jamais pensaram. Mas apenas um deles pode vencer.</


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMERA FRASE DO LIVRO<<<
“Todo mundo diz que meus irmãos estariam perdidos sem mim, mas na verdade sou eu quem estaria perdida sem eles.”

RESENHA<<<
Uma ilhazinha no meio do nada e uma lenda espetacular – cavalos d’água (os capall uisce) e dois personagens que apesar de participarem das tais corridas por motivos diferentes, no final acabam quase que competindo pelas mesmas coisas.

Eu sou fã da escrita da Maggie [olha a intimidade =)], gosto de como ela vai intercalando os personagens de tal modo que conseguimos ver muito além do que só o personagem principal veria se fosse em primeira pessoa e ao mesmo tempo conseguimos ver os joguinhos e outras coisas que falam dos personagens mas eles nunca sabem, pois nós acompanhamos os dois lados da trama.

Gostei da história, dos personagens, das motivações que cada um – Puck e Sean – possui para entrar na tal corrida mortal. Afinal não é fácil dominar os cavalos mágicos e no final, a única certeza é que muitos dos competidores irão morrer. O dia-a-dia de preparação e todos os habitantes da pequena ilha que durante o mês de outubro fica em êxtase com a realização da corrida. Todo mundo ganha algo com a corrida, mas durante a leitura, percebemos que Puck e Sean só tendem a perder.

Acredito que a única coisa e talvez a mais importante é que tudo foi baseado nessa lenda e realmente a lenda não entrou em mim. Durante a minha leitura eu não conseguia ver que os cavalos eram mágicos, eram fortes e mortais. Não conseguia ver como algo sobrenatural, não tocou meu coração ou me deu medo de ver o personagem enfrentar algo desse tipo. Eu li como se fossem simples cavalos, as vezes meio ariscos, mas nada além disso.

É uma bela leitura, possui bons personagens e a história é bem coesa, e como a autora tem uma mania de deixar seus finais ‘meio em aberto’ fico na duvida se esse é um livro único ou se é algo que pode virar uma série.




Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<
FORMSPRING || TWITTER || FEED || FACEBOOK || YOUTUBE || TUMBLR || CONTATO


Share:

0 comentários