POISON BOOKS - Garotas de Vidro (Laurie Halse Anderson)


Autor: Laurie Halse Anderson
Tradutor: Ana Paula Corradini
Editora: Novo Conceito
Publicação: 2012
Páginas: 269
Capítulos: 64
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Drama
SINOPSE  Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. 
Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.</div>

>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMERA FRASE DO LIVRO<<<
“Então ela me conta tudo, as palavras cuspidas com migalhas do muffin de frutas vermelhas, as vírgulas mergulhadas com seu café.”

RESENHA<<<
Apesar de haver tantos livros YA no mercado, eles parecem que só falam do mesmo tema e comentam dos mesmos dramas clichês, por isso quando algo diferente surge, vale a pena indicar e ler. Ainda mais quando o assunto tratado envolve a galera dessa faixa etária e é algo muito sério.

O tema tratado é sobre anorexia e bulimia, a imposição da sociedade de que é preciso ser magro a todo custo e quando a pessoa por mais magra que seja se enxerga como se tivesse 3/ 4 vezes o seu tamanho, o desastre é certo.

No início não entendemos muito os motivos da família de Lia ficar preocupada com ela, além da perda da amiga (que nem era tão amiga assim), queremos entender porque alguém que tem tudo parece não estar satisfeito ou como se nada do que seus pais fizessem fosse importante. Mas no desenvolver da história, a autora mostra os problemas da protagonista e como ela consegue fingir que está tudo bem, mesmo que ela saiba que algo está errado e que precisa mudar.

O livro é bem angustiante, no começo fiquei meio revoltada com a protagonista, primeiro quando ela conta da amiga falecida e descobri que ela não era lá muito flor que se cheire, ela era interesseira e meio que culpada pela situação drástica de Lia, mas aos poucos eu consegui entendê-la (mesmo que não concorde com suas atitudes), as mudanças que ela tenta fazer, as constantes brigas com a família. A autora consegue passar esse dilema que a personagem passa para nós e isso é muito importante nesse tipo de história.

Acho que todos devem ler, possui um tema diferente e intrigante, mas ao mesmo tempo acredito que quem está acostumado apenas aos livros YA pode achar difícil ou até não se identificar com ele, mas em sua defesa, a história é envolvente e até relativamente rápida de ler. Aproveita e leia também a nota da autora, ela fez um resumo do motivo de ter escrito esse livro.


Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<
FORMSPRING || TWITTER || FEED || FACEBOOK || YOUTUBE || TUMBLR || CONTATO 

Share:

0 comentários