POISON BOOKS - Belo Desastre (Jamie McGuire)


Autor: Jamie McGuire
Tradutor: Ana Death Duarte
Editora: Verus
Publicação: 2012
Páginas: 389
Capítulos: 22
Série: Não
Temas: Romance, Adulto

SINOPSE
A nova Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento de Travis pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura.



>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMERA FRASE DO LIVRO<<<
“Era como se tudo naquela sala berrasse para mim dizendo que ali não era o meu lugar.”

RESENHA<<<
Belo Desastre é o título perfeito para este livro, porque podemos concordar que os protagonistas juntos são um desastre, bonitos, intensos, mas mesmo assim um desastre e todo mundo parece saber disso, inclusive eles.

Começo destacando a sinopse que diz que Abby não bebe e é uma boa moça, isso é mentira e logo de cara vemos isso, ela apenas finge ser por causa do seu passado, então a sinopse dá a entender que ela é uma menina recatadinha demais quando na verdade ela é normal, com coisas que ela aceita fazer e outras não.

Eu gostei do livro até a parte da aposta, adoro coisas que envolvam apostas e acredito que isso pode render mil enredos interessantes, mas após essa parte a coisa tomou um rumo relativamente chato, pois Travis se torna um obsessivo compulsivo e Abby segue pelo mesmo caminho, mas em uma escala menor. Ela não é tão pirada quanto ele, mas está aprendendo a ser.

A narrativa do livro é envolvente, ele é daqueles que mesmo que você não goste muito, quer saber se as coisas vão mudar, se algo vai acontecer, enfim, você continua a ler e por isso a autora merece parabéns, porque tem momentos de raiva e angustia e mesmo assim você fica até o fim, são poucos livros que consegue isso.

Não gostei muito de nenhum dos personagens, o casal principal pelos motivos citados, essa coisa compulsiva se tornava repetitiva e chata, brigas e voltas e mais brigas. Aí eu completamente enjoei e o casal de amigos (Shep e America) segue o mesmo dilema, só que em proporções menores. Eles são tão loucos e briguentos quanto Travis e Abby, mas nada tão fatal.

A autora começou explorando as lutas dentro do submundo da faculdade, mas acabou não levando isso adiante, sua descrição de faculdade foi bem fraca, ainda acho que era uma escola de 2º grau e de repente virou faculdade. Ela tinha ótimas coisas para fazer de sua história algo sensacional, mas quando ela focou no romance ioiô dos protagonistas acabou fazendo com que seu livro ficasse mais próximo de um YA do que de um romance mais adulto.

Para quem acha q se trata de mais uma série, deixo com uma boa noticia, não é série, este livro tem final (fraco, diga-se de passagem), e terá um livro com o ponto de vista do Travis e talvez outro livro com o ponto de vista com um dos irmãos dele. Poderemos ler de forma independente.



Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<
FORMSPRING || TWITTER || FEED || FACEBOOK || YOUTUBE || TUMBLR || CONTATO


Share:

0 comentários