POISON MOVIES - Branca de Neve e o Caçador


Título no Brasil:  Branca de Neve e o Caçador
Título Original: Snow Wjite and the Huntsman
País de Origem:  EUA
Gênero: Aventura
Ano de Lançamento:  2012
Duração: 127 mim
Estréia no Brasil: 01/06/2012
Estúdio/Distrib.:  Fox Filmes
Direção:  Rupert Sanders
SINOPSE: Em 'A Branca de Neve e o Caçador', Branca é uma incrivelmente bela jovem com cabelos escuros, peles claras, e lábios avermelhados. A beleza de Branca de Neve é o seu maior problema, pois quando ela vira a mais linda de todas, ela se transforma em uma ameaça para sua Madrasta, Ravenna.
Porém, o que a malvada tirana nunca imaginou, é que a jovem que ameaça seu reinado vem treinando a arte da guerra com o caçador (Chris Hemsworth, Thor), que foi enviado para matá-la. Sam Claflin (Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas) se une ao elenco como o príncipe há muito tempo encantado pela beleza e pelo poder de Branca de Neve.



>>> OUTROS LINKS <<<


RESENHA <<<
Quem leu a resenha de Espelho, Espelho Meu sabe que estava apostando algumas fichas nesse filme, pois achei que o filme não retratou a Branca de Neve como deveria e apesar da superprodução, ele ficou bem a desejar.

Já Branca de Neve e o Caçador promete uma vibe mais aterrorizante, sem muitos ‘mimimis’ e prometia mostrar uma Branca de Neve forte, determinada e um pouco guerreira, que se formos parar para pensar, percebemos que de todas as princesas, ela realmente é a que mais se arriscou: - foi perseguida, foi para floresta, vivia com 7 anões – ou seja, a vida da mocinha não era nenhum mar de rosas.

Mas apesar de efeitos especiais serem melhores que no outro filme, figurino de primeira e paisagens deslumbrantes, o filme pecou por uma coisa: os atores escolhidos. Começo pela protagonista, Kristen Stewart. Não gosto dela como atriz, ela é bem fraquinha, sem expressão. E foi isso que ela fez no filme, trouxe sua Bella de Crepúsculo e atuou como se ainda estivesse lá no filme.

Ela ficou apagada até em cenas que ela era única personagem humana em cena, ela simplesmente não apareceu, não brilhou. Já o Caçador poderia ter sido mais bem aproveitado, ele tem potencial, mas ficou no quase. Foi só um rostinho bonito que no filme faz um personagem revoltado. E claro quem brilhou foi a Rainha Má. Aliás, todos esses filmes, as bruxas têm roubado as cenas.

 Charlize está ‘dyva’ e muito bem no papel, sem sombra de dúvida, ela vale ir assistir o filme, porque ela arrebentou. Belos figurinos, momentos malignos incríveis e emoção, quando ela está se dando bem e também quando se dá mal.

Agora a única coisa que eu e todo mundo que estava no cinema ficamos pensando foi: Cadê o final do filme? Porque nunca vi final tão ‘chinfrim’ quanto esse que apresentaram. Sai do cinema com a sensação de que o filme não terminou. Será que vai ter alguma continuação?

Vamos combinar? Cansei dessas adaptações, apesar de terem mais tecnologia, os filmes não estão ficando bons...


Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais <<<


Share:

0 comentários