POISON BOOKS - Conselho de Amiga (Siobhan Vivian)


Autor: Siobhan Vivian
Tradutor: Maysa Monção
Editora: Novo Conceito
Publicação: 2012
Páginas: 223
Capítulos: 38
Série: Não
Temas: Jovem-Adulto, Romance
SINOPSE Ruby está completando 16 anos... mas o dia especial não é tão doce quanto foi planejado. Seu pai desaparecido há muito tempo aparece e Ruby não quer ter nenhuma relação com ele. Ao contrário, ela quer sair com seus amigos — a leal Beth, a perigosa Katherine e a fofoqueira Maria. Elas dão muitos conselhos a Ruby — sobre garotos, seu pai e como ela deve se vestir e como deveria estar se sentindo. Mas, na verdade, ela não sabe o que pensar ou sentir. Especialmente quando um novo garoto entra em cena... e Ruby descobre que algumas de suas amigas não são tão verdadeiras quanto dizem.


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMERA FRASE DO LIVRO<<<
“O papel de embrulho do meu presente de aniversário é impenetrável.”

RESENHA<<<
Mais desses livrinhos clichês, não que isso seja ruim. Tudo depende de como o autor escreve e conduz a sua história, afinal hoje em dia tudo é bem parecido com algo que já foi lançado e quase fica impossível dizer que este ou aquele livro é original.

Quando li o livro anterior da autora – Não Sou Este Tipo de Garota – esperava alguma coisa divertida e dinâmica, mas a personagem acabou se mostrando monótona e até um pouco repetitiva e de repente toda aquela luta e ideia do inicio do livro se perdeu. Por isso que ao ler esse já sabia que não ia ser assim algo tão diferente, já esperava por algo assim.

O problema deste livro foi o enredo: crise existencial, mãe que não conta a filha sobre quem é o pai, amigas que querem ser superiores e o pior – protagonista que quer que todo mundo resolva as coisas por ela. Nem vou falar muito dos pais da menina, e me focarei mais nas amigas, afinal este é o nome do livro. Não consegui gostar da protagonista, é chata, mimada, irritante e quer que alguém para resolver os problemas dela. Quase vive num mundinho que se sofre uma alteração ela fica sem saber o que fazer.

Ao longo do livro esperava que a mocinha fosse amadurecer, porque concordo que ninguém é obrigado a saber de tudo ou fazer tudo certo, mas deu a coisa foi exatamente ao contrario!! Ela ficava mais chata e mimada a cada página virada e via com raiva as outras amigas que queriam algo diferente ou se libertar daquele ‘vício’ da mesmice.

Eu não gosto de personagens dependentes, daqueles que todo mundo precisa agir, menos ele para conseguir as coisas, aqueles não pensam sozinho (até aceito que pensem coisas loucas e sem nexo, mas pelo menos pensaram) e nossa protagonista é assim, por isso que ao longo das páginas eu fui desistindo do livro.



Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais<<<
FORMSPRING || TWITTER || FEED || FACEBOOK || YOUTUBE || TUMBLR || CONTATO 

Share:

0 comentários