POISON BOOKS - Deslembrança (Cat Patrick)

Em 18 junho 2012

Autor: Cat Patrick
Tradutor: Livia de Almeida
Editora: Intrínseca
Publicação: 2012
Páginas: 253
Capítulos: 48
Série: Não
Temas: Romance,Jovem-Adulto
SINOPSE - Toda noite, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro e dorme, cada mínimo detalhe do dia que viveu desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade que como uma limitação. Mas, quando imagens perturbadoras começam a surgir em suas lembranças e London precisa, de algum modo, escapar delas, fica claro que para entender o presente e o futuro ela terá que decifrar o que ficou esquecido no passado.


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO <<<
“Sextas-feiras não deveriam ser dias bons?”

RESENHA <<<
Este livro me ganhou pela sinopse, fiquei intrigada de como seria falar sobre um personagem que nãos e lembrar de nada do dia anterior, que passa a vida se lembrando e vivendo através de bilhetes.

As primeiras páginas/capítulos provaram que o livro apesar de ter uma sinopse interessante era bem ao estilo YA e não ia aprofundar mais do que estamos acostumados, a menina escreve bilhetes (como se fosse uma agenda talvez) onde ela conta o seu dia-a-dia, as roupas que usou, com quem falou e o que precisa fazer.

A história até tem uns momentos legais quando ela de propósito ou por esquecer-se de anotar o bilhete acaba sem querer esquecendo das pessoas ou assuntos comentados, geralmente nesses casos era quando dava uma pequena reviravolta sobre a situação dela e criava um mini caos.

Mas nos capítulos finais, a autora desistiu de fazer algo leve e sem compromisso para algo mais ousado e seguindo a linha investigativa e sinceramente não deu certo, a coisa ficou super fraca seguindo essa linha de policial (fraca, sem nexo e até sem contexto com o que ela vinha apresentando) e acabou terminando de um jeito insatisfatório.

Apesar de achar que o livro poderia ser mais, ele ficou bem na linha mediana mesmo e o final quando a autora quis inovar e não deu certo, ele acabou caindo um pouco. Não que ele fosse maravilhoso, mas quando lemos algo no estilo YA já sabemos de antemão o que vamos encontrar e até onde o assunto vai ser aprofundado.


Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais <<<
FORMSPRING || TWITTER || FEED || FACEBOOK || YOUTUBE || TUMBLR || CONTATO