POISON BOOKS - Stravaganza (Mary Hoffman)

Em 19 março 2012

Autor: Mary Hoffman
Tradutor: Silvia Cobelo
Editora: iD
Publicação: 2011
Páginas: 336                                                                                  
Capítulos: 21
Série: Sim, livro 1
Temas: Jovem-Adulto, Viagem no Tempo
SINOPSE - Em um lugar muito distante, nos tempos da Renascença, um homem tira a sorte: nas cartas, ele prevê que sua soberana está em perigo. O número 16 aparecia em todas as somas, e um caderno aparece ligando todos os sinais. Em outro plano, na Londres do século XXI, Lucien tem 16 anos e está com leucemia; para alegrar seu dia, seu pai o presenteia com um objeto muito semelhante… e mal sabe o garoto que, uma vez com ele, seus sonhos poderiam trazer uma nova realidade cheia de maravilhas, mistérios e intrigas nos quais ele terá um papel fundamental. Primeiro livro da série.


>>> OUTROS LINKS <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“A luz se espalhou pelas cobertas de cetim da duquesa quando sua camareira abriu as venezianas por completo.”

RESENHA <<<
Stravaganza tinha tudo que eu gosto em um livro – uma cidade linda (Bellezza que é a nossa Veneza), uma possível aventura meio louca e viagens no tempo! E de repente com todas essas coisas de bom, ele não me conquistou tanto como deveria.

A sinopse promete uma deliciosa aventura em um século diferente e em um local que não lemos tanto nos livros, afinal a grande maioria sempre se passa em alguma cidadezinha americana. Então algo ser na Itália (mesmo que não seja exatamente lá), pois a autora tira como base, me fez devorá-lo. Mas faltou profundidade na história.

Eu gostei dos elementos apresentados, da sequencia, de como ela vai mostrando como cada personagem se conecta e de repente tudo para por aí. Quando chegamos em um determinado momento da história, onde deveria vir mais mistério e uma explicação detalhada, a autora mantém as mesmas coisas de quando o livro estava no início.

Assim que terminei o livro achei que por ser uma saga essa seria a explicação por deixar um enredo interessante ficar ‘meia-boca’, mas fui ler as sinopses e os próximos livros são de outros personagens, ou seja, ela termina de maneira fraca.

Outra coisa que me deixou um pouco frustrada foi com erros de concordância, tinha pequenos erros de português, mas a concordância foi mal feita e isso prejudicou bastante na leitura, principalmente em cenas que havia homem e mulher e você não conseguia deduzir sobre quem era aquela frase.

A história tem alguns bons momentos e algumas das explicações da autora para a viagem no tempo/espaço são de certa forma intrigante. A série conta com 5 livros e em cada um deles, há uma pessoa diferente que viaja, os chamados stravagantes, e todos eles vão parar em alguma das cidade de Tália.


Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais <<<