POISON BOOKS - O Circo da Noite (Erin Morgenstern)

Em 05 março 2012

Autor: Erin Morgenstern
Tradutor: Claudio Carina
Editora: Intrínseca
Publicação: 2011
Páginas: 365                                                                                  
Capítulos: --
Série: Não, volume unico
Temas: Magia, Romance
SINOPSE - Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá. À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam. Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.


>>> OUTROS LINKS <<<

>>> ONDE COMPRAR <<<

PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“O homem a quem chamavam de Próspero, o Mágico recebe uma boa quantidade de cartas no escritório do teatro, mas esse é o primeiro envelope endereçado a ele que contém um bilhete de suicídio, e é também o primeiro a chegar alfinetado com esmero no casaco de uma menina de 5 anos.”

RESENHA <<<
Para falar de Circo da Noite é preciso dissecar todos os personagens envolvidos e separá-los. Porque se você só se guiar pela sinopse pode ficar um pouco decepcionado. Afinal ela comenta muito sobre um duelo mortal entre dois mágicos e isso é a parte mais fraca da história.

O duelo, quem são os magos, os anos passados e como e onde eles vão lutar são pouco explicados durante as mais de 300 páginas que o livro possui, só entendemos realmente a ideia e o motivo (bem bobo por sinal) nas últimas páginas. Aí acabamos nos concentrando nessa parte da história querendo saber mais e a autora nunca conta, do que no circo em si.

Se tiver que mostrar um ponto muito alto do livro, com certeza falo do circo. A autora criou uma mistura de circo normal com o cirque du soleil, onde sonhos, imaginação, atrações com animais e tudo mais que sua imaginação puder criar pudesse se tornar realidade. E a medida que ela mostra o circo pelos frequentadores, o próprio pessoal do circo e os rêveur (os sonhadores), porque o circo também é chamado de Le Cirque des Rêves (circo dos sonhos).

Essa parte do circo é a que vocês mais devem se agarrar na hora da leitura, pois é a melhor, a bem descrita e onde a autora realmente nos transporta de forma mágica, além de ter 3 personagens que apesar de não serem os principais (lembra, os principais são os magos do duelo relativamente chato) eu gostei muito deles – os gêmeos Murray e Bailey.

Os criadores do circo que são 5 personagens ficaram muito a desejar. Apenas um deles sabia exatamente o que o circo se tornaria, então eu não conto ele como criador, mas os outros 3 acreditam muito de cara nessa coisa do impossível e em raros momentos questionam, as coisas. E a medida que o circo vai ganhando vida e seguidores, eles aparecem cada vez menos. Acho que eles poderiam ter sido melhor explorados.

Uma dica que deixo é prestar atenção às datas de cada capítulo. Só mais para o fim do livro você vai entender o motivo, mas entenda que a história corre com duas linhas do tempo. Uma seguindo o circo e os mágicos e seus duelos e uma que parece estar a uns 10 anos mais a frente. Eu gostei mais dessa dos 10 anos à frente, mas elas irão se juntar.


Como li a versão ‘prova’ sei que ainda terá modificações e revisões, mas posso falar do belo trabalho feito entre as páginas/capítulos dando a impressão de ser um anuncio de jornal e os detalhes entre cada parte da trama. A capa também é uma maravilha, fiquei louca para ler o livro pela capa e se vocês forem no skoob tem uma outra versão dela que alguns acham ainda mais bonita do que a que temos no Brasil.

De modo geral o livro tem um tema diferente, mesmo que o mundo mágico não seja algo extremamente novo, mas focar em um local como é no caso do circo sim. Prestem atenção as descrições. Isso é um fator bacana. Mas antes do livro chegar geral ficou babando por ele e dizendo que era ‘O’ livro, que no exterior estava sendo considerado algo fora do normal. Eu esperava muito mais por causa disso. E acho que um pouco disso pode ser a sinopse se focando em algo que não é tão encantador assim.


Quer saber dos venenos do blog? Acompanhe as redes sociais <<<