POISON SERIES - Smash

Em 28 fevereiro 2012

Opa... última terça-feira do mês e vocês já sabem... é dia de seriados no Poison. Como em todos os meses, eu apresento um seriado e conto o que está rolando de bom (ou não) até agora e sempre indico para vocês darem uma chance, mesmo que eu não tenha gostado muito...rs

Para saber mais:
“Smash“ apresentará os bastidores de produção de um musical da Broadway sobre a vida de Marilyn Monroe. Com músicas originais compostas por Marc Shaiman e Scott Wittman, ambos de “Hairspray”, a série também reutiliza trilha de outras produções. A série criada por Theresa Rebeck (Law & Order: CI), com base em uma ideia de Steven Spielberg, tem 15 episódios encomendados para primeira temporada. 
(fonte: http://www.seriestvix.net)

Personagens Principais:
Debra Messing >>> Julia Houston
Jack Davenport >>> Derek Wills
Katharine McPhee >>> Karen Cartwright (uma das Marilyn)
Christian Borle >>> Tom Levitt
Megan Hilty >>> Ivy Lynn (uma das Marilyn)
Raza Jaffrey >>> Dev Sundaram
Brian d’Arcy >>> Frank Houston
Jaime Cepero >>> Ellis Tancharoen
Anjelica Houston >>>Eileen Rand

Trailler da Série:
 


RESENHA <<<
Este mês falarei de musicais. Não sei se vocês acompanham Glee, eu estou lá firme e forte mesmo achando que tem uns episódios chatos de dar dó e também coisas nada a ver, mas como eles sempre trazem músicas legais e às vezes antiguinhas que gosto, fico lá cantando.


Mas esse mês falo de Smash, meio que um Glee para adultos, ele conta os bastidores para montar um musical para Broadway, desde levantar o dinheiro, as músicas que algumas vezes precisam ser originais e todo bafafá que envolve o mundo do show bussiness.

Essa série será curtinha, apenas 13 episódios e estamos no 4º, então se você quiser acompanhar nem terá de ficar horas e horas assistindo. A trama principal envolve uma atriz que já está há algum tempo no circuito buscando um papel grande – o de Merilyn Monroe – e a outra é uma novata que se parece com a Marilyn no início da carreira, inocente, mas batalhadora.

Claro que tem muito mais confusão, como os produtores, quem fica com quem e por aí vai. E aos poucos acompanhamos todas essas tramas que nem sempre estão ligadas ao musical, mas ele é o que liga toda essa gente tão diferente e estranha.

Gostei muito do que vi até agora. Fiquei com medo de achar as músicas originais chatas, mas elas têm e muito a ver com a vida da diva e a mistura que eles fazem do palco (como se o musical já tivesse ocorrendo) com um lugar nada a ver, como estar servindo mesas no restaurante é um toque intrigante.

Cada personagem tem um quê interessante e intrigante, então estou ansiosa para continuar assistindo e indico essa série para vocês também.

_____     _____     _____     _____     _____     _____

E no mês passado a coluna falou sobre GRIMM, mais uma série envolvendo os contos de fadas.