POISON MOVIES - Happy Feet 2



Título no Brasil:  Happy Feet 2
Título Original:  Happy Feet 2
País de Origem:  Austrália
Gênero: Comédia, Animação
Ano de Lançamento:  2011
Duração: 100 mim
Estréia no Brasil: 25/11/2011
Estúdio/Distrib.:  Warner Bros Pictures
Direção:  George Miller

SINOPSE:
Happy Feet 2  leva o público de volta às paisagens magníficas da Antártica e os reúne com o pinguim sapateador mais famoso do mundo, Mano (Elijah Wood), o amor  de sua vida, Gloria (Alecia Moore - Pink) e seus velhos amigos Ramon & Lovelace (Robin Williams). Mano e Gloria agora tem um filho, Erik (EG Daly), que se esforça para encontrar seus próprios talentos no mundo do Pinguim Imperador. Porém, novos perigos ameaçam a nação pinguim e todos vão precisar trabalhar – e dançar – para salvá-la. 




RESENHA:
Cada passinho conta, às vezes temos a impressão de que por mais que façamos algo parece nunca ser o bastante e quando todo mundo diz que prega liberdade, igualdade e fraternidade (oi, lema da Revolução Francesa), basta ser um cadim diferente, no estilo de vestir, no modo de falar ou até de pensar e podemos perceber as pessoas com pedras nas mãos.

Happy Feet fala de tudo isso e um pouquinho mais... sim é filme de criança, mas é daqueles fofos, que tem várias historinhas com morais para todos nós, desde que coisas simples como cada um é especial a sua maneira até o famoso a união faz a força. E quando os bons valores parecem passar tão longe de nós, sempre é fofo nos lembrar de coisas boas.

A história se centra em Erik, o filho de Mano e Gloria. Ele tenta seguir os passos dos pais, mas parece que ele não tem a tal habilidade dos pinguins imperadores e por causa disso ele sempre fica com vergonha e as vezes todos ficam rindo dele (ahhh fiquei com muita peninha nessa cena =/), mas como toda criança em seu mundo de descobertas e os porquês, ele sempre dá um jeito junto com os amiguinhos de tentar ver o lado positivo das coisas mesmo quando são espécies diferentes.

Ele tem algumas diferenças do primeiro, enquanto no anterior nós vemos a busca de um amor, aqui o lado mais explorado é de uma criança que tenta se encaixar, pois a pressão é grande e todo clima frio da Antártica também não ajuda, efeito estufa e outros problemas aparecem para atrapalhar os pobres pinguins.

Mas temos um lado super engraçado que são os krills Kil e Bil são um caso a parte, principalmente porque eles querem subir na cadeia alimentar, eles são os momentos de alegria do filme, com suas ideias loucas e mirabolantes.

Eu assisti ao filme dublado e foi a versão normal. Mas li comentários que o 3D deste filme está bacana e que quando rola a parte que os pinguins cantam e dançam a neve ‘cai’ em você, então de repente é uma chance. A única coisa que achei ruim no dublado é que não traduziram as canções e nem colocaram legendas =/

Venenoso


Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários