POISON BOOKS - Ecos da Morte (Kimberly Derting)


Autor: Kimberly Derting
Editora: Intrínseca
Publicação: 2011
Páginas: 317                                                                                 
Capítulos: --
Tema: Jovem-Adulto, Suspense, Sobrenatural

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
Violet Ambrose está lutando com duas questões principais: Jay Heaton e sua mórbida habilidade secreta. Enquanto a garota de dezesseis anos está confusa por seus novos sentimentos por seu melhor amigo desde a infância, ela está mais perturbada por seu "poder" de sentir cadáveres — ou pelo menos aqueles que foram assassinados. Desde que era uma garotinha, ela sentia os ecos que os mortos deixam para trás no mundo... e as marcas que os unem a seus assassinos. Violet nunca considerou seu estranho talento como sendo um dom; na maior parte das vezes ele apenas a levou a encontrar pássaros mortos com que seu gato havia cansado de brincar. Mas agora que um serial killer começou a aterrorizar sua pequena cidade, e os ecos das garotas locais que ele reivindicou a assustam diariamente, ela percebe que pode ser a única pessoa que pode pará-lo. Apesar de seu instinto de proteção sobre ela, Jay relutantemente concorda em ajudar Violet em sua missão para encontrar o assassino — e Violet fica enervada em se descobrir tendo esperança que as intenções de Jay sejam muito mais que amigáveis. Mas mesmo enquanto ela está se apaixonando intensamente, Violet está chegando mais e mais perto de descobrir o assassino... e de virar a presa dele.



PRIMEIRA FRASE DO LIVRO:
“O som do despertador era uma intromissão irritante no confortável torpor do sono que envolvia Violet.”

RESENHA:
Encantei-me com a capa – totalmente linda e ao mesmo tempo simples, mas ao ler as primeiras páginas disponibilizadas pela editora Intrínseca, fiquei intrigada pela história e já pensava, Ai! Eu quero!!

O tema da moda em livros Jovem-Adulto é o bullying ou o sonho de ser popular, mas Violet é uma menina ‘comum’, seu maior drama é terminar o último ano e descobrir como lidar agora que está apaixonada pelo melhor amigo – Jay.

O estranho dom de Violet – sentir o ‘ecos da morte’ das coisas vivas (pessoas e animais), como se elas pedissem para que encontrassem seus corpos e seja dado um enterro decente para que possam descansar em paz, é mostrado aos poucos na história. No prólogo ela conta a primeira vez que aconteceu e ela só tinha 6 anos.

Agora um assassino está a solta na pequena cidade onde ela vive e ela acredita que mesmo sendo perigoso, seu dom pode ajudar a capturar o assassino, porque para ela é relativamente ‘fácil’ identifica-lo, pois ao matar algo, o assassino e a vítima ficam com ecos iguais como se fosse um espelho.

A trama tem um pouco de suspense/thriller e os dilemas de Violet sobre se abrir ou não para seu amigo sobre seus sentimentos são mais constantes do que a parte dos assassinatos, esse assunto só ganha força mais para o final do livro.

A autora Laurie Faria em sua série Touch faz algo que Kimberly utilizou aqui e eu gosto bastante – em alguns capítulos temos a visão do assassino, seus pensamentos e como ele age com as vítimas e isso nos dá mais detalhes mas ao mesmo tempo nos deixa loucos pois ficamos querendo descobrir quem é com base naquelas poucas linhas.

Essa série é uma trilogia, o próximo livro será DESEJO DOS MORTOS e para quem fica chateado porque as coisas só são resolvidas no último livro, neste há um final. Descobrimos quem é o assassino e tudo mais, mas isso acabou não deixando um gancho para o livro 2. Agora só nos resta esperar para saber o que pode ocorrer no próximo livro.

LIVRO 2  - Desejo dos Mortos

Venenoso


Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários