POISON BOOKS - Reis de Clonmel (John Flanagan)



Autor: John Flanagan
Editora: Fundamento
Publicação: 2011
Páginas: 358
Capítulos: 45
Tema: Jovem-Adulto, Fantasia

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
É um raro momento de folga para Will e os outros arqueiros. Todos haviam deixado seus postos, por alguns dias, para participar da Reunião Anual dos Arqueiros. Uma oportunidade de reencontrar os amigos e compartilhar histórias de aventuras. Distante de tudo isso, Halt está na costa oeste, a fim investigar um mal que floresce na região. Uma terrível seita religiosa formada por um infame grupo de malfeitores conhecido como "os forasteiros". Halt descobre que a influência do culto maligno já chega a cinco dos seis reinos que formam a Hibernia. Apenas o reino de Clonmel se coloca entre os forasteiros e o domínio de todo o território hiberniano. Agora, cabe a Will, Halt e Horace lutar em defesa da liberdade de Clonmel e destruir as pretensões da seita. Em meio ao conflito, segredos serão revelados e Halt precisará encarar alguns fantasmas de seu passado. Um confronto que pode se mostrar ainda mais difícil do que a batalha por Clonmel.





PRIMEIRA FRASE DO LIVRO:
“Foi Puxão, é claro, que primeiro percebeu a presença de outro cavalo e de outro cavaleiro.”

RESENHA:
Este livro pertence à série Rangers e aqui no blog alguns livros da saga já foram resenhados, antes de ler esta resenha, confere o que já passou por aqui:
Livro 1 – Ruínas de Gorlan
Livro 2 – Ponte em Chamas
Livro 3 – Terra de Gelo
Livro 4 – Folha de Carvalho

Vocês acompanham comigo essa saga aqui no blog desde o livro 5, que eu chamo de parte B da saga, já que a partir deste livro é quando Will finalmente se torna um arqueiro.

Este livro é bem cheio de estratégia e algumas revelações bem intrigantes sobre um dos personagens, mas em matéria de ação ficou muito a desejar. Aquela aventura/ação que estamos acostumados passou longe neste livro.

Antes de tudo é preciso lembrar que o livro é continuação do livro 6 (o livro 7 se passa antes do livro 5) e só isso já nos deixa bem confusos sobre qual foi o último momento de Will.

O bom foi conhecer um pouco além das terras de Araluen, mas no final do livro 6 havia tantas possibilidades a serem exploradas e confesso que de toda a saga, este foi o mais fraco de todos, muita enrolação. Não há muitos detalhes de quase nada. É como jogar uma informação “super quente” e não explicar muito sobre ela... será que é para manter o suspense para os próximos?

Até agora confirmado, a saga conta com 10 livros, mas depois de ler esse, eu estou em dúvida sobre o que esperar para os livros 9 e 10, me sinto um pouquinho sem rumo...rs

Como já havia dito, leia o livro 7 antes de ler o 5 e 6, aí você vem direito para o 8, então a ordem seria: 7, 5, 6 e 8.

Tóxico
Compre Aqui – Compare Preços:


Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.


Share:

0 comentários