POISON MOVIES - Cilada.Com



Título no Brasil:  Cilada.com
Título Original:  ---
País de Origem:  Brasil
Gênero: Comédia
Ano de Lançamento:  2011
Duração: 95 mim
Estréia no Brasil: 08/07/2011
Estúdio/Distrib.:  Downtown Filmes
Direção:  José Alvarenga Jr

SINOPSE:
Bruno (Bruno Mazzeo) foi flagrado traindo sua namorada (Fernanda Paes Leme) durante uma festa de casamento e levou um pé na bunda. Por vingança, ela publicou na internet um vídeo seu transando com ele, que pagou o maior mico por causa de uma ejaculação precoce. As imagens viram um sucesso e Bruno uma celebridade, só que da pior forma possível. Agora, sua única saída é tentar provar para todo mundo que é bom de cama. Ele passa a recorrer a antigas namoradas, no intuito de registrar declarações delas em vídeo, ao mesmo tempo em que tenta encontrar novas parceiras. Paralelamente, Bruno tenta conseguir o perdão de Fernanda.




RESENHA:
Qual foi a maior cilada que você já se meteu?
Todo mundo tem uma história para contar, mas desde que a era digital anda bombando, com certeza uma das maiores ciladas é ir parar na internet e quando falo isso não é no bom sentido.

Não costumo acompanhar o programa que praticamente deu origem ao filme, eu vejo muito raramente (do tipo se tiver passando não tiro), mas ao ir para o cinema acreditei que o filme iria seguir a mesma ideia do programa.

E eu não fui a única a pensar assim, quase todo mundo com quem conversei pensou a mesma coisa e acham que se fosse aos mesmos moldes iria ser muito mais engraçado.

A ideia do filme é exatamente o que está no trailer, o que acontece quando um vídeo desses cai na net? Como fica a vida da pessoa exposta desta maneira? E as diferentes situações para tentar se livrar deste estigma negativo. Aqui a piadinha é que ele é rapidinho (probleminhas de ejaculação precoce e afins...).

O filme tem bastante graça, claro que tem umas partes chatinhas e uns momentos de romance e ‘vazio’ de cena onde não deveria ter. Falo que o filme nem deveria ter tanto romance quanto mostra e se focar mais nas ciladas que ele enfrenta. A ideia toda é a comédia bem ao tipo ‘vamos rir da vida dos outros que é muito melhor.’

Um dos poucos personagens que achei que faz muita figuração foi o da Carol Castro, não que o personagem dela seja desnecessário, porque uma das cenas mais hilárias é quando um affaire vai acontecer e... (sério, é de morrer de rir e aposto que ou você já passou por isso, ou um amigo). O problema é que ela não precisava ficar no filme todo sem fazer nada, aparecendo sem entendermos quando ela realmente iria atuar. Ela poderia aparecer de repente e causar ou sei lá, trabalhar mais o personagem.

Para todos que adoram assistir aos micos alheios e já pagaram micos nessa vida, vale a pena dar uma chance ao filme, principalmente para ver que as vezes aquela coisa sem noção que você achou que não ia prejudicar ninguém acaba tomando proporções épicas.

Não sei se rola um filme 2, mas que há um ganchinho tem. E como as salas de cinema para assistir ao filme só andam lotadas, não duvido que logo logo um “cilada.com 2” esteja pintando por aí.

Venenoso








Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários