POISON MOVIES - Rio


Título no Brasil:  Rio
Título Original:  Rio
País de Origem:  EUA
Gênero: Animação
Ano de Lançamento:  2011
Duração: 96 mim
Estréia no Brasil: 08/04/2011
Estúdio/Distrib.:  Fox Filmes
Direção:   Carlos Saldanha

SINOPSE:
Blu é uma arara azul que nasceu no Rio de Janeiro mas, capturada na floresta, foi parar na fria Minnesota, nos Estados Unidos. Lá é criada por Linda, com quem tem um forte laço afetivo. Um dia, Túlio entra na vida de ambos. Ornitólogo, ele diz que Blu é o último macho da espécie e deseja que ele acasale com a única fêmea viva, que está no Rio de Janeiro. Linda e Blu partem para a cidade maravilhosa, onde conhecem Jade. Só que ela é um espírito livre e detesta ficar engaiolada, batendo de frente com Blu logo que o conhece. Quando o casal é capturado por uma quadrilha de venda de aves raras, eles ficam presos por uma corrente na pata. É quando precisam unir forças para escapar do cativeiro.





RESENHA:
Raramente vou ver uma animação dublada, não porque tenho preconceito com quem faz as dublagens (ok, as vezes isso rola sim), mas por geralmente ser filme de criança, e elas ficam falando e acaba que isso me irrita e não deixa as pessoas assistir aos filmes.

Mas a animação RIO até valeu a pena estar junto com os pequeninos, eles ficaram tão encantados quando os bichinhos apareciam que era uma graça assistir e no final quando o filme terminou, teve até palminhas... tão cute-cute *_*

Além de ser animação, ela trata de algo sério; o contrabando das espécies exóticas brasileiras para o exterior. E apesar da arara azul – Blu – ter tido sorte de parar nas mãos de uma dona carinhosa nos EUA, nem sempre os bichinhos tem esse final feliz.

E com o contrabando dos animais vem à extinção das espécies como a própria arara azul, o motivo de Blu vir para o Rio, para acasalar e dar continuidade a mesma.

O Rio foi bem retratado, claro que teve algumas coisas que eram desnecessárias terem sido mostradas na tela mesmo que essas coisas sejam um pouco da nossa realidade. Por causa disso escutei muita gente dizendo que o filme era preconceituoso, como disse acima, teve coisas desnecessárias mostradas na tela, mas sabendo que algumas coisas são verdades.

Os pontos turísticos estão lindamente mostrados – Pão de Açúcar, Praia de Ipanema, Lagoa Rodrigo de Freitas, até mesmo alguns locais menos nobres da cidade aparecem lindamente desenhados e de forma fofa.

Alguns personagens fizeram a alegria de todos no cinema, o cachorro babão e os passarinhos que catam em vários estilos, entre eles criando uns raps doidos valem o ingresso e o filme é garantia de boas risadas.

Só esperava mais da trilha sonora. Não sei se ela foi composta em inglês e depois traduzida ou a seleção musical não foi das melhores. E olha do que existe de musica falando das belezas do Rio não está no gibi.

É daqueles filmes para toda família. Todo mundo vai gostar e sair animado do cinema e quem for carioca, vai se sentir o tal.


Venenoso








Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários