POISON BOOKS - Nick & Norah (Rachel Cohn e David Levithan)


Autor: Rachel Cohn e David Levithan
Editora: Galera Record
Publicação: 2009
Páginas: 221                                                                                 
Capítulos: --
Tema: Jovem-Adulto, SobreRomancenatural, Bruxaria

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
O que pode acontecer quando dois adolescentes se conhecem por acaso em um caótico show de punk rock? Eles se apaixonam, é claro. Depois de um beijo, Nick e Norah vivem uma aventura pelos bastidores de NYC - um encontro repleto de alegria, ansiedade, confusão e entusiasmo, como deve ser a primeira vez.




PRIMEIRA FRASE DO LIVRO:
O dia começa no meio da noite.”

RESENHA:
Adoro quando livros que eu não dou nada por ele se transformam em coisas maravilhosas que assim que eu acabo de ler me pergunto: Porque não tinha lido antes? Já que estava na minha estante há tempos? Também já aconteceu isso com você? Bem-vindo ao clube =)

Nick e Norah entrou na minha vida muito por acaso, todo mundo dizia que o filme era bacana e tals, mas nunca dei bola e de repente tive a oportunidade de tê-lo em uma troca e ele entrou no limbo (quando você sabe que vai ler, só não sabe quando...rs), mas um dia simplesmente decidi ler e voilà foi rápido, intenso e meio surreal.

Ao contrário do filme (resenha aqui), o livro é bem melhor. Realmente ele ocorre todo a noite, não tem a tal busca frenética pela banda que passa a ser o principal do filme e quem toma a iniciativa de pedir para ser namorado por 5 minutos é o Nick.

Nick e Norah são completamente diferentes, lados opostos da cidade, vidas estranhas, enfim nada que justificasse estar juntos, mas a música os uniu. E para algo tão abrangente, fica complicado dizer o que é bom ou o que é ruim, afinal todo mundo tem um gosto.

E falando de música, isso realmente tem na história e de sobra, os protagonista estão sempre discutindo em que momento tal banda foi melhor ou sua melhor música, a cena underground é praticamente retalhada de maneira minuciosa, o que para alguém meio leigo como eu foi muito bom. Há diálogos bem interessantes e estruturados. Mas acima de tudo há dois jovens que querem se descobrir.

Nick acabou de levar um fora da namorada e está mal desde então, nem os amigos estão mais aguentando. Ele é do tipo bonzinho (até demais), e acaba sempre levando a pior com a mulherada. E além de tocar numa banda, ele gosta de mixar CDs. Já Norah ‘conhece’ Nick porque é ‘amiga’ da ex-namorada dele – Tris – e ela sempre adorou os CDs que Nick deu a ela.

Na noite em que se conhecem eles tentam se mudar. Resolver velhas manias que insistem em manter, pessoas sanguessugas, ficar no papel de vítima. E neste livro tem de tudo... discussão sobre música, um pouco de sexualidade (mas não de forma pejorativa), o que quer da vida e também o seu jeito de encarar os fatos, suas atitudes.

Os encontros e desencontros pela noite são os momentos de reflexão dos personagens, pois o livro é contado por Norah e Nick, eles alternam os capítulos e consequentemente suas visões de vida e o que está acontecendo com eles. No livro praticamente só aparece os dois. Os amigos ou desafetos só ganham destaque quando estão conversando com os personagens, o que não acontece no filme.

Para quem gosta de música e principalmente a underground, leitura obrigatória. Para quem gosta de livros com uma história e não apenas mais do mesmo, também recomendo. E quem adorou o filme tenho certeza que vai gostar muito mais do livro. Afinal eu só fui ver o filme porque gostei muito muito do que li.

Extremamente Venenoso

Compre Aqui – Compare Preços:
Cultura – R$ 29,90 | Saraiva – ND | Submarino – R$ 23,90  | Travessa – R$ 29,90 | Walmart – ND








Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários