POISON MOVIES - O Turista


Título no Brasil:  O Turista
Título Original:  The Turist
País de Origem:  EUA/França
Gênero: Comédia Suspense
Ano de Lançamento:  2010
Duração: 103 mim
Estréia no Brasil: 21/01/2011
Estúdio/Distrib.:  Sony Pictures
Direção:  Florian Henckel von Donnersmarck

SINOPSE:
Johnny Depp atua como um turista americano cujos flertes brincalhões com uma estrangeira levam a uma rede de intriga, romance e perigo em "O Turista". Durante uma viagem improvisada à Europa para curar um coração partido, Frank (Depp) desenvolve uma inesperada relação amorosa com Elise (Angelina Jolie), uma mulher extraordinária que deliberadamente cruza o seu caminho. Tendo o excitante cenário de Paris e Veneza como pano de fundo, o intenso romance se desenvolve rapidamente na medida em que ambos se envolvem involuntariamente num jogo mortal como gato e rato.





RESENHA:
Posso comparar esse filme à algum vinho. Não diria que ao melhor tipo, mas é um que com certeza você irá saborear. Porem, não espere cenas de ação mirabolantes. Aqueles poucos segundo de trailer prometem uma coisa que não vai acontecer.

O filme aposta na beleza e como certos ‘acasos’ podem comprometer ou não investigações e até mesmo a credibilidade de instituições importante. Onde o mocinho vira bandido e vice-versa. Não vi o casal Jolie e Depp com uma química muito forte. Mas no contexto da trama, essa falta de sintonia até faz sentido. E acredite, preste atenção aos detalhes, eles são parte importante desta história.

Mas senti falta da ação que o trailer prometia, ao longo de 1oo minutos, talvez haja umas 3 ou 4 cenas de perseguição ou aquele momento “OMG-será-que-ele-vai-ser-pego”? Porque ao longo do filme não acompanhamos muitas emoções. Na verdade é um filme bem frio. Apesar de ser passar na Itália (e as meninas sabem que italianos são.... melhor não comentar..rs).

Eu não sei se ando pensando muito em 007 ou filmes que há tanta adrenalina que quando chega algo parecido ou que possa me lembrar esses tipos de filme, fiquei ansiosa para que fosse igual. Mas uma vez os trailers vendendo coisas que não acontecem nos filmes. E saímos da sala de cinema um pouquinho abatidos.

Mas enfim, dramas a parte. Quando disse que o filme apostava na beleza/aparência, afirmo isso porque tudo acontece devido a um mal-entendido. Jolie se aproxima de Depp, pois ele lembra alguém que esta sendo procurando em 14 países por ter roubado uma fortuna e estar devendo impostos. E na história temos a combinação de 3 policias para prender o suspeito – Scotland Yard, a polícia francesa e a italiana – já que 95% da história se passa em Veneza.

Não achei o supra sumo do suspense, mas tem umas pitadas aqui e acolá que valem o ingresso. E depois de tantos filmes de romance no mercado, é bom quando surge algo diferente. Não classificaria o filme como suspense, mas gostei do que vi e prendeu minha atenção, apesar de algumas suspeitas.

O final eu esperava mais. Eu esperava ação, fugas mirabolantes. Ok, eu queria demais. Eu quero o Depp de Piratas do Caribe e o jeito aventureiro de Jack Sparrow,os momentos de ação e tudo mais que estamos acostumados. Digo o mesmo de Jolie, que eles são fantásticos, nem preciso comentar, mas cadê o algo mais que faz deles excepcional? Eu não vi aqui. Uma pena.

Acho que para quem quer dar um tempo em romances, é uma pedida. Mas meu conselho é dia de promoção no cinema. Baixem a bola quanto a ter mega cenas de ação, e pensem em um jogo de estratégia. É por aí que o filme parece.


Tóxico









Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários