POISON BOOKS - Doce Vampiro (Flynn Meaney)


Autor: Flynn Meaney
Editora: Verus
Publicação: 2010
Páginas: 248                                                                                
Capítulos: 17
Tema: Jovem-Adulto, Vampiros

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
Tímido e desajeitado, Finbar Frame, de 16 anos, é daquele tipo que nunca consegue ficar com nenhuma menina. Alto, magro, pálido e alérgico ao sol, infelizmente as garotas do colégio não apreciam sua pele nem sua alma sensível. Mas, quando ele percebe que elas são obcecadas por vampiros, decide adotar medidas extremas – ele vai se tornar um vampiro! Ou pelo menos fingir... para ser mais popular entre a ala feminina do colégio.Com sua natureza introspectiva e a pele incrivelmente pálida, é surpreendentemente fácil para Finbar fingir ser um vampiro. Mas, quando conhece uma menina que talvez goste dele de verdade, descobre que a vida como falso vampiro é mais complicada do que ele pensava.Este hilário romance de estreia foi escrito para todos aqueles que acreditam que às vezes até os caras bonzinhos – sem dentes afiados ou pele brilhante – podem conquistar a garota dos seus sonhos.




PRIMEIRA FRASE DO LIVRO:
“- Me transforme – Jenny pediu, com um olhar tão intenso que poderia ter me cravado na parede atrás de mim.”

RESENHA:
Este livro foi uma doce surpresa. A sinopse me pareceu engraçada e um tanto louca e depois lendo em alguns blogs as resenhas (principalmente as resenhas de rapazes que acharam a história bacana) me fez parar e decidir preciso ler o livro!!

Logo de cara, vem a frase:
“Alguns vampiros são bonzinhos. Outros são maus. E outros apenas fingem para arrumar namorada.”
Essa frase é reveladora. Afinal, alguém que finge ser alguma coisa nunca dá certo. E sempre garante umas boas risadas e situações fora do comum. Aliado ao fato do protagonista ser tímido, desajeitado e ter um problema com o sol (tadinho dele se morasse aqui no Brasil, principalmente no RJ). Mas o pior é que o coitado tem um irmão (gêmeo) que é o TDB!!! Bom em esportes, tem um corpo atlético e faz a alegria da mulherada.

Finbar é daqueles personagens meio camaleão. No inicio fica lá meio triste, sem saber o que fazer da vida, pensando em como conseguir namoradas ou apenas fazer com que elas olhem para ele. Aí com um estalo ele decide que não pode ficar parado e precisa tomar uma atitude e quando toma, puff, a confusão começa.

Têm umas partes hilárias, uma delas é quando fala de uma convenção de Crepúsculo e toda a situação ‘team Edward’ ou ‘team Jacob’ que rola por lá e como ele tenta se safar disso. Mas a autora transformou o cara num rapaz culto, muitos livros são citados na história. Alguns clássicos como o Drácula de Bram Stocker e outros menos conhecidos do público.

Acho que de todos os livros que já andei lendo sobre protagonistas tristes e impopulares, esse foi o mais real. Ele não vira o adorado do colégio e se torna mega legal como acontece nas outras sagas/histórias, nós apenas acompanhamos um momento legal, meio louco e com alguma transformação.

Para os rapazes que não suportam mais falar de vamps e não são como nenhum dos protagonistas já descritos por aí, tenho certeza que irão se identificar com Finbar. Ele é normal, nada de extraordinário, talvez ninguém olharia duas vezes para o pobre moço, mas de um jeito estranhamente sexy, ele consegue atrair atenção de tudo e de todos e nos fazer perceber que simplesmente ser nós mesmos pode ser muito complicado às vezes!!


Venenoso

Compre Aqui – Compare Preços:









Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários