POISON BOOKS - Profundezas (Gordon & Williams)


Autor: Rodrick Gordon & Brian Williams
Editora: Rocco
Publicação: 2009
Páginas: 690
Capítulos: 53
Tema: Infanto-Juvenil, Mineração

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
A aventura do jovem Will Burrows iniciada em 'Túneis' segue em 'Profundezas', segundo livro da série. Nesta sequência, o Dr. Burrows desapareceu num túnel. A busca por seu pai acaba levando Will a lugares cada vez mais profundos nos subterrâneos da Terra, e como se já não bastasse esta árdua jornada, ele ainda tem que fugir da perseguição dos Styx. Sorte dele que tem a companhia do amigo Chester e do recém-descoberto irmão, Cal, para enfrentar os perigos que cruzam o seu caminho, afinal, existem mais coisas entre a crosta e o subsolo do que parece. 




RESENHA:
Antes de começar a minha resenha, vou falar um pouquinho porque (pelo menos eu) ficamos P da vida quando as editoras demoram para trazer o restante da saga. Bem, todos adoram ler e pelas minhas contas até agora já li mais de 100 histórias sejam algumas continuações ou coisas completamente novas e por mais que nossa memória seja muito boa, quando demora para trazer o próximo livro da saga ficamos perdidos. Sério!! Acabamos não lembrando de um ou outro personagem, principalmente se o mesmo foi um personagem secundário no livro anterior.

Isso aconteceu comigo em Profundezas (Túneis 2), na verdade nem lembro quando li Túneis, mas acho que foi no final de 2008, no máximo no iniciozinho de 2009 e agora mais de um ano depois volto a acompanhar saga. Eu confesso que nos capítulos iniciais eu fiquei perdida, não devido à traduções ou coisas desse tipo, mas é que já passou tanto tempo desde que tinha lido o primeiro livro que precisei dele ao meu lado para ler o segundo. Por isso, editoras queridas, NÃO DEMOREM PARA TRAZER OS PRÓXIMOS LIVROS DE UMA SAGA!!! Não falo apenas porque queremos muito ler (porque queremos, mas para que isso não aconteça, onde você quase esquece o livro anterior porque já se passou tanto tempo).

Bem desabafo feito, vamos a resenha...rs
O que eu mais gosto na temática desta série é que é algo completamente diferente...pode ser um pouco improvável de acontecer? Sim, até eu (uma menina totalmente razão/ciências) as vezes acredito que o autor pira na batata, mas o jeito que eles escrevem e a riqueza de detalhes me fazem questionar se o que aprendemos ao chegar mais próximo ao centro da Terra é realmente válido.

No livro 1, Will descobre que ele não pertence à Superfície (como nós somos chamados), ele faz parte de um povo que vive embaixo da terra, em algum lugar fundo o bastante para não serem descobertos, mas que de alguma maneira conseguem vir à Superfície quando querem. O lugar é chamado de A Colônia. Depois dessa importante descoberta e de outras que não irei contar senão vou dar spoilers, ele acaba indo para num canto escuro e esquecido da Colônia, um lugar chamado Profundezas que é mais ou menos onde este livro começa.

Aqui Will e seus amigos estão destinados a vagar eternamente ainda mais fundo na terra. Este lugar é onde todos os condenados e ‘fugitivos’ vem parar quando a Colônia quer se livrar deles e agora que Will está por aqui, começa a achar que nunca mais irá ver a luz solar novamente. Mas tudo que ele quer é achar o pai, que há meses não tem notícias, mas sabe que está por aqui perdido em algum lugar.

E é aonde a história fantástica começa a acontecer, pois os autores praticamente criam um espelho do que já aconteceu na Terra, seja na parte de bichos pré-históricos existindo ou coisas parecidas (tipo um parente distante) ou algumas informações de antigas civilizações e outros dilemas, acompanhamos os diversos pontos de vista (de Will, Outros personagens, Seu Pai) tanto nos confins da terra quanto aqui na Superfície e isso nos deixa ainda mais apreensivos, pois apesar de acompanhar tudo, só sabemos de certos assuntos no final. E claro, dá mais um mega gancho para o próximo livro desta saga.

Os personagens que no primeiro livro não pareciam grandes coisas, agora aprecem mais e como consequência trazem mais informações (ou mais enigmas) para a saga e deixa tudo mais confuso do que já estava. Porque querem o Will? Qual o tamanho das Profundezas e o que acontece por lá?

Durante a minha leitura, eu brincava dizendo que eles não poderiam descer mais, que logo estaria chegando ao magma, mesmo já sabendo qual será o nome do próximo livro, mas os autores que sempre estão surpreendendo conseguiram criar ideias tão fantásticas e absurdas, mas impossíveis de deixar de ler. É daqueles livros que te prendem a leitura. Não digo que é o mais excepcional, mas com certeza você vai virando as paginas para saber mais, principalmente quando você está acompanhando o ponto de vista de um personagem e muda para outro no próximo capitulo.

Eu acho isso muito ruim, pois na maioria das vezes a mudança do ponto de vista do personagem sempre acaba numa cena muito empolgante ou quando vai ser revelada alguma peça-chave na trama. Mas por outro lado faz você continuar lendo porque você quer voltar para o personagem anterior. A verdade é que neste livro todos eles estão em uma grande confusão e todo capitulo é um suspense. Pequenas informações são reveladas em todos eles.

Até agora são 4 livros, o próximo pela tradução seria algo como Queda Livre (Freefall), pelo nome você meio que imagina como acabou este livro né?rs. Espero realmente que a editora Rocco não demore para trazer os outros dois livros. E nem vou falar do preço, porque senão desanima a ler =/

Venenoso


Compre Aqui – Compare Preços:











Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.


Share:

0 comentários