POISON BOOKS - Aura de Asíris (Rafael Lima)


Autor: Rafael Lima
Editora: Isis
Publicação: 2009
Páginas: 416
Capítulos: 57
Tema: Jovem-Adulto, Guerras, Futuro

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
Há séculos, banshees e furous guerreiam ao norte de Asíris, mundo governado por uma avançada tecnologia e permeado por uma energia chamada Aura. Apesar dos banshees terem vencido a maior parte das batalhas, algo está para mudar. 
Uma antiga lenda, que prevê o nivelamento de forças entre as duas raças e, consequentemente, o fim desta que é conhecida como a Grande Guerra, aparenta ser verdadeira quando os furous inexplicavelmente se tornam mais poderosos e capazes de derrotar seus inimigos pela primeira vez na história. 
A partir daí, uma batalha sem precedentes eclode em uma região conhecida como Deserto de Kayabashi. Neste cenário de tensão e expectativa surge Yin Ashvick, um menino de doze anos que pode ser a única esperança de todos. 





RESENHA:
Mais um livro nacional sendo resenhado pelo blog. Confesso que este livro me deixou intrigada por diversas maneiras, e ao longo da leitura tive sentimentos conflitantes e vontade de ler andavam de montanha-russa. Ou seja, tinha momentos que estava muito empolgada e outros nos quais eu passava um tempinho com ele meio ‘largadinho’.

A temática é muito boa e interessante, uma guerra baseada numa antiga lenda neste mundo que seria após os seres humanos habitarem, dominados pelas raças – furous e banshee. E logo no início já vamos sendo ambientados nessa situação, pois há uma Introdução com essas explicações e diferenças das 2 raças que serão apresentadas ao longo da história.

Logo no início do livro já conhecemos o personagem principal da história, o banshee Yin, ele é órfão e foi criado num orfanato na capital por um ex-general muito respeitado. Junto com os outros colegas aprende a ‘evoluir’ sua Aura e com isso ser mais forte e poder manipular poderes que para algumas classes não é possível.

Claro que por saber que este era ‘o menino’ da lenda, acompanhei de perto esse personagem para não me perder na história e confesso que como personagem principal, achei um pouco fraco. Pois ele aparece muito no início, tem sua história contada, todos colocam muita expectativa sobre ele, ganha alguns pontos, mas.... ele meio que some durante boa parte do livro e só aparece no fim. Fiquei me perguntando cadê a evolução do rapazinho como um grande lutador? Esse momento não é mostrado ao longo das páginas do livro.

A preferência do autor por mangás e sagas como Final Fantasy/Stars Wars fica clara, principalmente os mangás, pois nos momentos de lutas e invocação de um poder maior da Aura, as poses de braços e pernas assumem movimentos tão típicos dos desenhos japoneses, tinha hora que parecia que estava lendo/vendo Sailor Moon ou Cavaleiros do Zodíaco (ok, eu sei que sou velha...rs).

Há alguns personagens que não entendi muito bem porque foram apresentados neste livro, pois não houve grandes explicações ou situações em que os mesmos fossem peças chaves, mas com certeza devem estar no próximo volume da saga. Que irá mostrar como Yin e alguns outros personagens vão sobreviver e como o seu mundo vai agir de agora em diante, pois muito foi modificado.

O autor começou uma saga interessante, um mundo desconhecido e com muitas coisas ainda para serem exploradas. E provavelmente será daqueles livros que o primeiro deixa o gancho para o resto da saga e aquela pulga atrás da orelha para ler mais.


Tóxico


Compre Aqui – Compare Preços:











Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter.

Share:

0 comentários