POISON BOOKS - Calafrio (Maggie Stiefvater)


Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Agir
Publicação: 2010
Páginas: 340
Capítulos: 67
Tema: Romance, Jovem-Adulto, Sobrenatural

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
Quando chega o inverno, Grace é atraída pela presença familiar dos lobos que vivem no bosque atrás de sua casa. Ela espera ansiosamente pelo frio desde que fitou pela primeira vez os profundos olhos amarelos de um dos lobos e sobreviveu ao ataque de uma alcatéia. Esses mesmos olhos brilhantes ela encontraria mais tarde em Sam, um rapaz que cresceu vivendo duas vidas: uma normal, sob o sol, e outra no inverno, quando vestia a pele do animal feroz que, certa vez, encontrou aquela garota sem medo. 
Tudo o que Sam deseja é que Grace o reconheça em sua forma humana, e para isso bastaria que trocassem um único olhar. Mas o tempo de Sam está acabando. Ele não sabe até quando manterá a dupla aparência e quando se tornará um lobo para sempre. Enquanto buscam uma maneira de para torná-lo humano para sempre, têm de enfrentar a incompreensão da cidade, que vê nos lobos um perigo a ser combatido. 
Calafrio é a história de dois jovens que aceitam correr todos os riscos pelo amor, até mesmo o de deixarem de ser quem são. 



RESENHA:
Quando comecei a ler este livro em inglês/tradução no comecinho do ano, fiquei bem com um pé atrás, afinal saía de Crepúsculo odiando o personagem de Jacob (sim odeio o personagem e qualquer um que escreva usando o ‘nome’ dele também não me prende atenção, mesmo nas fanfics). Por isso, ler um livro que iria falar sobre lobos me deixava bem cabreira.

Mas ainda bem que eu li, porque esta história é muito bacana. Diferente de muitas coisas que andei lendo e sim me faz apaixonar por lobos (pelo menos por Sam eu fiquei apaixonada =]). Para começar o livro é contado por 2 pontos de vista diferentes – Sam e Grace – eles intercalam os capítulos, onde cada um conta a sua maneira tudo o que acontece com eles e seus pontos de vista do desenrolar da história.

Segundo, que temos algo bem diferente. Uma cidade onde os lobos são constante (até aí nenhuma novidade, certo?), mas a ‘principal’ protagonista, Grace, sofreu um ataque de lobos quando era pequena, e isso por si só já seria motivo para ela ficar com medo deles, mas não... ela meio que se apaixonou por um deles. E desde então fica obsessiva com os lobos da cidade.

E de repente entra na história Sam, o menino-lobo?! Por quem a Grace é apaixonada e nos conta toda a sua história triste de como ele virou lobo e o que acontece no tempo frio. Como é viver com a alcateia e seus pensamentos vagando por Grace, mesmo na forma animal.

Analisando por alto, a história parece absurda. Afinal, como alguém que sofreu um ataque de lobos selvagens pode se apaixonar um desses animais e depois o seu ‘salvador’ ser praticamente um lobisomen? Só que ao invés de se transformar na lua cheia, ele se transforma quando a temperatura baixa.

Mas, apesar de todo o absurdo, a história em si é muito bonita, tem aquela leveza, magia que faltam em muitas histórias. Os personagens realmente se dão bem, é como eles realmente se conhecessem há muito tempo. E um fato tolo como ele ser um lobo não iria atrapalhar essa relação entre o casal principal.

Ao longo da história entendemos melhor essa transformação que Sam sofre e toda a sua relação amor x ódio que ele tem com isso. Porém, quando ele está narrando, realmente sentimos tudo que ele passa. A autora é muito boa em escrita e realmente nos faz ficar emocionados em algumas cenas (e olha que eu não sou tão manteiga derretida assim e vocês sabem =]).

Mas claro que ainda há pontos para esclarecer o ler o segundo desta saga – Linger (Hesitar em português) totalmente se faz necessário e com este nome eu confesso que já fico em alerta para saber o que a autora tem planejado para nosso mais novo casal favorito =)

Espero que a Agir não demore em trazer o livro 2 desta saga porque realmente vale a pena. É uma das mais bonitas e interessantes histórias que li até agora neste ano de 2010.

Extremamente Venenoso


Compre Aqui - Compare Preços:



Quer saber mais dos venenos do Poison? Assine o Feed ou siga pelo Twitter

Share:

0 comentários