POISON BOOKS - Querido John (Nicholas Sparks)

Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Publicação: 2010
Páginas: 276
Capítulos: 20
Tema: Romance

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exercito, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mutua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porem ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.



RESENHA:
Hoje eu falo de um romance que andei lendo dia desses. O QUERIDO JOHN do Nicholas Sparks.

O que posso falar sobre esse livro? Bem não me emocionei tanto assim como todo mundo que leu, confesso que já li livros que realmente me fizeram chorar do inicio ao fim. Que esperava o final desde que eu cheguei ao final da parte 1? Que o Nicholas adora uma coisa dramática?rs

Bem, o livro é divido em 3 partes e a minha favorita foi a primeira, quando eles se conhecem e rola toda uma coisa mágica, bonita de se ver e ler. Aquele romance “inocente”, de bons momentos que nós levamos na memória mesmo que nunca mais possamos ver aquela pessoa? Foi assim que eu me senti. É tão bonito ver eles se conhecendo e sabendo o que cada um faz.

Mas como diz uma brincadeirinha – amor de praia não sobe a serra... – era óbvio que eles iriam se separar. Fazer um mega parênteses aqui: eu teria terminado tudo quando acabassem as férias, sabe guardar só os bons momentos. Eu confesso sou meio chata com essa coisa de distância... sou meio encucada com isso.

A segunda parte, é quando realmente começam as cartas. Savannah pede a John que eles troquem cartas por ser mais pessoal que o email, ela queria pensar no que ele estaria fazendo e vice-versa. Ela volta para faculdade e ele precisava voltar para a Alemanha já que ele é um oficial que esta de folga por duas semanas.

Na boa, essa parte eu estava doida para passar. Eu lia, mas não teve a mesma emoção da primeira parte, a magia tinha acabado e agora ficava mais a parte da guerra, momentos em que ele aprende a montar e desmontar armas, os dramas das cartas e as poucas vezes que ele volta aos EUA para ver o pai e muito raramente ela.

A terceira parte melhora, ele está de volta, eles mudaram bastante, afinal se passam quase uns 5 anos. Encontros e desencontros são descritos durante o momento de troca de cartas, ele morre de amores por ela, ela sofre pela ausência dele. O pai dele tem uns problemas e isso é um dos grandes motivos dessas idas e vindas (não vou falar nada não pode deixar!!). Mas eu confesso que estava esperando essa reviravolta do personagem desde o final da parte 1.

Na última parte da história vemos que John cresceu muito, é praticamente outra pessoa, aprendendo a lidar com a dor, tragédias, o momento do 11 de setembro. Enfim, ele aprende o que queria quando decidiu entrar para o Exercito e claro. É o momento final, o de decidir sobre o destino dele e de Savannah.

Não vou contar como e quando acontece porque senão vai acabar com toda a graça do livro. Mas, como eu disse, não me emocionei horrores. Mas com certeza é um livro que nos faz pensar. Nas escolhas, no que queremos da vida. Como seguir nosso caminho e as decisões que tomamos. Tudo isso acaba definindo quem somos.

Para não dizer que não me emocionei, apesar de já saber que isso ia acontecer desde que a parte 1 terminou, o epílogo foi bem tenso. E sim, esse último parágrafo fez meu coração bater bem pesado. Foi um belo final.

Agora só para quem leu irá entender... Serio, que final foi esse?! Tá, eu já disse que esperava e eu não teria nem começado com histórias de cartas no inicio da conversa (talvez não seja tão romântica assim, ok?), mas porque daquele final? Tipo coisa de doidos. Prefiro o Um Amor para Recordar... muito mais lindo e com um final bem mais apropriado, levando em conta a situação toda.

Momentinho curiosidade... se a Savannah no livro é morena, porque no filme ela ficou loira? De novo esse papo não posso parecer como a Bella Swan ou é só minha impressão?

E o que você acha/achou deste livro?? Deixe seu veneno, ops... opinião =)


Venenoso 

Preços:
Saraiva – R$ 9,90 (não é pegadinha... mas lembrando que eu fiz este post as 0:15)
Submarino – R$ 22,70
20

Share:

17 comentários