POISON MOVIES - Amor Sem Escalas

Título no Brasil:  Amor Sem Escalas
Título Original:  Up in the Air
País de Origem:  EUA
Gênero: Comédia, Drama
Ano de Lançamento:  2010
Duração: 104mim
Estréia no Brasil: 22/01/2010
Estúdio/Distrib.:  Paramount Pictures
Direção:  Jason Reitman

SINOPSE:
Pago para viajar pelos Estados Unidos despedindo funcionários de empresas em crise, Ryan Bingham sempre se contentou com um estilo de vida desapegado, passado em meio a aeroportos, hotéis e carros alugados. Ele consegue carregar tudo o que precisa em uma mala de mão, é membro de elite de todos os programas de fidelidade existentes e está próximo de atingir 10 milhões de milhas voadas.
Mas quando o chefe de Ryan, inspirado por uma eficiente e novata funcionária, ameaça mantê-lo permanentemente na sede da empresa, ele se vê entre a perspectiva – ao mesmo tempo aterrorizante e agradável – de ficar em terra firme, contemplando o que realmente pode significar ter um lar.





RESENHA:
Mais um sábado e mais um Poison Movies... =)

O filminho de hoje nem é lançamento nem nada, mas andei vendo alguns dias atrás e gostei muito, me fez pensar bastante e gostaria de sugerir para verem no fim de semana!!!

Amor Sem Escala pode ser considerado 2 extremos, comédia e ao mesmo tempo um drama. Pois apresenta um pouco dos dois no personagem de George Clooney (Ryan). Seu trabalho é um dos mais tensos em minha opinião – demitir pessoas ao redor dos Estados Unidos – e isso faz com que ele viaje muito. Dos 365 dias do ano, ele praticamente deve passar uns 300 fora de casa, viajando e dormindo em hotéis.

Até aí nenhum problema (exceto demitir as pessoas, certo?), mas eis que surge Anna Kendrick (Natalie), que esta prestes a implementar um novo sistema para demitir as pessoas – via web – e isso fará com que Ryan não precise mais viajar para demitir os funcionários, pois os mesmos irão sentar em uma salinha, de frente a um pc e ouvir a temida frase – VOCÊ ESTÁ DEMITIDO!!!

Mas, aí que surge o problema, para Ryan a vida é viajar, estar fora de casa onde se sente sozinho e sem amigos, por viajar muito ele acaba fazendo amizade com que está longe como as aeromoças das Cia aéreas, o pessoal do hotel e etc. ficar em casa para ele será o inferno.

Para Natalie viajar não é a solução e um gasto enorme para a empresa em que trabalha, afinal porque levar alguém até o outro lado do país para demitir quando se pode fazer via internet? Então o chefe de Ryan tem uma ideia, porque ele não leva Natalie para fazer as demissões com ele? Assim ela poderá aprender e ter uma ideia de como a coisa funciona.

Nessa parte do filme é que começa a grande dupla comédia/drama, pois os dois personagens acabam descobrindo que fazem as coisas pelos motivos errados, e percebem que as vezes é necessário rever todo seu plano de vida antes de seguir em frente, pois pior do que fazer errado, é saber onde está esse erro e continuar nele.

A vida de Ryan é uma bagunça devido as viagens e ‘amigos’ temporários, a de Natalie é baseada em alguém e não nela mesma. Mas ao passar do filme acompanhamos os altos e baixos dos personagens e percebemos que nem sempre na vida, há o famoso...”E viveram felizes para sempre.”

É um filme muito bacana e que faz pensar, refletir sobre o que queremos e se estamos no caminho de conseguir, confesso que é difícil um filme fazer refletir sobre este ponto, mas esse chegou lá. Não é sobre romance ou comédia exagerada. É sobre escolhas que tomamos na vida, suas consequências e como contorná-las e quem sabe, recomeçar. Afinal a vida é sem escalas também.

Obs: O filme é baseado num livro – AMOR SEM ESCALAS de Walter Kirn, não li o livro, por isso não posso afirmar se o filme segue ou não o livro, mas como ultimamente temos visto que todos os filmes são drasticamente modificados, se gostar muito sugiro pegar o livro para ler. A media de preço é R$50,00.

E você o que acha/achou deste filme?

Nota 


Deixe seu veneno... ops...comentário também ;)

Share:

9 comentários

  1. baixei o filme, só falta tempo pra ler;

    ResponderExcluir
  2. eu já vi o filme... achei a historia bem legal e interessante, mas em algumas partes achei ele meio paradinho =(
    mas o que importa é a mensagem que ele passa.

    beeijos

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho bastante vontade de ver esse filme *-*

    ResponderExcluir
  4. Assiti no cinema, achei legalzinho, simples, mas como disse a Ca, tem horas que é muito paradinho.
    No geral é bom.

    ResponderExcluir
  5. Eu vi esse filme no cinema e ao contrário do Cris, eu adorei. Achei Ryan muito vazio, com uma vida em suspensão. Sua vida apesar de ser cheia de aventuras, me dá nervoso. hehehe!

    Ótima recomendação.

    Bjjs.

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei esse filme *.* Mas amei mais ainda a trilha sonora *---------*

    ResponderExcluir
  7. Verdade, a mensagem desse filme que é bacana, pq o filme em si não é la grandes coisas....rs

    Bjos a todas =)

    ResponderExcluir
  8. Ah Georgie C. você é um coroa tão gato, te quero!

    ResponderExcluir