POISON BOOKS - Como Treinar Seu Dragão (Cressida Cowell)

Autor: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Publicação: 2010
Páginas: 221
Capítulos: 19
Tema: Infanto-Juvenil
Serie – Como Treinar Seu Dragão – Livro 1

RESENHA DA CONTRA-CAPA:
Conheça Soluço Spantosicus Strondus III: a Grande Esperança e o Herdeiro da Tribo dos Hooligans Cabeludos - mas um garoto sem qualquer talento para liderar. "Como Treinar o seu Dragão" conta a tumultuada jornada de Soluço em sua iniciação como um legítimo guerreiro viking: junto com os outros garotos da tribo, ele precisa domesticar e treinar o dragão mais feroz e assustador que for capaz de capturar.
Em vez disso, Soluço acaba com o menor dragão que já se viu - e, para piorar, o animal é teimoso, impossível de ser adestrado e completamente banguela. Começa aí a aventura do mais encantador e improvável dos heróis e de seu dragão muito mal-educado.




RESENHA:
Geralmente eu fico com medo de ler livros assim que eu acabei de ir vê-los no cinema, até porque sabemos que eles vão esculhambar tantos com os filmes que dá certo dó, ainda mais quem é fã de livros como nós!!!

Mas ao contrário de alguns filmes que vieram de livros que foram esculhambados, isso não ocorreu em COMO TREINAR O SEU DRAGÃO, tudo bem que o filme é bem diferente do livro (quando eu falo bem, coloca bem mesmo), mas dá para amar todos os dois.

Enquanto no filme o Soluço parece mais promissor, no livro ele realmente é um zero a esquerda (tadinho desse menino) e o Banguela, esse sim rouba todo o livro praticamente. (Amo o Banguela #fato). Outra diferença entre filme/livro é que enquanto no filme há alguns personagens que não existem e vice-versa, os dragões no livro são tratados como animais de estimação da tribo e no filme é uma praga.

Como treinar Seu Dragão é escrito na forma de diário, onde Soluço coloca suas desventuras ao tentar domesticar seu dragão Banguela e todos os problemas que sua Tribo dos Hooligans Cabeludos enfrentam. Mas para azar dele, o jovem é herdeiro do chefe da Tribo e por ser magrinho e meio azarado, todos os outros garotos tiram sarro dele e acham que ele nunca deve assumir um cargo tão importante por ser...bem, mané.

Mas Soluço mostra que será um bom líder, é bondoso com os membros mais fracos e apesar das chacotas que enfrenta, ele segue firme e forte nas coisas em que acredita e uma delas é que ele não deve gritar com seu dragão e sim conversar pacificamente, contando piadas e afins.

O legal do livro é que vemos quando o Banguela e os outros dragões respondem, o que eles pensam e tudo de um jeito bem informal, e na escrita dos dias de hoje. Afinal sabemos que quando alguém escrever em caixa alta (tipo ASSIM), significa que está gritando....hahaha

A diagramação do livro também é um diferencial a parte, com desenhos dos personagens (os humanos + dragões) e algumas páginas tiradas dos livros apresentados no livro (lembrou um Harry Potter aí?!), a única coisa que eu achei esquisitinha foi o fato dele não ser justificado ou pelo menos terminar bem parecido de forma que dê essa impressão, então tem horas que isso incomoda um pouco, mas tirando essa parte vale muito a pena.

Além do fato que a serie conta com 10 livros, e no filme parece que não haverá uma continuação. O próximo da série é COMO SER UM PIRATA. To doida para saber mais das aventuras de Soluço e Banguela.

E o que você acha/achou deste livro?? Deixe seu veneno, ops... opinião =)


Nota 


Share:

13 comentários