POISON MOVIES - Alice no País das Maravilhas

Título no Brasil:  Alice no País das Maravilhas
Título Original:  Alice in Wonderland
País de Origem:  EUA
Gênero: Aventura, Fantasia
Ano de Lançamento:  2010
Duração: 108mim
Estréia no Brasil: 23/04/2010
Estúdio/Distrib.:  Disney
Direção:  Tim Burton

SINOPSE:
Adaptação da obra clássica de Lewis Carroll, conta as aventuras da jovem Alice, que cai em um mundo mágico cheio de personagens estranhos e obscuros.  Ao seguir um coelho branco, uma garota chamada Alice cai em um buraco que a leva para o País das Maravilhas, um lugar povoado por seres mágicos e dominado pela Rainha de Copas. 






RESENHA:
Você acredita em contos de fada? E nunca ficou se perguntando o que realmente acontece depois da última frase? “E eles foram felizes para sempre...”, todo mundo sempre quis saber um pouco sobre o que vem depois disso e eis que depois de tantos pensamentos, a Disney nos traz uma versão diferente de Alice no País das Maravilhas.

A história conta de uma Alice já grande com 19 anos, ela nunca ‘superou’ estar no País das Maravilhas, mas sempre acreditou que tudo fosse um pesadelo ruim (um que a acompanhou a vida inteira, diga-se de passagem) e numa grande festa de noivado (a dela por sinal), ela acaba voltando ao lugar em que teve muitas aventuras?! na infância.

Apesar de terem mexido na história e contado algo além do que realmente está nas histórias, o filme é bacana, tem bons efeitos especiais, mas não supera o 3D de Avatar, alias tem pouco 3D e o povo no cinema saiu reclamando deste fato. O problema é que eles andam fazendo tanto filme em 3D que na boa, nem parece que eles realmente pensem em 3D, então há poucos filmes que isso seja de boa qualidade e realmente surpreenda.

A história gira mais no fato de “acredite em si mesmo” e “não deixe ninguém agir/falar/pensar por você” do que uma criação nova ou a continuação de algo. Eu gostei do filme, mas pelo fato de terem feito tanto barulho, imaginei que seria o MEGA filme, aquele com ótimas tiradas e que realmente nos impressiona. Mais um daqueles filmes que o trailler é muito melhor que o filme.

Sei que muita gente vai falar que é um clássico, porque é do Tim Burton e tals, mas não entra na minha lista dos “melhores mais melhores” filmes, achei Noiva Cadáver bem mais legal. Mas com certeza as piadas sobre a cabeça da Rainha de Vermelha (que é a esposa dele por sinal), são hilárias e tem boas tiradas no filme, e talvez roube mais a cena do que os outros personagens.

Pode parecer meio viagem, mas vocês já viram Hook - A Volta do Capitão Gancho? A ideia é meio essa, trazer um personagem mais velho ao lugar que visitou durante a infância e colocar algo que mostre que ele é bom ou tem potencial.

Espero pelos próximos filmes que realmente irão prender a atenção?! Ee também fizeram parte de nossa infância – Prince da Persia, Furia de Titãs (fãs de mitologia e Percy Jackson, veremos o Perseu original...rs e claro a 1ª parte de As Relíquias da Morte de Harry Porter 7).

E você o que acha/achou deste filme?
Deixe seu veneno... ops...comentário também ;)

Share:

8 comentários

  1. Pois é, tb fui ontem assistir e fiquei meio decepcionada com o final quando Alice retorna. Faltou realmente efeitos 3D. Achei por incrível que pareça, COMO TREINAR SEU DRAGÃO muitooooo melhor. hehehehe!!!

    Mas Alice é Alice... Adorei ver. As tiradas sobre a cabeça da rainha de Copas foram hilárias. Que mulherzinha estranha. kkkkkkkkkkkkkkkkk.

    Mil bjs. T+!

    ResponderExcluir
  2. Ouvi o povo falar que se decepcionou, então nem quis garantir meu ingresso pra ver ontem. Talvez eu veja no início do mês ou nem me interesse, espere chegar em DVD.
    :*

    ResponderExcluir
  3. Estou ansiosa para ver esse filme, mas acho que só irei semana que vem.
    Sempre dá medo quando falam muito de haver certa decepção. Mesmo assim não perderei.

    Beijo.

    Bianca

    ResponderExcluir
  4. Hum...estou surpresa com tantas decepções...rs...Eu adorei!!! Gostei da mensagem que ele passa...Vamos lembrar que a história está ambientada acredito eu que no séc XIX...E a mulher não era respeitada em seus desejos...E ela ali, pareceu maluca para todas as pessoas...Afinal ela largou o que todos acreditavam ser um ótio partido...Alguém achou isso? Num olhar psi, continuo acreditando que o que se passou foram viagens, sonhos, delírios (como preferirem)...O termo maluca aparece várias vezes no filme...O que achei maravilhoso!!! Pois ainda existe muito preconceito acerca deste tema. Me pergunto...Quem é maluco? O que é ser maluco?Acaba que maluco são todas as pessoas que não se enquadram na situação em que vivemos...Ai me perguntou...Quem é maluco? Eles ou nós que nos enquadramos? Que fazemos tudo o que os outros esperam que façamos...No final ela consegue se posicionar...Coisa que ainda nos dias de hoje em muitos casos não conseguimos...É isso!

    ResponderExcluir
  5. Soraya;

    Olhando por esse lado histórico é bacana e vale mto a pena ressaltar isso que vc comentou, mas eu falo em relação a história de Alice msm, o conto de fadas, levantou uma bola e qdo vc vê foi xoxo...

    Mas o Poison é isso, geral dando mtas opiniões msm que sejam divergentes :)

    ResponderExcluir
  6. Bem, eu nunca fui muito fã de Tim Burton (na verdade, não vejo filmes por causa do diretor), mas posso dizer que Alice no País das Maravilhas me agradou (mas sou um pouco suspeita, porque adoro tudo que é relacionado a estória original de Alice). Achei um tanto comprido, mas gostei dos efeitos (fiel a filmes do Burton, que tem cores e cenários ótimos). O roteiro não é dos melhores, mas é um bom passatempo pra quem quer ver um filme com bons efeitos e algo relacionado a Alice. Os fãs de Burton continuam fiéis ao diretor, porque ficou com o toque sombrio que ele possui.

    ResponderExcluir
  7. @baguy_chan

    Me decepcionou um pouco esse filme. Sei lá, esperava mais. Achei bem mais ou menos. Me arrependi amargamente de ter ido ver em 3D; a única coisa que teve foi a borboleta no final XD Achei a atriz principal muito sem expressão, ela não cativa.

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha dormido tanto no cinema. Ficou muito longo e cansativo. Detestei completamente, ainda bem que não assisti 3D senão iria ser mais dinheiro jogado fora.

    ResponderExcluir