POISON BOOKS - Esmera (Anni Ribeiro)

Autor: Anni P. Ribeiro
Editora: Porto de Idéias
Publicação: 2010
Páginas: 131
Capítulos: 13
Tema: Magia, Jovem-Adulto, Lit. Nacional
Série Esmera – Livro 1






RESENHA:
Confesso que quando entrei para o mundo da blogosfera não imaginei poder conversar tão calmamente com os autores como se fossemos “amigos”, mas o blog tem me dado a maravilhosa oportunidade de conhecer os autores nacionais e como já disse em alguns posts antes, vamos parar de virar a cara para eles, porque sim, são muito bons!! Tanto quanto os autores lá de fora!!

O livro de chegou me chegou na forma de “manuscrito”, só que digital...rs, Adorei  Anni Ribeiro ter confiado em mim para que pudesse ler seu bebê que ainda vai nascer pela Ed. Porto de Idéias (acredito que em maio ou junho) e confesso que eu tava lendo devagar, mas quando a historia engrenou, eu mesma fiquei me dizendo ‘preciso saber o final deste livro já!’.

O livro em questão é Esmera um mundo mágico que está enfrentando problemas porque um nobre intitulou-se rei e está devastando este mundo. O inicio do livro é muito parecido com o de Harry Porter (alias até perguntei a ela sobre isso...rs), mas para por aí, quando adentramos em Esmera qualquer semelhança com o menino bruxo fica para trás.

A história fala sobre Annia, uma órfã que não acredita nessas “bobagens de sobrenatural”, mas ao ser perseguida em nosso mundo por demônios que estão a mando do tirano, ela vai parar em Esmera e de repente descobre que é a herdeira de um reino mágico que está passando por um mau momento, seus súditos estão morrendo e toda magia e beleza do lugar segue o mesmo caminho.

Anika, o nome verdadeiro de Annia, começa a se inteirar sobre tudo que ocorre neste novo mundo e toda a manobra pela batalha do povo de Esmera com o rei que está por vir.

Mas não é só de Anika que Esmera vive, ao longo da história acompanhamos os filhos do rei – Iriard e Ariana (menina mal caráter por sinal, eita raiva dela) – e os pensamentos mesquinhos dos dois. E também algumas pessoas em outras bases rebeldes que estão contentes da verdadeira herdeira de Esmera ter voltado para casa.

Já que eu comecei a comparação com HP sigo um pouco com ela, Esmera é bem diferente, os personagens tem mais emoção e reviravoltas fantásticas acontecem ao longo da historia, nos deixando confuso a respeito de se realmente aquele personagem é amigo ou inimigo, o que quase só vamos saber no finzinho do livro.

A única coisa chata? Precisamos esperar o próximo livro para saber mais da historia, mas graças a Deus vai ter um 2!!!

No Skoob já tem o livro cadastrado:
O site da autora:

E o que você acha/achou deste livro?? Deixe seu veneno, ops... opinião =)

Nota 


Bem, como o Poison está sendo a casa dos autores nacionais =), eu fiz uma pequena entrevista com a autora (minha primeira entrevista, please peguem leve...rs). Caso queira mais entrevistas e mandar pergunta para seus autores favoritos (inclusive internacional) basta enviar um email: monpetitpoison@gmail.com


Espero que gostem e deixem vocês com mais gostinho de Esmera.

Mon Petit Poison - Como foi/está sendo ter seu 1º livro publicado? Conte seus percalços até agora.
Anni Ribeiro - Uma completa aventura. Acho que essa palavra descreve bem o primeiro livro de todo escritor. Você embarca na jornada sem saber ao certo o destino. Enfrenta os desafios, e sente o medo de falhar em cada curva. Mas como toda aventura,quando você vê o fim da jornada na sua frente, a emoção é  Indescritível.  

Comecei a escrever aos 16 anos,como uma maneira de me encontrar,e quase sem perceber,encontrei Esmera. Meus pais foram os primeiro a me apoiar,e com isso,sai do plano de ser uma zootécnica,e embarquei nessa jornada.Como muitos escritores,tive varias recusas,muitas unhas roídas, e por fim,fui acolhida pela Porto de Ideias. As vésperas do lançamento,estou super feliz,e ansiosa para embarcar na próxima aventura.

MPP - Esmera lembra um pouco de Harry Potter e a serie Septimus Heap, conte um pouco do livro, suas ideias e inspirações.
AR - Eu sempre fui apaixonada pelo bruxinho, era meu companheiro da infância e adolescência. Mas admito que nunca li Septimus Heap. Esmera foi inspirado um pouco no mundo que eu vivia, e principalmente no que gostaria de viver. Anika ,assim como vários personagens, surgiram aos poucos, e tomaram vida própria no decorrer da história. E juntos me ajudaram a dar forma ao Mundo de Esmera. Foi uma das melhores coisas da minha vida, principalmente porque descobri o que mais gostava de fazer.

MPP - Esmera vai ter continuação? Se sim, fale um pouco do que podemos esperar para os personagens.
AR - Anika estará mais madura, e voltará a Esmera para acabar com um antigo mal. O livro mostrará mais sobre os reinos, e os impérios, e descobrirá como Esmera foi criada. O livro mostrará um pouco mais sobre os personagens já conhecidos, e apresentará novos companheiros de jornada.

MPP - O que mais te agrada e odeia nas histórias que lê?
AR - Amo ler. Só não supera o quanto gosto de escrever. Gosto de todos os tipos de histórias. Não gosto quando o protagonista conquista algo com facilidade. Acho que tudo no mundo é uma conquista. E amo quando o vilão perde, quando achava que estava ganhando. O mau ser subjulgado pelo bem é sempre a melhor parte, mesmo que eu saiba que ele vai perder desde a primeira página, adoro ver como acontece.

MPP - Pensa em outros projetos?
AR - Sim, vários. Às vezes nem sei como organiza-los direito (rsrrs) No momento estou no fim do próximo, e ansiosa para apresentar a vocês mais uma heroína no meio de magia, monstros e aventuras.

MPP - Como é sua rotina para escrever?
AR - Tenho um tempo mínimo que separo para escrever por dia (4 horas). E meu momento de maior prazer Acordo pensando nisso,e não consigo dormir antes de por minhas ideias no papel. Sento com uma xícara de café,uma música de acompanhamento (ultimamente tem sido Mcfly, Paramore e Nickelback),e um gato preguiçoso dormindo nos meus pés.

MPP - Para galera que está começando, quais são suas dicas?
AR - Escreva tos os dias, nem que seja só um pouco. Seja você mesmo e a história vai fluir com mais facilidade. E tenha persistência. Escrever é uma jornada que deve ser feita não com pressa, mas com dedicação. Não importa se demorar duas semanas para terminar um capitulo, desde que você se sinta satisfeito quando ver ele pronto.

Share:

7 comentários