POISON MOVIES - Filmes de Sessão da Tarde


Tudo bem que ir no cinema é muito bacana, divertido e tals, mas o que mais me irrita é o fato de voce ir e sair da sala com aquela sensação de que jogou dinheiro fora ou pior que pagou caro num ingresso num filme que voce podia ter vista na Sessão da Tarde. Aí voce fica com aquela cara “de bunda” se perguntando “o que foi isso?” ou “eu não acredito que paguei por isso!!”. Sim meus amigos, como vocês eu também já sai do cinema com essa estranha e triste sensação de que poderia ter investido melhor meu dinheiro, por isso o post de hoje no Poison é exatamente esse – Relatar alguns filmes que não valeu  a pena pagar para ir ver no cinema.

Há algum tempo atrás eu estava conversando com uma amiga e ela me disse isso, que eu as vezes adorava ir ver esses filmezinhos de comedia e de crianças que eram meio clichês e ai surgiu o termo, que na verdade eram filmes de Sessão da Tarde. A idéia pegou e eu passei a anotar e ver se ela tinha razão ou ela que não gostava mesmo do gênero...rs

Nessa ultima semana andei assistindo a 3 filmes dessa categoria e relato a vocês sobre essa minha experiência (um tanto triste), mas fazer o que?

Filmes de hoje – O FADA DO DENTE; RECÉM-FORMADA e HIGH SCHOOL BAND.

O FADA DO DENTE - Nota 4
Derek Thompson (Dwayne Johnson) é um jogador de segunda divisão de hóquei que tem a tendência de arrancar os dentes de seus adversários, daí o apelido. Sua crueldade inata faz com que ele destrua as crenças de uma criança de seis anos na Fada do Dente. Ele, então, é sentenciado a uma semana de trabalho forçado como uma verdadeira fada do dente, para redescobrir os próprios sonhos e esperanças.

Resenha - Para um filme que seria de comedia, eu ri muito pouco na verdade, as piadas eram meio fraquinhas e a historia um tanto sem pé nem cabeça. Talvez a parte mais engraçada seja quando ele se transforma em fada independente do local que ele esteja porque precisa completar a missão e os produtos loucos que foram inventados para que As Fadas do Dente possa retirar o dente da criançada e deixar a notinha de um dólar.

Claro que pelo fato do filme ser de criança tem todo o lance de moral e vamos tentar se mais positivo e tals. Mas é um filme mal explorado, onde as cenas não se encaixam e parece querer salvar a vida de todo mundo porque o sujeito passa a acreditar em magia, ou melhor, no mito da fada do dente.

É um filme de criança, eu sei, mas por causa disso ele precisa ser tão nada a ver? Alias ando achando que ultimamente os filmes infantis andam meio “pé-no-saco”, nada de novo acontece e as historias são sempre as mesmas... Po, eu quero coisas do tipo Monstros AS, ou Procurando Nemo, ou esses mais legais.



RECÉM-FORMADA – Nota 5
Ryden Malby (Alexis Bledel) tinha um plano. Após se formar na faculdade, mudar para um maravilhoso apartamento e conseguir o tão sonhado emprego como editora na cidade grande. Mas, quando Jessica Bard (Reitman), sua colega de universidade, rouba o emprego perfeito, Ryden é obrigada a voltar para sua cidade natal. Presa à sua excêntrica família - formada pelo teimoso pai Walter (Michael Keaton), a mãe Carmella, completamente permissiva (Jane Lynch), uma avó politicamente incorreta (Carol Burnett) e um estranho irmão caçula (Bobby Coleman), ela sente-se completamente longe de concretizar seus sonhos. Porém, a convivência com seu melhor amigo Adam (Zach Gilford) e o atraente vizinho David (Rodrigo Santoro) farão com que Ryden tenha novos planos em mente.

Resenha - A idéia do filme até é boa, senão transformassem ele depois em “mais um seriado americano”, sim, voce leu certo, totalmente seriado americano este filme. Não me lembro dele ter entrado nas salas brasileiras, se entrou eu confesso que não prestei atenção nele mesmo... sorry L

A vida inteira Ryden fez lista para sua vida – tirar boas notas, entrar para uma boa escola, depois faculdade e finalmente ir trabalhar numa empresa de livros que era a sua vida – porém ao colar grau na faculdade o sonho acabou. Ela não entra na empresa tão sonhada e a busca por um emprego começa (o que é o terror dos recém-formados) e as portas se fechando também.

Ela volta para casa para tentar ver outra coisa e acaba se envolvendo com o vizinho gatinho (Rodrigo Santoro) e deixando seu melhor amigo de lado... e ai começa o seriado... ele é apaixonado por ela e está estampado em seu rosto, mas ela não percebe e tenta ao mesmo tempo, arranjar um emprego, ter o vizinho e não se afastar do amigo.

Se a temática da busca de emprego fosse mais explorada, talvez o filme rendesse bem mais, porque este é um problema meio geral, tanto para jovens e mais velhos, ia ser legal ver como ela se virou atrás de outras coisas, mas acaba indo para parte do amigo se declara, ele vai estudar Direito (para quem não sabe, nos EUA para se fazer a facu de Direito é necessário ter outra faculdade antes – Poison também é cultura!!) e ela fica divida entre o emprego dos sonhos e o amigo/amor. Qual vocês acham que ela escolheu, hein??!!



HIGH SCHOOL BAND – Nota 6
Will Burton (Gaelen Cornell) é um adolescente que se muda para Nova Jersey e, com isso, vê pela frente a oportunidade de começar uma nova vida. Logo em seus primeiros dias na escola, Will conhece duas novas garotas, completamente diferentes uma da outra: a tímida e introvertida Sam (Vanessa Hudgens) e a descolada e popular Charoltte Banks (Alyson Michalka). Quando Will revela seu conhecimento enciclopédico de música, é convidado a gerenciar a nova banda de rock de Charlotte e ajudá-los a vencer a maior batalha de bandas da cidade: o Bandslam. Porém, a vida de Will vira de cabeça para baixo daí para frente, pois ele deixa de lado seu antigo status de perdedor e acaba por se ver em um mundo de rivalidade, ressentimentos, traições e descobre o amor, sentimento que ele nunca conheceu antes. Quando uma súbita mudança ameaça a ruptura da banda, Will se vê obrigado a vencer seus medos, tomar o controle da situação e encarar seus desafios.

Resenha - Confesso que entrei achando que seria meio ao estilo do High School Music e eis que surge Camp Rock, sim é a mesma idéia, só que ao invés de Rock Slam, o prêmio-mor é Band Slam.

Dos três filmes que vi esse ate poderia ser considerado o mais legalzinho deles, a historia fala de Will, um rapaz que é feito de chacota na antiga escola e tem uma amizade bem bacana com a mãe e por causa do emprego acaba indo morar em uma nova cidade e conseqüentemente freqüentar uma nova escola, onde o tal Band Slam (encontro de bandas) é a febre entre os adolescentes de lá.

Nesta historia nós temos 3 personagens: o menino solitário que quer ser popular e para isso cria uma nova identidade e que manja muito de musica – a garota estrela da escola, que por algum motivo larga toda a boa vida para mostrar o outro lado, o lado “legal” – e a outra menina, a normal que tem um talento e que no fundo que ser uma rockstar/ quer ser notada.

Tudo se dá através de um trabalho de classe feito em dupla que precisa mostrar aos colegas – quem é o fulano – isso é o pano da manga para que possamos conhecer as historias por trás dos personagens e o que querem da vida/ seus dramas particulares.

Claro que no filme entra o valentão querendo acabar com o rapaz porque ele esta saindo com a ex-namorada dele, um possível triângulo amoroso entre os 3 e o que eu achei mais legal, foi o final no Band Slam, onde mostra a força da net nos dias de hoje.


E você, tem uma listinha de filmes Sessão da Tarde? Quais seriam? Comentem!!!

Share:

0 comentários