POISON BOOKS || Livros New Adults

Em 21 janeiro 2017

Eu até curto os NA, tem alguns interessantes, outros fofos, mas o grande problema é que as autoras desse gênero acabam se tornando repetitivas, por isso evito ler constantemente as mesmas autoras e também o gênero, assim dá uma folguinha para minha mente.

Os livros abaixo, foram leituras legais e para quem curte o gênero, talvez seja algo que vale a pena ler, mas se você for fã mas nem tanto, até indico a leitura, mas leia um a cada dois meses, assim dá tempo de dar uma descansada na mente e você não acha que rolou um crtl C + crtl V.

>>> Namorado de Aluguel

Autor: Kasie West
SINOPSE: Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. 
O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. 
E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento. 
Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma.

Dos três indicados, este é o mais fofo. A história evoluiu bacana, sem grandes dramas, mas de uma forma sutil. Os personagens são interessantes e a gente fica com aquela vontadezinha que tudo dê certo. Não teremos grandes reviravoltas, mas a história vale a leitura. Foi um amorzinho.

>>> Infinito + Um

Autor: Amy Harmon
SINOPSE: Quando duas pessoas se tornam aliadas improváveis e foras da lei quase sem querer, como podem vencer todos os desafios?
Bonnie Rae Shelby é uma estrela da música. Ela é rica, linda e incrivelmente famosa. E quer morrer.
Finn Clyde é um zé-ninguém. Ele é sensível, brilhante e absurdamente cínico. E tudo o que ele quer é uma chance na vida.
Estranhas circunstâncias juntam o garoto que quer esquecer o passado e a garota que não consegue enfrentar o futuro. Tendo o mundo contra eles, esses dois jovens, tão diferentes um do outro, embarcam numa viagem alucinante que não só vai mudar a vida de ambos, como pode até lhes custar a vida.
Infinito + um é uma história sobre fama e fortuna, sobre privilégios e injustiças, sobre encontrar um amigo por trás da máscara de um estranho — e sobre descobrir o amor nos lugares mais inusitados.

Eu já li outras coisas da autora e acho que ela pega um 8 ou 80. As vezes suas histórias são intensas, outras vezes bem superficiais. Aqui ficou um meio termo, gostei da premissa, mas a história demorou para engrenar e depois ficou no mais do mesmo. Páginas seguidas das mesmas informações. Esperava mais.

>>> Novembro, 9

Autor: Colleen Hoover
SINOPSE: Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável.
Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?



Estou começando a implicar com a Colleen, os livros dela seguem os mesmos dramas, sempre alguém sofreu alguma coisa e a pessoa que fez aquilo volta e tenta consertar depois de algum tempo. Como essa é basicamente a mesma premissa nos livros dela, não demorei muito para matar a charada do livro.

Apesar da ideia bem bacana de contar um dia a cada ano (9 de novembro), as coisas nunca evoluíam muito, as vezes pensava, Jesus, se passou um ano e nada. Acho que a autora não conseguiu fazer a passagem de tempo para seus personagens, apesar da gente entender que são 365 dias de diferença, na hora da leitura dá a impressão que foi um mês ou por aí.

>>> 
Os três livros ficam na mesma categoria para mim, foram leituras rápidas e leves porque são histórias simples. Tirando a Kasie (que só tinha lido num gênero diferente -  Encruzilhada), as outras eu já li algumas histórias, então já sei o que esperar (e o que não vou encontrar em suas histórias).

São personagens simpáticos, a ideia é fofa e a gente morre de amores para que tudo dê certo. De modo geral acho que os livros deveriam se aprofundar mais em alguns pontos, principalmente no caso de Infinito + Um e Novembro,9.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<
 

POISON BOOKS || A Garota Perfeita (Mary Kubica)

Em 17 janeiro 2017

Autor: Mary Cubica
Tradutor: Fal Azevedo
Editora: Planeta
Série: Não
Temas: Adulto, Suspense, Sobrenatural,
SINOPSE: Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida.
Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à familia da garota.
O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso. Quando a encontra, porém, a professora esté em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem porque foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Estou sentada no balcão da cozinha, tomando chocolate quente, quando o telefone toca.”

RESENHA<<<
A garota perfeita é um romance intenso e instigante, se você não gostou de ‘Garota Exemplar’, você vai gostar desse e se você gostou de Garota Exemplar você vai se apaixonar por esse.  Os leitores vão se encontrar simpatizando muito com os dois personagens principais, com seus sentimentos mais profundos, suas lutas e seus passados ​​sombrios.  

A história é contada por três pontos de vista diferentes: de Eva, Gabe e Colin, eles se movem para frente e para trás, entre o antes e o depois do sequestro, isso faz com que o suspense seja construído de forma a deixar o leitor preso e em suspense, principalmente quando é a voz de Mia narrando.

Há alguma violência e eu achei algumas atitudes de alguns dos personagens muito perturbadoras. Os personagens são emocionais, a ponto de fazer fronteira com o melodrama. Pessoalmente, isso não me incomodou e como a história foi focada nos personagens e a emoção parecia se encaixar com a personalidade de cada personagem. Ficou claro que a história progrediu que havia um elemento do enredo que estava sendo retido.

Esta pode ser a minha opinião pessoal, mas quando uma história contém uma grande virada no final, deve ser tal que muda sua visão da maioria do que você leu. Essa virada traz alguma luz sobre o comportamento de alguns personagens, mas fez muito pouco para alterar a minha visão dos eventos.

Minhas considerações finais: é uma leitura excelente, tem sua própria essência e um final interessante como todo bom thriller que se preze.

*_*_*

Quem é Éme?

Bibliotecária, escorpiana, metódica, booksniffer, Moningmaniac, leio coisas que ninguém lê, além de ter um fraco por leituras bobas. Sou chata e não me indiquem livros modinhas eu não lerei! Venenos no @emeraudelima

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

POISON BOOKS || Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras & Seres do Submundo (Cassandra Clare)

Em 14 janeiro 2017

Autor: Cassandra Clare &
Tradutor: Lourdes
Editora: Galera Record
Série: Sim
Temas: Jovem-Adulto, Outros, Sobrenatural, Complemento
SINOPSE: Em Uma história de notáveis Caçadores de Sombras e seres do Submundo - contada na linguagem das flores, Cassandra Jean mergulha nos personagens criados por Cassandra Clare nas séries Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais e Os Artifícios das Trevas, reunindo características e ficha técnica de nomes como Jace Wayland, Magnus Bane e Tessa Grey. Comparando cada um deles a uma flor, e com belas ilustrações, ela cria um guia para os amantes dessas histórias... e para os que desejam começar a conhecê-las.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

RESENHA<<<
Este é um livro para quem é fã da série.

Vale para ler, reler e conhecer um pouco mais da história dos Caçadores de Sombra e também alguns personagens.
 Sempre falo para ligar o play e ir fazer as coisas, mas dessa vez dê um look no vídeo, para que vocês possam curtir e apreciar as imagens que tem no livro. TODAS. LINDAS. DE. MORRER.

Para conferir as páginas iniciais, segue o link >> clique aqui.

Para conhecer os livros da autora >>> clique aqui.


>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

POISON BOOKS || O Livro da Escuridão (John Stephens)

Em 12 janeiro 2017

Autor: John Stephens
Tradutor: Regiane Winarski
Editora: Suma de Letras
Série: Sim, livro 3 (série Os Livros do Princípio)
Temas: Infanto-juvenil, Fantasia, Magia, Aventura
SINOPSE: As aventuras dos irmãos Kate, Michael e Emma tomam o rumo final quando eles começam a busca pelo último Livro do Princípio – o Livro da Morte. Quando os três livros forem reunidos, seus poderes combinados podem ser invencíveis. Por isso, as três crianças correm contra o tempo para deter Magnus Medonho em sua caçada. É a vez de Emma embarcar em uma aventura entre dois mundos, enfrentando inimigos terríveis, monstros e fantasmas, e seus próprios medos mais profundos. Agora, ela deve aprender a dominar os poderes do livro mais perigoso de todos para que, com Kate e Michael, possa salvar o mundo do terrível confronto que Magnus Medonho está planejando; a batalha decisiva entre seres mágicos e pessoas comuns.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Emma bateu nas costas do homem gigantesco.”

RESENHA<<<
E chegamos ao fim de mais uma série. Confira os venenos dos livros anteriores de ‘Os Livros do Princípio’.

Chegar ao final de uma série é bom, mesmo quando se passa quase 3 anos entre um livro e outro. Apesar de estar colocando a resenha em janeiro de 2017, eu li o livro em dezembro de 2016 e o livro anterior foi postado/lido em 2013. Então, já sabem que alguns detalhes da história acabam sendo perdidos, e por mais que a gente ame algo, por mais que tenha coisas fofas, depois de 3 anos e outros 100 livros passando pela sua mente, tem coisas que você irá esquecer.

A ideia geral se manteve, a eterna luta bem x mal, as crianças errando quando queriam acertar, o complemento da história do Atlas e dos outros livros, o quem é quem no mundo da magia e como encarar o desafio final. Como estar no desfecho de uma série muda a gente.

Desde o primeiro livro, eu tinha implicância com a garotinha mais nova, e digo que foi tenso nos primeiros capítulos, pois este livro é o dela, como ela pode controlar o livro da escuridão e o que ele é dentro da história mostrada. Claro que ela deu uma melhorada, no primeiro livro ela era mega ultra chata e aqui deu uma aliviada, mas custei a engrenar nas partes narradas por ela.

Teve uma explicação bacana sobre o vilão e até como os livros mexem no nosso mundo/na magia que existe. Até me lembrou um pouquinho de ‘Fronteiras do Universo’, no último livro, tem essa conversa sobre magia e como o mundo mesmo não vendo nada mágico (exceto os escolhidos), ainda sim mexe com a estrutura e fazer o certo é difícil/doloroso.

Talvez o grande problema aqui tenha sido o efeito finalizador, no anterior a coisa foi mais dinâmica, mas aqui por se tratar de algo para ‘fechar’, precisava ter explicações, que foram super interessantes por sinal, mas sempre deixa o ritmo mais lento e acaba quebrando aquela ideia de velocidade/intensidade que esperamos neste tipo de aventura.

Mas valeu a leitura e fiquei feliz por ter finalizado, é uma história interessante dentro da temática infanto-juvenil, o que é bem difícil, pois sempre é algo 8 ou 80, sou são crianças de mais (diz que tem 10/12 anos, mas age como 6 ou elas agem com quase 20, parecendo mini adultos).

O fato de ter protagonistas femininos ajuda as meninas a verem um mundo de aventura que parece só ser comum aos meninos e mostra que não importa sua idade, se você acredita em algo, ele estará lá te esperando para começar a aventura!

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

POISON BOOKS || Perdido (Maggie Stiefvater)

Em 10 janeiro 2017

Autor: Maggie Stiefvater
Tradutor: Joana Faro
Editora: Agir Now
Série: Sim, livro 4 (série Os Lobos de Mercy Falls)
Temas: Jovem-Adulto, Fantasia, Sobrenatural, Lobisomens
SINOPSE: Cole St. Clair veio para a Califórnia por um único motivo: reconquistar Isabel Culpeper. Ela havia fugido de sua vida destruída e vazia, e a destruiu ainda mais. Não é simplesmente uma questão de querer. Cole precisa dela.
Enquanto isso, Isabel tenta reconstruir sua vida em Los Angeles, mas sem sucesso. Ela é capaz de fingir tão bem quanto todos os outros falsos da cidade, mas para quê? 
Cole e Isabel dividem um passado que jamais pareceu ter futuro. Eles podem se amar ou se destruir. A única certeza é que jamais se esquecerão.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Sou um lobisomem em Los Angeles.”

RESENHA<<<
Mais um livro da série ‘Os Lobos de Marcy Falls’, para conhecer um pouco mais da série, acesse:

Essa foi uma série que amei bastante, não sou muito fã de histórias envolvendo lobisomens, mas Maggie conseguiu com sua escrita me abraçar e fazer com que lesse cada livro com uma velocidade impressionante.

Mas, depois de fechar a série, eis que surgiu este livro e confesso que deixei ele passar por um tempo. Às vezes fico pensando se vale ou não a pena visitar uma série já fechada depois de tantos anos, as vezes dá certo, muitas vezes não.

Não diria que deu errado em Perdido, mas esperava mais. Não sei se foi a troca de personagem, já que este livro é narrado pelo Cole – aliás, um personagem que eu sempre curti na série, mas talvez não estivesse preparada para ter só ele narrando um livro inteiro.

Mas diria que a história já não me agarrou tanto como antes e muitas vezes achei que ela estava mais esticada do que deveria. Por mim teria sido um conto, algo mais justo, simples e honesto para contar sobre o personagem e um pouco como as coisas ficaram depois do desfecho do último livro. Ao transformar em livro algo que deveria ser um conto, a história se esticou, teve partes chatas e repetitivas e eu me senti um pouco enganada.

Confesso que foi bom entrar neste mundo, mas senti falta dos outros personagens, senti falta de falar mais coisas que tinha na série e esperei bem mais do que me foi apresentado.

Acho que vale uma chance para quem leu a série e sente falta e ao mesmo tempo quer saber alguns detalhes que não foram finalizados/explicados no fim do livro 3 e (pelo menos eu) ficou se perguntando como seria tal situação e aquela?!

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<
 

POISON BOOKS || Uma Pergunta Por Dia

Em 07 janeiro 2017

Autor: Potter Style
Tradutor: Lourdes Sette
Editora: Intrínseca
Série: Não
Temas: Interativo, Escrita, Outros
SINOPSE: Todos os dias criamos uma imensa quantidade de registros em celulares, redes sociais e aplicativos. No entanto, quase nunca temos o hábito de retornar a eles. Às vezes podem parecer só besteiras, mas quantos desses relatos não mostrariam nosso crescimento e nossas mudanças em todos esses anos?
Uma pergunta por dia convida você a registrar suas respostas a uma variedade de questões, das mais simples às mais complicadas, como “Para onde você quer fazer sua próxima viagem?” ou “Escreva a primeira linha da sua autobiografia”. Em cada página há espaço para cinco respostas, uma por ano, ao longo de cinco anos. Com o passar do tempo, quando voltar a um dia já anotado, o dono do diário encontrará seus pensamentos anteriores, num exercício divertido e construtivo de recordar e refletir.
Depois das primeiras páginas fica impossível parar, e as possibilidades são infinitas: comece agora mesmo, não importa que dia é hoje; responda sozinho, com o melhor amigo ou com um grupo inteiro de amigos; um casal pode registrar junto suas respostas, cada um em seu livro ou num livro só. Respondendo, relendo, guardando para si ou compartilhando, a brincadeira funciona como uma verdadeira cápsula do tempo – termine um ano, inicie outro e redescubra a cada página um novo eu.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<

RESENHA<<<
Um dos poucos livros interativos que realmente curti e fiz durante todo o ano de 2016 e pretendo seguir agora em 2017.

É um livrinho fofo, que cabe em qualquer bolsa e com algumas canetinhas coloridas já faz uma festa.

Se você está em dúvidas sobre comprar um ou não. COMPRE!



>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<
 

POISON BOOKS || Sociedade da Rosa (Marie Lu)

Em 05 janeiro 2017

Autor: Marie Lu
Tradutor: Rachel Agavino
Editora: Rocco
Série: Sim, livro 2 (série Jovens de Elite)
Temas: Jovem-Adulto, Fantasia, Sobrenatural
SINOPSE: Ari se sente perdida e solitária. Com olhos azul-esverdeados e cabelos prateados esquisitos, que não podem ser modificados nem destruídos, sempre chamou a atenção por onde passava. Depois de crescer em casas adotivas, tudo o que quer é descobrir de onde veio e quem ela é. Em sua busca por respostas, encontra uma mensagem escrita pela mãe morta há muito tempo: fuja. A garota percebe que precisa voltar para o local de seu nascimento, Nova 2 — a cidade luxuosa, que foi inteiramente remodelada —, em Nova Orleans. Lá, ela é aparentemente normal. Mas cada criatura que encontra, por mais mortal ou horrível que seja, sente medo dela. Ari não vai parar até desvendar os mistérios de sua existência. No entanto, algumas verdades são terríveis e assustadoras demais para serem reveladas.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Quando eu era pequena, minha mãe passava longas tardes me contando lendas antigas.”

RESENHA<<<
Continuação da série ‘Jovens de Elite’ para saber mais sobre o livro anterior, clique:
Livro 1 – Jovens de Elite

Quando li o primeiro livro, estava vindo da empolgação de ter terminado ‘Legend’ e estava órfã e precisava de mais coisas de Marie Lu, sua escrita e história são boas e no geral, ela foge do lugar-comum, o que acabou contribuindo para a leitura rápida do livro anterior e ter ficado me questionando alguns de seus personagens e como a história iria se desenrolar depois de alguns acontecimentos.

Nesta continuação, o gás acabou, não sei se foi meu ou dela, pois a sensação que tive é que a história se arrastou, milhares de detalhes, explicações e voltas ao mesmo lugar, o que fez com que as coisas levassem milhares de páginas para chegar aos finalmentes. Vale lembrar que estamos no segundo livro, o grosso das explicações e detalhes já foram passados na leitura do anterior.

Os personagens perderam seu timing e vivacidade, principalmente Adelina, nossa mocinha, vilã ou não-quero-me-definir-ainda. Parece que ela está mais perdida do que tudo, talvez o acontecimento mostrado em ‘Jovens de Elite’ a tenha abalado tanto que ela mudou de lado, ideia e quase toda uma personalidade. Os outros personagens aparecem apagados também, mas claro que há um ou outro que tem um destaque, faz sua mágica para manter a história aos trancos e barrancos.

Falando ainda dos personagens, não sei o que senti por eles, ora queria que todos morressem em uma grande fogueira, ora queria salvar alguém, ora ficava me perguntando o que aconteceu com as situações do primeiro livro, a realidade é que eles estavam todos errados, tipo, parecem que eram outras pessoas aqui neste livro, não senti conexão, continuação e essência entre eles, a história já contada e o que a autora estava contando.

Foi uma leitura difícil e bem arrastada, faltava uma ligação, um algo a mais entre o que aconteceu no livro um para este livro, pois há lacunas de tempo mal explicadas e consequentemente os comportamentos, o excesso de explicações, e as situações vividas por alguns personagens. Teve momentos que surgiram do nada.

Como o terceiro livro ainda não saiu e pouco se tem notícias, verei se até lá, resolvo dar mais uma chance e continuo ou para neste aqui.

OBS: A nota deste livro é classificada entre o Suave e o Tóxico, mas como não há notas quebradas, deixarei como Tóxico.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<