POISON BOOKS || Boneco de Pano (Daniel Cole)

Em 29 abril 2017

Autor: Daniel Cole
Tradutor: Marcelo Mendes
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 1 (série Detetive William Fawkes)
Temas: Adulto, Suspense, Policial, Investigação
SINOPSE: VOCÊ ESTÁ NA LISTA DE UM ASSASSINO. E ELA DIZ QUANDO VOCÊ VAI MORRER.
O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano.
Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf.
Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar.
Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de Pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Samantha Boyd passou por baixo do cordão de isolamento da polícia e olhou para a estátua da Justiça que se empoleirava no alto do Old Bailey.”
RESENHA<<<
Me encantei pelo livro e sua sinopse na apresentação do mesmo pela editora aos seus blogueiros e livreiros. Como há tempos não lia um policial e suspense, achei que valia apostar. As credenciais eram boas e nada como variar o que se lê.

De certa forma, ‘Boneco de Pano’ é um livro interessante, um jogo de gato e rato da polícia de Londres e como as coisas podem ser confusas. O livro apresenta muitas coisas que podem ser pertinentes à nós, aqui no Brasil, como a correria da polícia em divulgar fatos/informações e nem sempre as coisas serem verdades ou exatamente daquele jeito, as ‘cobaias’ e talvez o que mais nos doa – a polícia fazer a parte dele e as vezes a justiça soltar.

Não diria que é um livro forte, não há cenas toscas ou aquelas que a gente imagina e quase chega a vomitar, mas há algum desconforto porque a situação exige, um serial killer, um corpo esquisito feito com partes de outros e uma grande correria para descobrir os porquês.

Essa ideia é o que leva e sustenta a história, bem elaborada em alguns momentos, mas meio perdida em outros, porém com elementos que nos deixa ansiosos e interessados em saber tudo que queremos e quem poderia ser o tal assassino e porquê.

Este teria sido um excelente livro, mesmo com os pontos negativos acima citados, pois de modo geral, as cenas ‘meia boca’ são compensadas pelas demais. Mas o grande problema para mim foi o final. O autor não soube como finalizar sua boa história e nos seus momentos finais surgiram situações que fugiram completamente de tudo que havia sido descrito.

Minha grande decepção com o livro foi o final, esperei muito mais pelo desfecho e que de certa forma fosse uma reviravolta de grandes proporções, mas tirando o fim propriamente digo, o livro foi bem elaborado e manteve seus mistérios e nos deixa interessado para seguir por suas páginas.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<



POISON BOOKS || A Prisão do Rei (Victoria Aveyard)

Em 25 abril 2017

Autor: Victoria Aveyard
Tradutor: Alessandra Esteche, Guilherme Miranda & Zé Oliboni
Editora: Seguinte
Série: Sim, livro 3 (série A Rainha Vermelha)
Temas: Jovem-Adulto, Relacionamentos, reinos
SINOPSE: No terceiro volume da série que já vendeu mais de 250 mil exemplares no Brasil, tudo vai queimar.
Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio, impotente sem seu poder, atormentada por seus erros. Ela está à mercê do garoto por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu. Agora rei, Maven continua com os planos de sua mãe, fazendo de tudo para manter o controle de Norta — e de sua prisioneira.
Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante das Pedras Silenciosas, o resto da Guarda Escarlate se organiza, treinando e expandindo. Com a rebelião cada vez mais forte, eles param de agir sob as sombras e se preparam para a guerra. Entre eles está Cal, um prateado em meio aos vermelhos. Incapaz de decidir a que lado dedicar sua lealdade, o príncipe exilado só tem uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.

>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Levanto quando ele permite.”

RESENHA<<<
Eis que chegamos ao terceiro livro da série ‘A Rainha Vermelha’, para conhecer os venenos dos anteriores, clique:

Eu li este livro achando que ele seria o último, mas ao chegar ao final dele percebi que realmente não poderia ser o final e fui conferir no Goodreads que o livro 4 sairá em 2018, aliás, fico até na dúvida se não teremos um livro 5, porque a coisa desandou um pouco e acredito ser pouco apenas um livro para tantas explicações.

Essa é uma série intensa, com lutas, destinos modificados, informações que mudam constantemente e pessoas das mais variadas personalidades. Diria que é uma série mais realista, afinal, no mundo é assim, ninguém é 100% bom ou 100% mau, as pessoas se moldam a medida de fatos e dos interesses e neste livro a gente tem a possibilidade de compreender isso de uma forma muito melhor que os anteriores.

Neste livro; Mare, Cameron e Evangeline que narram seus pontos de vista. A Mare ainda detém grande parte da narrativa, mas foi interessante ver outros pontos de vista. Analisando pelo ponto de vista da Mare, percebi que a história desandou e muito, não entendi a real intenção da autora com tantas reviravoltas e informações que foram jogadas. Muitas mudanças que foram de encontro com o que já havia sido narrado antes. A sensação é que em algum momento a autora teve uma ideia e quis inserir dentro da história, mesmo que essa inserção não tenha sido fluída dentro da história ou faça sentido.

Já o ponto da Evangeline foi o mais interessante. Nunca a amei, mas ela foi real, sincera e se mostrou perdida com as novas informações (assim como eu), a personagem mostra todos os prós e contras e um pouco dela mesma. Seus desejos e anseios foram retratados, mesmo que em pensamentos e nunca em ações. Mas, sai com a sensação de que ela era a mais centrada no meio do caos.

Eu gosto de reviravoltas, mas não senti que aqui a coisa tenha sido bacana, muitas mudanças e mais personagens e informações que em muitos momentos do livro foram apenas para ‘encher linguiça’ e o casal Mare e Cal está chato até dizer chega. Eita menino perdido esse. Não sabe o que quer. Não duvidarei nada se a autora chegar e disser que é um robô/algo relacionado a inteligência artificial, neste livro ele entra mudo/sem vontade e sai do mesmo jeito. Chato. CHATO.

Sobre Maven, até entendo que a autora quis fazer uma pegada meio ‘rei louco’, mas também passou um pouco do ponto. Apesar de ver onde a autora quis chegar ou se apoiar para sustentar sua história, ela simplesmente não foi feliz e muitas coisas ficaram chatas, perdidas, um pouco fora da realidade e sem noção.

As duas últimas frases do livro são:
‘Em algum lugar distante, dentro de mim, um trovão ruge.
Vamos deixar que eles se matem.’

E ao terminar, fiquei com a mesma sensação, deixar a história para lá e que quero que todos morram. Talvez tenha sido um erro ler a história cheia de expectativa, já que os anteriores me agradaram tanto? Com certeza sim, vamos pensar se vou deixar a série morrer ou se continuo com ela quando 2018 chegar...

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

POISON BOOKS || Gelo e Fogo (Sara Raasch)

Em 22 abril 2017

Autor: Sara Raasch
Tradutor: Mariana Kohnert
Editora: Harper Collins
Série: Sim, livro 2 (série Neve e Cinzas)
Temas: Jovem-Adulto, Magia, Aventura, Fantasia
SINOPSE: Faz três meses que os invernianos foram libertados e o rei de Primavera, Angra, desapareceu — graças, em grande parte, à ajuda de Cordell. Meira só quer que seu povo esteja a salvo. Quando a dívida com Cordell força os invernianos a cavar nas minas em busca de pagamento, o que eles encontram é algo poderoso e possivelmente perigoso: o abismo de magia perdido de Primoria. Para Theron, isso é motivo para alegria e esperança — com essa imensa fonte de magia, seria possível finalmente se armar contra ameaças como Angra. Mas Meira sabe que, da última vez que o mundo teve acesso a tanta magia, os resultados foram dramáticos. Então, quando o rei de Cordell manda os dois em uma missão para atravessar os reinos de Primoria e desvendar os segredos do abismo, Meira planeja usar a viagem para conseguir apoio para destruí-lo, o que faria Inverno permanecer em segurança e Theron ficar furioso. Mas ela será capaz de completar sua missão sem colocar em risco aqueles que ama? Mather só quer ser livre. Os horrores infligidos aos invernianos permanecem frescos na memória e em Jannuari, o que deixa o reino de Inverno vulnerável à opressão crescente de Cordell. Quando Meira deixa o reino em busca de aliados, Mather decide tomar a iniciativa e defender a segurança de seu povo. Será ele capaz de reconstruir seu reino e protegê-lo de novas ameaças? Conforme a teia de mentiras e a batalha pelo poder se fecha, Theron luta pela magia, Mather, pela liberdade — e Meira começa se perguntar se não deveria estar lutando não por Inverno mas sim por toda a humanidade.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Cinco inimigos.”
RESENHA<<<
Continuamos na série ‘As Crônicas de Fogo e Gelo’, para conhecer os venenos do anterior, clique:

Ainda não sei como classificar este livro, ele teve muitos altos e baixos (será que foi devido a maldição do segundo livro?), ou devido as grandes mudanças na história, não tenha reconhecido coisas do livro anterior.

O ponto positivo foi que finalmente conseguimos entender melhor os outros reinos. No livro 1 isso ficou bem confuso para mim, pois são quatro reinos estação e quatro reinos ritmos, mas as explicações eram confusas e pelo fato da história se concentrar em Inverno e no drama vivido por eles – de perder seu país, sofrer com escravidão, ficar sem nada e tentar manter a chama de que podemos reconquistar tudo. A autora não focou tanto na explicação da composição das terras e seus costumes.

A chegada de novos reinos e mais informações, traz também outros personagens, alguns bem interessantes e outros bem chatos, confesso que tiveram alguns que fiquei aliviada com o seu desenrolar, típico ‘boi de piranha’, acho que só apareceu mesmo para aquele fim. Mas outros são intensos, brutais, insanos e estes foram os bons momentos do livro.

Senti muita falta de ação, era muito bailinho e vamos nos conhecer, muitas páginas sem ação e bem devagar, totalmente diferente do livro anterior, onde sempre havia lutas, dramas e reviravoltas. Quase não tivemos essa situação por aqui, a parte mais intensa do livro é bem no finalzinho (uns 10/15% para o fim do livro) e confesso que sua leitura foi um tanto quanto arrastada.

Vocês sabem que sou contra e odeio essa coisa de triangulo amoroso, porque todas as histórias precisam ter isso? Então, a saída da autora para a relação Meira e Theron foi bem trash e não condizente com o que ela nos mostrou no final do livro 1 e durante quase todo livro 2. Faltou criatividade e até mesmo desenvolver mais a relação dos personagens e dar mais destaque ao Theron, ele ficou bem apagado, mas a Meira também está bem chatinha/sem graça neste livro, então eles empataram.

O destaque maior ficou mesmo com outros personagens e reinos, e principalmente o teatro feito nas páginas finais. Confesso que as páginas finais que me empolgaram para ler o próximo, pois pelo restante do livro, poderia ter deixado para lá ou ler quando desse tempo.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

POISON BOOKS || A Traidora do Trono (Alwyn Hamilton)

Em 18 abril 2017

Autor: Alwyn Hamilton
Tradutor: Eric Novello
Editora: Seguinte
Série: Sim, livro 2 (Trilogia A Rebelde do Deserto)
Temas: Jovem-Adulto, Aventura, Romance, Sobnatural
SINOPSE: Amani Al’Hiza mal pôde acreditar quando finalmente conseguiu fugir de sua cidade natal, montada num cavalo mágico junto com Jin, um forasteiro misterioso. Depois de pouco tempo, porém, sua maior preocupação deixou de ser a própria liberdade- a garota descobriu ter muito mais poder do que imaginava e acabou se juntando à rebelião, que quer livrar o país inteiro do domínio do sultão. Em meio às perigosas batalhas ao lado dos rebeldes, Amani é traída quando menos espera e se vê prisioneira no palácio. Enquanto pensa em um jeito de escapar, ela começa a espionar o sultão. Mas quanto mais tempo passa ali, mais Amani questiona se o governante de fato é o vilão que todos acreditam.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Tempos atrás, no reino desértico de Miraji, havia um príncipe que desejava assumir o trono do pai.”

RESENHA<<<
Continuação da série ‘A Rebelde do Deserto’, para conhecer os venenos do anterior, clique:

Esta série está sendo um amorzinho. O primeiro livro foi muito bacana e este segundo se superou e com certeza não teve o grande problema de alguns – A MALDIÇÃO DO SEGUNDO LIVRO – e conseguiu se sair tão bem. Poucos livros me fizeram amá-lo e ler em tão pouco tempo.

No vídeo abaixo, coloquei os prós (muitos) e contras (poucos) sobre o livro e o que você pode esperar nas próximas páginas. Pode deixar que não dei spoilers. Se você já leu o anterior e amou, precisa saber sobre este. E se você não leu, aconselho a conhecer o anterior e depois vir para cá e se divertir com essa série.


A trilogia (por enquanto) estará completa em 2018, infelizmente não tem nenhuma informação sobre capa e título, mas espero que seja tão intenso e cheio de reviravoltas como os anteriores.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

POISON BOOKS || Meio Mundo (Joe Abercrombie)

Em 15 abril 2017

Autor: Joe Abercrombie
Tradutor: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Série: Sim, livro 2 (série Mar Despedaçado)
Temas: Jovem-Adulto, Reinos, Aventura, Vikings
SINOPSE: Os tolos alardeiam o que vão fazer. Os heróis fazem.
Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas.
Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo.
A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira.
Guiando os personagens por caminhos tortuosos em busca de amadurecimento e redenção, Joe Abercrombie mais uma vez nos maravilha com uma história grandiosa, que se sustenta sozinha por seu vigor, mas também dá continuidade à saga de Gettland e Yarvi. Finalista do prêmio Locus, Meio Mundo deixará o leitor na expectativa do desfecho desta série épica.


>>>PRIMEIRA FRASE DO LIVRO<<<
“Ele hesitou apenas um instante, mas foi tempo suficiente para Thorn acertá-lo nos bagos com a borda do escudo.”

RESENHA<<<
Segundo livro da série ‘Mar Despedaçado’, para conhecer os venenos do anterior, clique:

Olha, continuei na relação amor e ódio com este livro, já tinha passado por isso no anterior, mas aqui também se manteve. Tem momentos muito bons, mas há outros que são cansativos. A vantagem dessa vez é que já sabia que vale a pena se esforçar, pois o autor explora bem seus personagens, mas não foi uma leitura fácil.

Uma mudança positiva foi ver a evolução do tempo na história, no livro anterior Yarvi foi o personagem principal, agora ele sai um pouquinho de cena, mas suas intenções e considerações nunca acabam, e damos lugar a Thorn, uma menina que foi ‘beijada pela Mãe Guerra’ e pode ser a esperança para os problemas que andam acontecendo nos reinos do Mar Despedaçado.

A menina é forte, bruta, temperamental, mas também tem ânsia de aprender e quere mostrar que é uma guerreira melhor, além de dizer que meninas também podem (e devem) lutar! A personagem tem bons momentos, sua imprudência e prepotência é interessante algumas vezes, mas há muitas questões repetitivas. Um problema da estrutura da história.

As reviravoltas também estão presentes, dessa vez o leque de explicações e o alcance das reviravoltas são bem maiores e profundas. O gancho com o próximo livro é bom e intenso, por mais que tenha sido uma montanha-russa de emoções, continuo querendo saber como será o final. Ou seja, irei continuar a leitura da série.

Apesar de já ter algum conhecimento de como é a narrativa e a estrutura da história do autor, visto o livro anterior, não queria ter lido/sentido as mesmas questões que levantei como problemas novamente por aqui. Talvez leitores mais exigentes não consigam insistir e se cansem das repetições, e algumas vezes enrolações apresentadas. Torcendo para o próximo essas questões sejam melhor exploradas.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<


POISON ABOUT || #Indicações 71

Em 13 abril 2017

Oie... POISON ABOUT no ar!!!

Dia de fazer o check e garantir nossas metas.
Se você não lembra de quantos livros leu ou o que indicar, nenhum problema, anota tudo nesse mês e no próximo deixa as suas dicas também =]


PASSADO – mês de referência: MARÇO
*Livros Lidos = 6
- A Traidora do Trono
- Neve e Cinzas
- Meio Mundo
- A Prisão do Rei
- Quem Era Ela

*Quantos Livros Comprou/Trocou no Mês = 0 (trocas via skoob)
(contando apenas as trocas/compras, parcerias não entraram na conta)
-Vale troca, compras

*Livro que + gostou = Quem Era Ela

*Porque é preciso ler = Um suspense bem interessante.

*Porque leu? = Nem sabia o que esperar, mas foi uma ótima pedida!

*Cote da página 100 = “Pratiquei ioga durante uns seis meses e ainda me lembro de todas as posições."
-Última frase da página 100 do livro (+ou- 25% do ebook).

*Música para acompanhar = Algo relacionado à florestas
-Música que lembra este livro.

FUTURO
*O que ainda vai ler? = A Ameaça Sombria
-Está na sua estante esperando a vez.

*Porque quero ler? = Continuação de Pássaro de Fogo.

*Próximo sonho de consumo = Quero ‘Contos da Academia dos Caçadores de Sombras’
-Livro que está querendo comprar, mas ainda não conseguiu.

Espero as respostas de vocês!
Os livros do mês que já tem resenha, estão com (*)
Mês que vem tem mais, então já vai separando os livros que gostar, até eleger seu favorito do mês.

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<

POISON PROMO || Paris Para Um e Outros Contos

Em 08 abril 2017

E quem não ama contos? E se você for como eu e não conhece a autora JOJO MOYES, essa vai ser a sua chance!!
Então, bora participar da promoção de PARIS PARA UM E OUTROS CONTOS - Jojo Moyes

SINOPSE DO LIVRO:


Nessa vibrante coletânea, o leitor poderá conhecer mais um lado da autora. Em histórias curtas e divertidas, Jojo, sem deixar de lado as personagens decididas que conquistaram o público, faz sua conhecida mágica de transformar situações comuns em eventos extraordinários.
No conto que dá título ao livro, a jovem Nell planeja um final de semana romântico em Paris com o namorado e fica sabendo, já na estação, que ele desistiu de acompanhá-la. Sozinha em um país estrangeiro, Nell descobre uma nova versão de si mesma, independente e corajosa.
Outros contos incluem um assalto a uma joalheria com uma reviravolta amorosa, a história de uma mulher que passa um dia inteiro com os sapatos de outra pessoa e um shopping lotado de pessoas fazendo compras de Natal que vai revelar a uma esposa estressada o que de fato importa na vida. 
E em “Lua de mel em Paris”, que fecha a coletânea, Jojo Moyes brinda os leitores com um reencontro com as personagens do best-seller A garota que você deixou para trás, Liv e Sophie, que, separadas por algumas décadas, acreditam que o casamento é apenas o início de suas histórias de amor.
Dez pequenas amostras da saborosa escrita de Jojo Moyes, divertidas, autênticas e irresistíveis — você vai ler e se encantar.


OUTRAS INFORMAÇÕES:
- Leia a página de “Políticas de Regras e Promoções” que o blog adota;

- Não se esqueça de cumprir todas as etapas e colocar os links, pois serão verificados!!!

- Perfis criados exclusivamente para promoções ou que a maioria das postagens sejam de promoções, serão desclassificados (vale tanto para twitter quanto facebook);

- A opção ‘visitar’ do Rafflecopter é para curtir a página

- Desbloqueie seu perfil no facebook ou twitter de forma que eu consiga ver se você curte o blog ou segue as contas via twitter, caso eu não consiga conferir os dados, você será desclassificado;

- A promoção vai de hoje (08/abril/2017) a (19/maio/2017). E o resultado será divulgado nas redes sociais do blog (facebook/twitter/instagram);

- Lembrando que o Mon Petit Poison não envia e-mails para os vencedores, por isso quando o resultado sair pelas redes sociais, o vencedor deverá entrar em contato pelo formulário em até 3 dias (será informado a data limite para reclamar o prêmio), senão teremos um novo sorteio;

- Prazo de 45 dias para envio do prêmio. O prêmio será enviado pela editora Intrínseca.

- O prêmio será sorteado até 2 vezes, após a terceira vez, se o vencedor não se manifestar dentro do prazo, a promoção será dada como encerrada e o prêmio poderá ser aproveitado para uma nova promoção no blog.

- Qualquer dúvida mande email para o blog – monpetitpoison@gmail.com ou entre em contato pelo twitter @MPPoison

Boa sorte!!!

>>> Já conhece as outras redes sociais do blog? Clique e seja bem-vindo <<<